Clube do Português

Língua portuguesa para produtores de conteúdo

Category: Glossário (page 2 of 3)

O que é elipse?

Algumas vezes, para evitar a repetição de palavras que são facilmente recuperáveis pelo contexto, omitimos termos da oração. Esse artifício é chamado de elipse. 

ex¹: Paulo morava em São Paulo e Pedro, em Brasília.

Note que o verbo “morar” foi omitido da segunda oração. Contudo, o sentido da frase não foi comprometido.

A elipse pode acontecer com mais de um termo.

ex²: João morava em uma casa de pedro e Maria, em uma de madeira.

Repare que houve a retirada das palavras “morava” e “casa”.

Dicas bônus

Quando ocorre a elipse verbal, ela deve ser indicada com vírgula. Voltemos ao primeiro exemplo:

Paulo morava em São Paulo e Pedro, em Brasília.

Perceba que a vírgula indica a exclusão do verbo “morar” na segunda oração.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidas — http://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Compartilhe este texto:

Hiponímia e hiperonímia – o que é isso?

HIPÔNIMO-X-HIPERÔNIMO

Hiponímia e hiperonímia são relações entre termos mais amplos e outros mais específicos. Elas se caracterizam por um correlação do tipo contém/está contido. Veja a frase a seguir:

ex: Minha mãe adora flores, principalmente, rosas, margaridas e bromélias.

Veja que as palavras rosas, margaridas e bromélias são categorias dentro do grupo mais amplo – flores. Nesse sentido, dizemos que flores é um hiperônimo de rosas, margaridas e bromélias, enquanto estas são hipônimos daquela. Esquematizando:

Hiperônimo – termo que caracteriza um grupo mais amplo em relação a um mais específico.

ex: Flores

Hipônimo – termo que indica uma categoria específica dentro de um grupo mais amplo.

ex: Rosas, margaridas e bromélias.

Vale destacar que a hiponímia e a hiperonímia se constroem na inter-relação entre as palavras e não com termos isolados. Como bem destaca Evanildo Bechara, “a oposição é um princípio fundamental para determinação da existência dos signos linguísticos”.  Nessa interação entre os termos, flores pode, por exemplo, em casos distintos, ocupar a função de hipônimo.

ex: A flora brasileira é composta por uma variedade de flores, árvores e outros tipos de vida vegetal.

Perceba que nesse caso flores é hipônimo de flora. Ou seja, uma categoria específica dentro de outra mais ampla.

Por fim, vale destacar que o uso de hipônimos e hiperônimos é um excelente ferramenta de coesão, pois ajuda a evitar a repetição de palavras.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidas — http://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Veja mais:

Compartilhe este texto:

O que são verbos defectivos?

Entenda o que são verbos defectivos.

Entenda o que são verbos defectivos.

Os verbos defectivos são aqueles que não possuem conjugação completa. Em outras palavras, são aqueles que não podem ser conjugados em alguns modos, tempos e pessoas. Nesses casos, o comum é substituí-los por verbos sinônimos que possuam a conjugação desejada.

Exemplos de verbos defectivos: viger, colorir, falir, esculpir, banir, brandir,  carpir, delir, demolir, delinquir, ruir, explodir, feder, bramir, extorquir, retorquir e doer.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na línguahttp://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Curta nossa página no Facebookhttps://www.facebook.com/portuguesdicas/

Compartilhe este texto:

O que é adjunto adnominal?

O que é adjunto adnominal?

O que é adjunto adnominal?

Adjunto adnominal é o termo que explica, especifica ou determina um substantivo. Trata-se de uma função sintática exercida por adjetivos, locuções adjetivas, artigos, pronomes adjetivos e numerais adjetivos.

Ex¹: O homem jovem comprou dois pomposos ternos.

O primeiro passo para identificar os adjuntos adnominais é encontrar os substantivos da oração. Vejamos:

Ex²: O homem jovem comprou dois pomposos ternos.

O artigo “o” e o adjetivo “jovem” estão ligados ao substantivo “homem”, agindo, assim, como adjunto adnominal.

O numeral “dois” e o adjetivo “pomposos” se conectam ao substantivo “ternos”, atuando também com adjunto adnominal.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na línguahttp://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Curta nossa página no Facebook -https://www.facebook.com/portuguesdicas/

Compartilhe este texto:

O que é um pronome indefinido?

pronomes indefinidos.

pronomes indefinidos.

Pronomes indefinidos são termos que se referem à 3ª pessoa do discurso. Eles conferem ao texto um sentido mais impreciso ou vago e indicam uma quantidade não determinada. Eles estão divididos em pronomes indefinidos substantivo e adjetivo.

Pronome indefinido substantivo

Ocupam o lugar do substantivo nas funções ocupadas por essa classe de palavras.

ex: tudoalgo, nada, alguém, fulano, quem, sicrano, beltrano,  ninguém, outrem.

Ex¹: Não sabemos quem fez essa bagunça.

Ex²: Ninguém me contou que você viria.

Pronome indefinido adjetivo

Qualificam o ser expresso na frase, com o objetivo de representar uma quantidade indeterminada.

ex: cada, certo, certa.

ex¹: Cada pessoa tem suas manias.

ex²: Certas empresas não respeitam o consumidor.

Há ainda pronomes indefinidos que podem ser tanto substantivo, quanto adjetivo.

ex: nenhum, nenhuma,  pouco, pouca, qualquer, quaisquer, qual, que, quanto, quanta, tal, tais, tanto, tanta, todo, toda, um, uns, uma, vários, várias, outro, outra, algum, alguns, alguma, bastante, demais, mais, menos, muito, muita, nenhum.

ex¹: Alguns vieram ontem aqui em casa.

ex²: Alguns alunos se esforçam mais que outros.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidashttp://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

 

Compartilhe este texto:

O que é sujeito oracional?

o-que-é-sujeito-oracional

Sujeito oracional ocorre quando há uma oração subordinada substantiva fazendo papel de sujeito.

Ex: Praticar exercícios frequentemente é bom para a saúde.

Perceba que a oração “Praticar exercícios frequentemente” é sujeito do predicativo “é bom para saúde”.

Para identificar um sujeito oracional, basta substituir a oração por “isso”.

Ex: Isso é bom para saúde.

PS: O sujeito oracional equivale ao substantivo  masculino na terceira pessoa do singular. Logo, é preciso ter atenção com concordância.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidashttp://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Compartilhe este texto:

Quais são os modos verbais?

Modos-verbais

Os modos verbais são três: indicativo, subjuntivo e imperativo.

Indicativo – Indica uma sentença que é tida como real ou verdadeira.

ex: Ele vem para casa tarde.

Subjuntivo – Indica algo que é provável, duvidoso ou hipotético.

ex: Se chovesse hoje, eu iria estrear meu guarda-chuva novo.

Imperativo – Representa uma ordem, súplica ou conselho.

ex¹: Ajudem-me!

ex:² Venha aqui agora!

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtube –https://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidas – http://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Compartilhe este texto:

Pronome do caso reto x pronome do caso oblíquo

pronome-reto-pronome-obliquo

Pronomes pessoais são aqueles que tomam o lugar dos substantivos que representam as pessoas do discurso. Eles se dividem em retos e oblíquos.

Retos

O pronomes pessoais do caso reto são aqueles que exercem a função sintática de sujeito ou predicativo do sujeito.

ex: Eles lhe compraram doces.

Eles estão divididos assim:

– 1ª pessoa do singular: eu

– 2ª pessoa do singular: tu

– 3ª pessoa do singular: ele, ela

– 1ª pessoa do plural: nós

– 2ª pessoa do plural: vós

– 3ª pessoa do plural: eles, elas

Oblíquos

Os pronomes pessoais do caso oblíquo são aqueles que exercem o papel de complemento nominal, objeto direto e objeto indireto.

ex: Deram-lhes doces.

Eles se dividem em átonos e tônicos. Átonos são os que não são precedidos de preposição e possuem acentuação fraca (átona).

Ex: Eu o vi no mercado ontem.

Eles estão divididos da seguinte maneira:

– 1ª pessoa do singular (eu): me

– 2ª pessoa do singular (tu): te

– 3ª pessoa do singular (ele, ela): o, a, lhe

– 1ª pessoa do plural (nós): nos

– 2ª pessoa do plural (vós): vos

– 3ª pessoa do plural (eles, elas): os, as, lhes

Já os pronomes oblíquos tônicos são, geralmente, precedidos por preposições (a, para, de e com). Esses pronomes exercem a função sintática de objeto indireto.

ex: Eles entregaram os presentes para mim.

Os oblíquos tônicos estão divididos da seguinte forma:

– 1ª pessoa do singular (eu): mim, comigo

– 2ª pessoa do singular (tu): ti, contigo

– 3ª pessoa do singular (ele, ela): ele, ela

– 1ª pessoa do plural (nós): nós, conosco

– 2ª pessoa do plural (vós): vós, convosco

– 3ª pessoa do plural (eles, elas): eles, elas

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtube –https://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidas – http://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Compartilhe este texto:

O que é gentílico?

O-que-e-Gentilico

Gentílicos são uma classe de palavras que qualificam pessoas e objetos de acordo com sua origem geográfica.

ex: Russo, brasileiro, maranhense, brasiliense, angolano.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Curta nossa página no Facebookhttps://www.facebook.com/portuguesdicas/

Envie suas dúvidas – http://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Compartilhe este texto:

Pronomes relativos: o que são?

pronome-relativo

Pronome relativo é aquele que substitui nomes já mencionados anteriormente na frase. Eles sempre vão introduzir orações subordinadas adjetivas.

ex: A democracia é um sistema que permite que a população eleja seus representantes.

O pronome que substitui a palavra sistema. Veja:

Um sistema que permite que a população eleja seus representantes.

Confira mais alguns exemplos de pronomes relativos: cujo, cuja, o qual, a qual, onde e quanto.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Curta nossa página no Facebookhttps://www.facebook.com/portuguesdicas/

Envie suas dúvidas – http://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Compartilhe este texto:
Older posts Newer posts