Clube do Português

Língua portuguesa para produtores de conteúdo

Month: setembro 2016 (page 1 of 3)

Outro x Outrem

Pergunta do leitor: Olá, Clube do Português! Queria saber se existe uma definição sobre quando usar a palavra “outrem” e quando usar “outro”. Há diferença?

Resposta

Outrem

Utilizamos outrem quando queremos nos referir de forma indefinida  (sem identificação específica) a algo ou alguém que não está presente.

ex: A ninguém é permitido se apossar de algo pertencente a outrem sob pena de punição legal.

Perceba que aqui não nos referimos a alguém específico, mas a outra pessoa qualquer.

Continue reading
Compartilhe este texto:

Brazil: How to behave at greetings and meeting someone new? Understanding the Brazilian culture

By Samara Fernandes

Before learning a language, you may learn about countries culture, behavior and social context. Understanding culture and behavior is understanding the language, you can not dissociate it.

High spirits and charismatic people

Hospitality in Brazil is the keyword. Brazilian people are very happy, friendly, helpful and they don’t let themselves down in any situation. When creativity is at stake, no one better than the Brazilians can seek a solution to their problems. Enthusiasm defines them.

It is part of Brazilian daily life greet and say-goodbye to each person present. Don’t forget that it’s polite. Residential locals, like apartments, condominium, even if you don’t know a neighbor, say “bom dia”, “tchau”, when entering or exiting the elevator. Brazilians feel uncomfortable with the silence. When asking something, always say “por favor”. Always.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Estralar ou estalar?

Há palavras na língua portuguesa que podem ser escritas de formas distintas. Elas são chamadas de formas gráficas variantes. Esse é o caso dos vocábulos ‘estralar’ e ‘estalar’.  Eles têm o mesmo significado e podem ser utilizados como sinônimos.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Elo é sempre de ligação

Todo elo é de ligação

O pleonasmo é a figura de linguagem que indica o uso de palavras redundantes para reforçar uma ideia. Contudo, quando essa repetição é desnecessário, temos o chamado pleonasmo vicioso. É muito comum encontrarmos, por exemplo, a expressão “elo de ligação”.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Censo x Senso

Censo e senso não são sinônimos

Os parônimos são palavras que têm grafia similar, mas significados distintos. É o caso dos vocábulos censo e senso.

Censo – levantamento estatístico;

Ex: O censo mostra um aumento do número de mulheres chefiando famílias.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Tudo sobre o uso do acento agudo

Entenda quando utilizar o acento agudo

Uma das grandes dúvidas que muita gente tem na hora de escrever são os acentos. Por isso, neste texto, reunimos todas as regras de acentuação para acabar de vez com a confusão. Antes de tudo, porém,  um lembrete:

OXÍTONA – Sílaba tônica é a última da palavra.
ex: picolé, chulé, chaminé.
PAROXÍTONA – Sílaba tônica é a penúltima da palavra,
ex: caráter, difícil, médio.
PROPAROXÍTONA – Sílaba tônica é a antepenúltima da palavra.
ex: oxítona, médico, penúltima.

Identificar corretamente a sílaba tônica é meio caminho andado para utilizar bem os acentos.

Acento agudo

Usa-se acento agudo:

OXÍTONAS

  1. Nas oxítonas e nos monossílabos tônicos terminados em A, E e O, seguidos ou não de S. Ex: Chaminé, paletó, pés, café, cajás;
  2. Nas oxítonas terminas em vogal que venham seguidas de outra vogal com pronúncia distinta. Ex: baús, Piauí, contraí-las;
  3. Nas oxítonas terminadas em EM e ENS. ex: alguém, ninguém, parabéns;
  4. Nas vogais E e A abertas, nas formas verbais seguidas de hífen. ex: dá-la, qué-lo, trá-lo-ia.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Ensino e aprendizagem do português para surdos

A jornalista Emanuella Carmago entrevistou a equipe do canal “É Libras” para falar sobre acessibilidade e os principais desafios dos surdos na aprendizagem da língua portuguesa.

Segundo levantamento realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2015, 1,1% da população apresenta algum tipo de deficiência auditiva. Dentro do dado aparentemente pequeno, existe um universo de desafios para inclusão de surdos no país. O aprendizado da Língua Portuguesa pode ser listado como um dos principais entraves na busca por acessibilidade.

Aprender o idioma materno já é desafiador para pessoas “ouvintes”. Para cada palavra que aprendemos, sons são adicionados à nossa biblioteca auditiva e, assim, vamos construindo nossa comunicação oral. Agora tente imaginar como é aprender uma língua sem ter essas referências fonéticas. Ficou difícil de entender como seria?

Continue reading

Compartilhe este texto:

Análise sintática na prática!

O objetivo deste texto é mostrar o passo a passo de uma análise sintática. Vamos lá!

PERÍODO: As redes estaduais poderão fazer adaptações preliminares, já que o Ministério da Educação condiciona a implementação de pontos da reforma à conclusão da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

1º PASSO: Identificar o número de orações

Para fazer isso, é necessário encontrar os verbos.

As redes estaduais poderão fazer adaptações preliminares, já que o Ministério da Educação condiciona a implementação de pontos da reforma à conclusão da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Identificamos dois verbos. Ou melhor, uma locução verbal (poderão fazer) e um verbo (condiciona).

2º PASSO: Analisar cada oração separadamente

Continue reading

Compartilhe este texto:

A moral ou o moral?

Há palavras que no feminino significam uma coisa e no masculino, outra. É o caso do vocábulo moral. Vejamos.

A moral – grupo de valores e princípios.

Ex: Os políticos, por vezes, aprovam projetos que vão contra a moral.

O moral – ânimo.

Ex: Após perder de 7 x 1, o moral da seleção brasileira ficou muito abalado.

Amoral x Imoral

Continue reading

Compartilhe este texto:

4 dicas sobre a vírgula

Um dos temas que mais causa dúvidas na hora de escrever é o emprego da vírgula. Por isso, aqui apresento quatro dicas para acabar com essa confusão.

1) Para separar enumerações

ex: Comprei pera, maçã, mamão e jaca.

2) Para isolar o aposto

ex: Jesus, filho de Deus, foi crucificado.

Continue reading

Compartilhe este texto:
Older posts