Mulher em dúvida

Entenda a função do QUE como conjunção

Este texto é a continuação de outro, no qual falei das funções do QUE como substantivo, interjeição, partícula expletiva, pronome, preposição e advérbio. Recomendo a leitura!

O QUE, dentre outras funções, pode ocupar o papel de conjunção coordenativa ou subordinativa. Nos dois casos, ele conectará duas ou mais orações. Vamos entender melhor!

Conjunção coordenativa

Aditiva

Pode ser substituída por E.

ex: Come que come e nunca está satisfeito.

VEJA: Come e come e nunca está satisfeito.

Alternativa

Indica uma ideia de opções.

ex: Que venha ou que não venha, o importante é que ele nos avise com antecedência.

Adversativa

Apresenta uma condição oposta a outra.

ex: Ele pode reclamar que não mudarei de opinião.

Explicativa

Nesse caso, o QUE substitui o PORQUE.

ex: Vocês precisam estudar, que é muito importante.

Conjunção subordinativa

Integrante

Introduz uma oração subordinada substantiva e não tem função sintática.

ex: É fundamental que vocês cheguem cedo.

Comparativa

Inicia uma oração subordinada adverbial comparativa.

ex: Não há dor maior para um pai que perde um filho.

Causal

Dá início a uma oração subordinada adverbial causal.

ex: Tome cuidado, que o chão está molhado.

Consecutiva

Mostra um encadeamento de acontecimentos.

ex: É tanta confusão que acabei me esquecendo do presente de Natal.

Veja mais: 

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Matricule-se agora no nosso curso “Português para produtores de conteúdo”   – http://onovomercado.com.br/cursos/portugues 

Compartilhe este texto: