Quando usar o gerúndio simples e o composto?

O gerúndio é uma das formas nominais dos verbos.  Ele pode ser simples ou composto. Neste artigo, explicamos a diferença entre os dois e quando e como usá-los. Vamos lá!

Gerúndio simples

Essa forma tem como objetivo representar uma ação contínua, que ainda não foi finalizada.

ex¹: João não pode sair agora, porque está estudando.

ex²: Estou trabalhando em um novo livro no momento.

Gerúndio composto

Já a forma composta indica uma ação já terminada. Ela constituída pela combinação de um verbo auxiliar no gerúndio e outro no particípio.

ex¹: Tendo terminado o trabalho, saiu para passear.

ex²: Havendo terminado o prazo, as inscrições foram encerradas.

Gerundismo

Na hora de utilizar os verbos no gerúndio, é preciso ter muito cuidado para não incorrer no vício de linguagem conhecido como gerundismo. Para evitar esse erro, lembre-se que essa forma verbal é utilizada somente nas situações descritas acima. Vejamos um exemplo:

ex: Vou estar transferindo sua ligação para o setor de compras.

Note que o gerúndio foi utilizado equivocadamente para substituir um verbo no presente, o que configura o gerundismo. A forma adequada seria:

ex: Vou transferir sua ligação para o setor de compras.

Gostou do texto? Então, vale a pena conferir o vídeo que fizemos sobre a regência do verbo COMBINAR:

***

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua (link para um nova página do site) .

Matricule-se agora no nosso curso “Português para produtores de conteúdo” (link para um novo site).

Compartilhe este texto: