Descrição da imagem: Mulher faz anotações no caderno com uma caneta.

Existe um termo muito importante na língua portuguesa – o aposto. Neste texto, vou conceituar, classificar e dar exemplos de como e quando utilizá-lo. Também irei explicar a diferença entre aposto e vocativo.

Aposto

O aposto é um substantivo que explica, detalha, esclarece ou detalha outro.

ex: Júlio, primo de Maria, passou no vestibular.

Perceba que o termo “primo de Maria” acrescenta uma informação sobre quem é Júlio. Logo, estamos diante de um aposto. 

O aposto pode ser:

Explicativo – explica o termo anterior.

ex: Amanhã, segunda-feira, começa o novo programa.

Especificador – individualiza um substantivo genérico.

ex: Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, é uma grande metrópole brasileira.

Enumerador –  apresenta uma sequência de termos que irão destrinchar um anterior.

ex: Minha mãe foi ao mercado e comprou tudo, mamão, alface, carne, arroz e feijão.

ResumidorGrosso modo, é o inverso do aposto enumerador.

ex: PT, PSDB, PMDB, nenhum partido escapou do escândalo de corrupção.

Vocativo x Aposto

O vocativo é termo utilizado para fazer um chamamento. Ele possui uma função estilística na frase. A retirada do vocativo da frase não omite informação.

ex: Ó meu Deus, como estou cansado.

Já o aposto tem a função de acrescentar, detalhar, resumir ou descrever um outro termo. A omissão do aposto acarreta perda de informação.

ex: Manuel Bandeira, escritor brasileiro, obteve muito destaque com suas obras.

Veja mais:

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Matricule-se agora no nosso curso “Português para produtores de conteúdo”   – http://onovomercado.com.br/cursos/portugues 

Conheça os benefícios de uma boa revisão de texto –http://clubedoportugues.com.br/revisao-de-texto/

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Compartilhe este texto: