Clube do Português

Língua portuguesa para produtores de conteúdo

Author: admin (page 2 of 26)

Conheça as 6 funções da linguagem – parte 1

Conheça as oito funções da linguagem

A linguagem possui seis funções principais, que estão relacionadas à intenção que o falante pretende demonstrar. Neste artigo, vamos apresentar e explicar cada uma delas. Vamos lá!

1) Função denotativa

Também é conhecida como função referencial ou informativa. Ela é utilizada quando queremos expressar o sentido literal e objetivo da mensagem, sem deixar muitas margens para interpretação. A ideia é espelhar a realidade. Essa função é muito utilizada no jornalismo.

ex: O Milan ganhou a partida de 3×0 da Roma.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Detetizar x Dedetizar – qual o forma correta?

Muitos falam "detetizar", mas a grafia correta é DEDETIZAR. A palavra vem do substantivo "dedetê", que significa inseticida diclorodifeniltricloretano, também conhecido pela sigla DDT.☠ Esse inseticida começou a ser utilizado na época da Segunda Guerra Mundial para exterminar insetos e combater doenças como malária, tifo e febre amarela. 😷 Apesar do baixo custo, o dedetê demorava até trinta anos para se degradar e mostrou-se nocivo à saúde humana e ao meio ambiente. Com isso, seu uso foi proibido na década de 70, mas o termo continuou a ser utilizado para se referir à aplicação de inseticidas. #DescriçãoDaImagem A imagem mostra um homem usando um spray. #português #gramática #educação  #aprendizado #estudo #trabalho #empreendedorismo #concurso #concursopúblico #escola #faculdade #vestibular #enem #escrita #língua #linguagem #clubedoportuguês #quinta #boanoite

A post shared by Clube do Português (@clubedoportugues) on

A grafia correta é dedetizar ou detetizar? Muita gente escreve a palavra de forma incorreta. Neste artigo, vamos mostrar qual a forma certa de grafar esse vocábulo. Vamos lá!

DDT

Muitos falam detetizar, mas a grafia correta é DEDETIZAR. A palavra vem do substantivo “dedetê”, que significa inseticida diclorodifeniltricloretano, também conhecido pela sigla DDT.

ex¹: Vanessa mandou dedetizar a casa para evitar uma infestação de baratas.

ex²: Ramiro tem uma empresa de dedetização.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Para x Pra – quando utilizar cada um?

Para e pra são o mesmo termo. Porém, eles são usados em contextos diferentes. Neste artigo, vamos explicar quando utilizar cada um. Vamos lá!

Formal x Informal

Pra é a contração de “para a”. Na linguagem escrita formal, devemos optar pela forma “para”. No entanto, na linguagem oral e em textos informais, como mensagens de WhatsApp, posts pessoais em mídias sociais, poemas e letras de músicas, podemos usar a forma “pra”.

ex¹: Cientistas descobriram um novo tratamento para o mal de Parkinson.

ex²: Viajei pra Nova Iorque no mês passado.

Veja mais:

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
– http://clubedoportugues.com.br/clube/

Matricule-se agora no nosso curso “Português para produtores de conteúdo”   – http://onovomercado.com.br/cursos/portugues

 

Compartilhe este texto:

Meia-entrada ou meia entrada – tem ou não tem hífen?

A palavra tem ou não tem hífen?

O correto é meia-entrada ou meia entrada? Tem ou não tem hífen? Neste artigo, vamos acabar com essa dúvida e explicar a formação da palavra. Vamos lá!

PAUSA: Antes de continuar a leitura, vale a pena você conferir o texto que fizemos sobre as principais alterações trazidas pela Reforma Ortográfica para o uso do hífen. Leia e volte aqui para terminar este artigo. Seu estudo ficará muito mais completo.

Hífen

O Vocabulário Oficial da Língua Portuguesa (VOLP) registra apenas a forma com hífen. Ou seja, o correto é meia-entrada. Isso ocorre, porque se entende que a expressão é um substantivo composto e não apenas um substantivo acompanhado por um adjetivo.

ex: Quem tem carteira de estudante paga meia-entrada nos cinemas.

LEIA TAMBÉM: Autoescola x Auto-escola – qual o correto?

Continue reading

Compartilhe este texto:

Stress x Estresse – qual a forma correta?

"Stress" é um anglicismo. Apesar de existirem traduções para a palavra, como "tensão", "fadiga" e "cansaço", acabou se popularizando na linguagem coloquial e na medicina. Como os grupos consonânticos "st" e "ss" não são comuns para iniciar e terminar palavras na língua portuguesa, o vocábulo  foi aportuguesado. Os dicionários Houaiss e Aurélio registram a forma "estresse". No entanto, se você for usar a forma "stress", deve escrevê-la em itálico para enfatizar que se trata de uma palavra em inglês. Outros exemplos de palavras estrangeiras que já foram aportuguesadas são gol (goal), iate (yatch) e hambúrguer (hamburger). #DescricãoDaImagem A imagem mostra um senhor cansado. Ele está apoiando o rosto em uma das mãos. #português #gramática #educação  #aprendizado #estudo #trabalho #empreendedorismo #concurso #concursopúblico #escola #faculdade #vestibular #enem #escrita #língua #linguagem #clubedoportuguês #terça #stress #estresse #boanoite

A post shared by Clube do Português (@clubedoportugues) on

Afinal de contas, a forma correta é stress ou estresse? Neste artigo, vamos explicar qual a grafia certa para a palavra e vamos falar também aportuguesamento de vocábulos estrangeiros. Vamos lá!

Anglicismo

Stress é um anglicismo. Apesar de existirem traduções para a palavra, como “tensão”, “fadiga” e “cansaço”, acabou se popularizando na linguagem coloquial e na medicina.

