Clube do Português

Língua portuguesa para produtores de conteúdo

Gerúndio simples e composto – qual a diferença?

Quando usar o gerúndio simples e o composto?

O gerúndio é uma das formas nominais dos verbos.  Ele pode ser simples ou composto. Neste artigo, explicamos a diferença entre os dois e quando e como usá-los. Vamos lá!

Gerúndio simples

Essa forma tem como objetivo representar uma ação contínua, que ainda não foi finalizada.

ex¹: João não pode sair agora, porque está estudando.

ex²: Estou trabalhando em um novo livro no momento.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Paralisação x Paralização – qual a forma correta?

fila de carros esperando para abastecer

A forma correta é paralisação ou paralização? É com S ou com Z? Neste artigo, acabamos de vez com essa dúvida e explicamos uma regra ortográfica valiosa. Vamos lá!

Entre vogais

Antes de irmos ao cerne da questão, vale a pena dar uma olhada em uma regra interessante da língua portuguesa. Na maioria das vezes, a letra S, quando aparece entre vogais, tem som de Z. Vejamos alguns exemplos: asa, casa, vaso, Marisa, atraso, acaso, etc.

Com S ou com Z?

Agora que você já conhece o macete, fica fácil matar a charada. A forma correta de grafar a palavra é paralisação.

ex: A paralisação dos caminhoneiros gerou escassez de vários produtos.

Perceba que a mesma regra vale para o vocábulo paralisia. Você viu ali o S entre as vogais?

ex: Há uma séria paralisia na política brasileira atualmente.

Gostou da texto? Então, continue seus estudos e assista ao vídeo que fizemos sobre ANÁFORA:

***

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua (link para um nova página do site) .

Matricule-se agora no nosso curso “Português para produtores de conteúdo” (link para um novo site).

Compartilhe este texto:

Méis x Meles – qual o plural de mel?

Afinal de contas, qual o plural da palavra mel?  Neste artigo, vamos acabar com essa dúvida e detalhar um pouco mais esse termo. Vamos lá!

Duas formas

O plural do substantivo mel pode ser MÉIS OU MELES. Vejamos:

Ex1: Você pode escolher entre vários tipos de méis para passar na torrada.

Ex2: Você pode escolher entre vários tipos de meles para passar na torrada.

Mel

A palavra tem origem no latim mellis, o que ajuda a entender a forma plural meles. O termo indica, segundo o dicionário Priberam, uma substância espessa e doce, amarelada ou acastanhada, produzido pelas abelhas a partir do néctar das flores e armazenado nos favos.

Gostou do texto? Então continue aprendendo e assista ao vídeo que fizemos sobre HIPÉRBATO:

***

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua (link para um nova página do site) .

Matricule-se agora no nosso curso “Português para produtores de conteúdo” (link para um novo site).

Compartilhe este texto:

Põe x Põem – quando usar cada um?

PÕE é a conjugação do verbo "pôr" na terceira pessoa do singular, no presente do indicativo. ✔ Ex: Ela põe açúcar no café. ✔ PÕEM é a conjugação do verbo "pôr" na terceira pessoa do plural, no presente do indicativo. ✔ Ex: Depois de correr, elas põem os pés na água quente. ✔ ⚠ATENÇÃO! O verbo "pôr" é escrito com acento circunflexo. "Por", sem acento, é preposição. ✔ #DescriçãoDaImagem A imagem mostra o desenho de uma galinha, rodeada por três pintinhos. #português #gramática #educação  #aprendizado #estudo #trabalho #empreendedorismo #concurso #concursopúblico #escola #faculdade #vestibular #enem #dicas #escrita #língua #linguagem #clubedoportuguês #correntedobem #boanoite #segunda

A post shared by Clube do Português (@clubedoportugues) on

As duas conjugações do verbo pôr (põe e põem) estão corretas, mas cada uma é utilizada em determinada situação.  Neste artigo, vamos explicar quando usá-las. Vamos lá!

Põe

É a conjugação do verbo “pôr” na terceira pessoa do singular, no presente do indicativo.

ex1: Ela põe açúcar no café.

ex2: Juca põe muito sal na comida.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Ansioso x Ancioso – qual a forma correta?

A palavra "ansioso" vem de "ânsia", portanto, é grafada com "s". O adjetivo pode se referir a algo ou alguém que possui ânsia ou está em estado ofegante; que deseja muito alguma coisa; que demonstra inquietação; que exprime angústia; que deseja muito algo. ✔ Na Psicologia, o termo é usado para se referir a quem sofre de ansiedade. ✔ Ex1: Ele está muito ansioso para fechar o negócio. ✔ Ex2: Praticar yoga é uma excelente atividade para quem é ansioso. ✔ #DescriçãoDaImagem A imagem mostra um homem de olhos fechados, com as duas mãos no rosto. Ele aparenta estar ansioso. #português #gramática #educação  #aprendizado #estudo #trabalho #empreendedorismo #concurso #concursopúblico #escola #faculdade #vestibular #enem #dicas #escrita #língua #linguagem #clubedoportuguês #correntedobem #diversidade #boanoite

A post shared by Clube do Português (@clubedoportugues) on

Afinal de contas, qual a grafia certa da palavra: ansioso ou ancioso? Neste artigo, vamos explicar como escrever corretamente esse vocábulo e também daremos uma dica matadora para você nunca mais se confundir!

