Clube do Português

Língua portuguesa para produtores de conteúdo

Category: Concordância verbal e nominal (page 2 of 3)

Paguei o lojista ou paguei ao lojista?

Qual a transitividade correta do verbo pagar?

O verbo “pagar” é transitivo direto e indireto.  Ou seja,  ele possui sempre dois complementos (explicitados ou não). Um deles virá acompanhado de preposição (objeto indireto) e outro sem (objeto direto).

O verbo “pagar” possui uma peculiaridade: o objeto indireto será sempre representado pela pessoa (física ou jurídica) e o direto pelo coisa.

Então o correto é: “Paguei ao lojista”.

Veja outro exemplo:

Continue reading

Compartilhe este texto:

As milhares ou os milhares de pessoas?

Os milhares ou as milhares?

Afinal de contas, milhares é feminino ou masculino? De acordo com o dicionário Houaiss, “milhar” é um substantivo masculino. Logo a forma correta do plural é “os milhares”.

Ex¹: Os milhares de pessoas que estavam lá assistiram à cena com espanto.

Ex²: Os milhares de meninas que sofrem com machismo devem contar com suporte especializado.

Veja mais:

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Conheça os benefícios de uma boa revisão de texto –http://clubedoportugues.com.br/revisao-de-texto/

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidashttp://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Compartilhe este texto:

Adjetivo antes de muitos substantivos

“Ela tem ótimas habilidade, pontualidade e educação”.

A sentença a cima está errada gramaticalmente. Nos casos de adjetivo anteposto, a concordância deve ocorrer com o substantivo mais próximo.

Logo o correto seria:

“Ela tem ótima habilidade, pontualidade e educação”.

EXCEÇÕES:

Continue reading

Compartilhe este texto:

Basta para os alunos estudar ou estudarem?

Para resolver algumas questões de concordância verbal, basta invertermos a ordem da frase. Vejamos o caso do período de que trata este texto.

Ex: Basta para os alunos estudar;

Colocando na ordem direta (sujeito, verbo, objeto):

Continue reading

Compartilhe este texto:

Dentre x Entre

Vejo recorrentemente as pessoas utilizando dentre no lugar de entre.  Porém, esses termos não são intercambiáveis. Ou seja, um não pode substituir o outro. Vejamos!

Dentre = de + entre

Usamos dentre quando a regência do verbo exigir a preposição ‘de’. Nesse caso, ele poderá ser substituído por ‘do meio de’.

ex: Tite retirou os 11 titulares dentre os 24 convocados.

VEJA: Tite retirou os 11 titulares do meio dos 24 convocados

Continue reading
Compartilhe este texto:

Atender o cliente ou ao cliente?

O verbo atender pode ser transitivo direto ou indireto. Em cada caso, ele tem um significado distinto, como explica o Dicionário de dificuldades da língua portuguesa. Vejamos:

Atender (transitivo direto)

Tem o sentido de ouvir, responder ou servir.

ex: O vendedor atendeu o cliente.

Atender (transitivo indireto)

Tem o significado de acolher, prestar atenção e levar em consideração.

ex¹: Atendendo aos apelos, o técnico decidiu substituir o jogador.

ex²: Atendendo às suas recomendações, fizemos as adequações no projeto.

Telefone

No caso de atender o telefone, as duas formas são aceitas.

ex¹: Ele atendeu o telefone.

ex²: Ele atendeu ao telefone.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidas — http://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Veja mais:

Compartilhe este texto:

Resultar de x Resultar em

Alguns verbos mudam de significado quando utilizados com determinadas preposições. É o caso de resultar. Vejamos:

Resultar de – Nessa construção, nos referimos aos elementos que formam algo. A ideia é de origem. Refere-se a algo que vem antes.

ex: A água resulta da combinação de hidrogênio e oxigênio.

Ou seja, a origem da água é a combinação de hidrogênio e oxigênio. Os dois elementos têm de existir para termos água.

Resultar em – A ideia aqui é de consequência, de produto, de efeito. Refere-se a algo que vem depois.

ex: A soma de chuva e terra resulta em lama.

Ou seja, o resultado, o efeito, a consequência da soma de chuva e terra é lama. Primeiro a combinação para depois termos a lama.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidas — http://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Veja mais:

Compartilhe este texto:

EU e MIM – como usar um e outro?

Quem nunca sofreu (ouvindo ou falando) falando mim no lugar de eu? Esse é um dos equívocos mais comum na língua portuguesa. Então, vamos desfazer essa confusão.

REGRA: Pronome oblíquo não conjuga verbo. Ou seja, mim não faz coisa alguma.

DICA¹: Fique de olha nos verbos no infinitivo, aqueles terminados em -ar, -er, -ir, -or.

ex: Para eu fazer. (CERTO)

Para mim fazer.  (ERRADO)

DICA²: Mim sempre virá depois do verbo.

ex: Ele trouxe um presente para mim.

Continue reading

Compartilhe este texto:

O óculos ou os óculos?

A palavra “óculos” é uma pluralia tantum, ou seja, existe somente no plural. Dessa forma, o artigo ou o pronome que acompanha deve sempre estar no plural.

Ex1: Esqueci meus óculos.

Ex2: Peguei os óculos.

Jamais:

Esqueci meu óculos ou Peguei o óculos.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na línguahttp://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Curta nossa página no Facebookhttps://www.facebook.com/portuguesdicas/

Compartilhe este texto:

Sujeito SEMPRE sem preposição

Não coloque preposição no sujeito!

Muitas vezes,  é complicado acertar a concordância em frases com sujeitos que possuem adjuntos adnominais longos.

Ex.: A falta de água de esgoto e de escola são um problema para a humanidade.

Para evitar esse equívoco, basta se lembrar que sujeito nunca vem acompanhado de preposição. NUNCA!

Para acertar a conjugação, vamos identificar as preposições. Vejamos:

Ex²: A falta de água de esgoto e de escola.

Perceba que o único termo não preposicionado é “falta”, logo estamos diante de um sujeito simples. Então a conjugação correta do verbo ser é:

ex³: A falta de água, de esgoto e de escola é um problema para a humanidade.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na línguahttp://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Curta nossa página no Facebook -https://www.facebook.com/portuguesdicas/

Compartilhe este texto:
Older posts Newer posts