Como os grupos consonânticos st e ss não são comuns para iniciar e terminar palavras na língua portuguesa, o vocábulo foi aportuguesado. Os dicionários Houaiss e Aurélio registram a forma estresse.

LEIA MAIS: Em outros dois artigos, falamos mais sobre palavras que são originadas de anglicismo: performance e on-line. Vale a leitura!

Continue reading

Compartilhe este texto:

Perca x Perda – quando utilizar cada uma?

"Perda" e "perca" são palavras parônimas, ou seja, parecidas, mas com significados diferentes. Enquanto perca é uma forma verbal, "perda" é um substantivo. Vejamos: 🔸PERCA : é a flexão do verbo "perder" na primeira e terceira pessoas do singular do subjuntivo e na terceira pessoa do singular do imperativo. Ex1: Espero que eu não perca as cortesias para ir ao cinema. 🎟 Ex2: Queremos que ele perca a vergonha de falar em público. 👨 Ex3: Perca logo esse seu medo de avião. ✈ 🔸PERDA: é um substantivo feminino, que significa carência, privação do que se possuía; extravio, sumiço; dano, prejuízo; ruína; objeto perdido. Ex1: Ela ficou muito abalada após a perda da mãe. Ex2: Marina se atrasará por causa da perda da chave. #DescriçãoDaImagem A imagem mostra um tabuleiro de xadrez. #português #gramática #educação  #aprendizado #estudo #trabalho #empreendedorismo #concurso #concursopúblico #escola #faculdade #vestibular #enem #escrita #língua #linguagem #clubedoportuguês #quinta #boanoite

A post shared by Clube do Português (@clubedoportugues) on

As palavras perca e perda existem mas não são sinônimas. Elas devem ser utilizadas em situações distintas. Neste artigo vamos explicar quando usar cada uma. Vamos lá!

LEIA TAMBÉM: Confira outros casos de palavras parecidas que possuem significados diferentes.

Parônimas

Perda e perca são palavras parônimas, ou seja, parecidas, mas com significados diferentes. Enquanto perca é uma forma verbal, perda é um substantivo.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Auto escola, auto-escola ou autoescola – qual a forma correta?

Tem ou não tem hífen?

Qual a forma correta de escrever a palavra: auto escola, auto-escola ou autoescola? Com a entrada em vigência em definitivo da Reforma Ortográfica, a grafia do vocábulo foi alterada. Neste artigo, vamos explicar melhor. Vejamos!

PAUSA: Antes de seguir com a leitura deste texto, vale a pena você conferir o outro que fizemos sobre as principais mudanças que o Acordo Ortográfico trouxe para o uso do hífen.

Como era antes e como é hoje?

Antes da Reforma Ortográfica, a forma correta era auto-escola. Porém, a grafia certa agora é autoescola, sem hífen.

ex¹: Para tirar carteira, o Código de Trânsito exige que o motorista passe pela autoescola.

ex²: Ter aulas na autoescola é um dos passos para poder dirigir.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Antes de numeral, tem crase?

Quando utilizar crase antes de numeral?

Antes de numeral tem ou não tem crase?  Via de regra, não se usa o acento grave antes de números, mas há algumas exceções. Neste artigo, vamos detalhar todos os casos. Vamos lá!

PAUSA: Antes de continuar a leitura, vale dar uma olhada no artigo que escrevemos com seis dicas sobre o uso da crase. Leia e volte aqui. Seu estudo ficará muito mais completo.

Sem artigo

Há duas possibilidades de crase:

  1. Preposição ‘a’ + artigo feminino ‘a’;
  2. Pronome demonstrativo ‘aquele’ ou ‘aquela’ + preposição ‘a’.

De maneira geral, os numerais não possuem gênero e também não são acompanhados por artigos (exceto um e dois e os números terminados em entos – trezentos x trezentas). Dessa forma, não há os encontros acima citados.

ex¹: Maria contou de 1 a 20 para não perder a calma.

ex²: Pulei as 10 primeiras páginas do livro e fui direto ao que interessava.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Traz x Trás – quando utilizar cada um?

Quando utilizar cada um?

Trás e traz não são palavras sinônimas. Elas possuem significados e funções bem distintos. Neste artigo, vamos mostra a definição de cada vocábulo e explicar quando utilizá-los. Vamos lá!

DICA: Vale muito a pena baixa nosso e-book ‘Guia definitivo para palavras parecidas’ com 82 pares de vocábulos com grafias parecidas, mas significados distintos. 

Traz

Trata-se da segunda pessoa do presente do verbo trazer. Veja:

Eu trago;

Tu trazes; 

Ele traz;

Nós trazemos;

Vós trazeis;

Eles trazem.

ex: Dinheiro não traz felicidade.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Vírgula antes de ‘porque’ – quando utilizar?

Para acabar com essa dúvida, precisamos entender qual a ideia que o termo expressa

Quando usar a vírgula?

É correto utilizar vírgula antes de porque? Neste artigo, vamos responder essa dúvida e também explicar quando e como utilizar o sinal de pontuação. Vamos lá!

PAUSA: Antes de continuar a leitura, vale a pena conferir o nosso guia completo da vírgula. Leia e volte aqui para terminar este texto. Você terá um entendimento muito mais completo.

Explicativo

Sempre que porque for explicativo, ele será precedido de vírgula.

ex¹: O Instituto Alma Rugby ensina o esporte às crianças, porque acredita nos valores da bola oval.

ex²: A Make-A-Wish reúne pessoas para realizar os sonhos de crianças, porque quer estimular a esperança e a alegria.

Continue reading

Compartilhe este texto:
Older posts Newer posts