Ânsia

A palavra ansioso vem de ânsia, portanto, é grafada com “s”. O adjetivo pode se referir a algo ou alguém que possui ânsia ou está em estado ofegante; que deseja muito alguma coisa; que demonstra inquietação; que exprime angústia; que deseja muito algo.

Na Psicologia, o termo é usado para se referir a quem sofre de ansiedade.

ex1: Ela está muito ansiosa para fechar o negócio.

ex2: Praticar yoga é uma excelente atividade para quem é ansioso.

ex3: Às vezes, é difícil controlar a ansiedade.

Gostou do texto? Então, continue aprendendo! Assista ao vídeo que fizemos sobre ALITERAÇÃO:

Veja também tudo sobre o plural dos substantivos compostos:

***

Matricule-se agora no nosso curso “Português para produtores de conteúdo”   – http://onovomercado.com.br/cursos/portugues

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
– http://clubedoportugues.com.br/clube/

Compartilhe este texto:

Dispensa x Despensa – qual a diferença?

"Despensa" é um substantivo que descreve o lugar onde se guarda mantimentos para uso doméstico. ✔ Ex: Após fazer compras, guardei os grãos na despensa. ✔ "Dispensa", quando usado como substantivo, significa ato de ser desobrigado; escusa; licença para se eximir de um dever ou obrigação; documento em que se concede a dispensa; despedimento. ✔ Ex: Ele recebeu dispensa do serviço militar. ✔ "Dispensa" também pode se referir à terceira pessoa do singular do presente do indicativo do verbo "dispensar": Ex: O hotel dispensa comentários. ✔ "Dispensa" pode ser ainda a conjugação do verbo "dispensar" na segunda pessoa do singular do imperativo. Ex: Dispensa o João do trabalho de hoje, Maria. ✔ #DescriçãoDaImagem A imagem mostra mantimentos armazenados em uma despensa. #português #gramática #educação  #aprendizado #estudo #trabalho #empreendedorismo #concurso #concursopúblico #escola #faculdade #vestibular #enem #dicas #escrita #língua #linguagem #clubedoportuguês #correntedobem #boanoite

A post shared by Clube do Português (@clubedoportugues) on

Tanto dispensa quanto a despensa são palavras que existem na língua portuguesa. Neste artigo, vamos explicar a diferença entre as duas. Vamos lá!

Despensa

Despensa é um substantivo que descreve o lugar onde se guarda mantimentos para uso doméstico.

Ex: Após fazer compras, guardei os grãos na DESPENSA.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Eles requiseram ou eles requereram – qual a forma correta?

Qual a forma correta: eles requiseram ou eles requereram? Neste artigo, vamos explicar como funciona a conjugação desse verbo. Vamos lá!

Querer

Requerer não tem como base o verbo querer. Logo, a maneira certa de conjugar o termo na terceira pessoa do plural do pretérito perfeito é eles requereram.

ex: Os diretores requereram um parecer da auditoria sobre o projeto.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Verbo vicário: o que é isso?

Afinal de contas, o que é um verbo vicário? Neste artigo, vamos explicar melhor essa classificação e mostrar como utilizá-la para deixar seu texto mais coeso. Vamos lá!

Substituição

Os verbos vicários são aqueles que substituem outros, evitando a repetição desnecessária. Dessa forma, eles funcionam como elementos coesivos. Vejamos:

  • Depois que casou, Rita não sai mais como saía antigamente.
  • Depois que casou, Rita não sai mais como fazia antigamente.

Perceba que o verbo fazer toma o lugar do verbo sair. Nesse caso, um termo atua como uma espécie de sinônimo do outro.

Continue reading

Compartilhe este texto:

2h ou 2hs – tem plural nas unidades de medida?

Quando usamos a abreviatura das unidades de medida, devemos ou não colocar S? Neste artigo, vamos tirar essa dúvida e explicar a forma correta de escrever. Vamos lá!

Com S ou sem S?

Nas unidades de medida, nunca usamos colocamos a letra S. Essa regra vale para as horas e para as demais formas.

ex¹: Ele demorou 2h para chegar ao destino.

ex²: Maria correu 10km hoje de manhã.

ex³: O indiciado é beber pelo menos 2l de água por dia.

OBS: entre o número e a unidade de medida, não há espaço.

“Hrs”também tá certo?

No inglês, a abreviatura da palavra hours é hrs (24hrs, 4hrs). Esse formato, no entanto, não vale para a nossa língua portuguesa.

Gostou do texto Então, vale a pena dar uma olhada no vídeo que fizemos sobre a regra básica das siglas:

***

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua (link para um nova página do site) .

Matricule-se agora no nosso curso “Português para produtores de conteúdo” (link para um novo site).

Compartilhe este texto:

Desejo um ótimo dia a você ou à você?

Devemos ou não utilizar a crase antes do pronome de tratamento você? Neste artigo, vamos resolver essa dúvida e explicar quando utilizar o acento grave. Vamos lá!

O que é a CRASE?

O primeiro passo para responder a pergunta que dá título a este texto é entender o que é a crase e como e quando devemos usá-lo. Trata-se do encontro de vogais iguais => A + A = À. Acontece, em geral, em três casos:

  1. Encontro da preposição A com os artigos definidos A ou AS;
  2. Encontra do pronome demonstrativo A com a preposição A;
  3. Encontro dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo com a preposição A.

Continue reading

Compartilhe este texto:
« Older posts