Clube do Português

Língua portuguesa para produtores de conteúdo

Tag: advérbio

Depois x Após – qual é a diferença?

O leitor Álvaro Bangui nos enviou uma instigante dúvida: qual é a diferença entre as palavras APÓS e DEPOIS? Neste artigo, vamos explicar o que diferencia esses dois termos e explicar quando usar cada um. Vamos lá!

Sinônimos

Primeiramente, é preciso destacar que as duas palavras podem ser usadas como sinônimas. Porém, como se sabe, não existe sinonímia perfeita, ou seja, as palavras nunca são completamente intercambiáveis, porque sempre há algumas nuances de sentido que as diferenciam.

Preposição x Advérbio

A grande diferença entre após e depois reside na classificação gramatical. APÓS pode funcionar como preposição, quando tem o significado de “depois de”, “em seguida a”:

ex: Após a festa, fomos ao restaurante.

APÓS também pode agir como advérbio, quando o sentido é “depois” ou “atrás”.

ex: Minha casa fica após a padaria.

Já o vocábulo DEPOIS exerce somente a função de advérbio de tempo ou de lugar, significando “mais tarde” ou “mais longe”.

ex1: Depois que você terminar o dever de casa, poderá sair para jogar bola.

ex2: Depois da montanha, há um rio.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Demais x De mais – qual a diferença?

🔘 DE MAIS: é uma locução adverbial de quantidade; acompanha, frequentemente, substantivos e é o oposto de "de menos". Ex1: Meu pai me deu dinheiro de mais para comprar a roupa da festa. Ex2: Mário está doente, mas não é nada de mais. Ex3: Ela passou creme de mais nos cabelos. 🔘 DEMAIS: é um advérbio de intensidade e modifica verbos, adjetivos ou outros advérbios. Ex1: Estudei demais para a prova, mas não passei. 👉 Funciona como advérbio e modifica o verbo "estudar". Ex2: Ela é linda demais. 👉 Funciona como advérbio e modifica o adjetivo "linda". Ex3: Está tarde demais para sair. 👉 Funciona como advérbio e modifica o advérbio "tarde". ⚠ ATENÇÃO! Demais também pode significar "os outros", "os restantes"; e pode ser sinônimo ainda de "além disso", "de resto". Ex1: Quem pegou a senha pode ficar, os demais devem voltar para casa. Ex2:  Não vou à festa, porque não comprei o presente, demais, estou cansada. #DescriçãoDaImagem A imagem mostra várias pessoas com rostos coloridos. #TextoDaImagem Demais versus de mais. #português #gramática #educação  #aprendizado #estudo #trabalho #empreendedorismo #concurso #concursopúblico #escola #faculdade #vestibular #enem #dicas #escrita #língua #linguagem #clubedoportuguês #correntedobem #boanoite

A post shared by Clube do Português (@clubedoportugues) on

Tanto demais quanto de mais existem. Porém, as duas expressões têm significados diferentes. Neste artigo, vamos explicar quando utilizar cada uma. Vamos lá!

DE MAIS

É uma locução adverbial de quantidade; acompanha, frequentemente, substantivos e é o oposto de “de menos”. Ex1: Meu pai me deu dinheiro de mais para comprar a roupa da festa.

Ex2: Mário está doente, mas não é nada de mais.

Ex3: Ela passou creme de mais nos cabelos.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Concerteza ou com certeza – como se escreve?

Qual é a grafia correta?

Um erro muito comum na internet é escrever junto palavras que são separadas. É isso que gera a dúvida se o correto é concerteza ou com certeza. Vamos resolver essa questão de uma vez por todas.

Antes de mais nada, concerteza NÃO existe.  O correto é com certeza.

Continue reading

Compartilhe este texto:

MAL x MAU – entenda de uma vez por todas quando usar cada um

Um é o contrário de BEM e o outro, o contrário de BOM.

Usar mal no lugar de mau é um dos erros mais recorrentes na língua portuguesa. Por isso, este texto vai explicar quando empregar cada um para você acabar com as dúvidas de um vez por todas.

MAL

MAL é o contrário de BEM. Ele pode ocupar duas funções – advérbio e substantivo.

Substantivo

MAL será substantivo, quando estiver acompanhado de artigo ou pronome.

ex¹: Não conheço a cura desse mal.

ex²: O mal e o bem estão em constante batalha.

Advérbio

MAL será advérbio, quando modificar um verbo ou um adjetivo.

ex¹: Mal me conhece e já quer me julgar.

ex²: O trabalho estava mal feito.

Continue reading

Compartilhe este texto:

MAS x MAIS – quando utilizar cada um?

Quando utilizar cada um?

Há, na língua portuguesa, palavras com grafia bem parecida que possuem significados e funções totalmente diferentes. Um dos casos mais clássicos é o da dupla: mais e mas. Vejamos quando utilizar cada um.

MAS

Mas é uma conjunção coordenativa adversativa. Ela expressa a ideia de contraste ou compensação.

ex¹: Eu ia jogar bola hoje, mas a chuva fez o jogo ser cancelado.

ex²: Ele é muito inteligente, mas é preguiçoso.

Se você quiser saber mais sobre as conjunções adversativas, vale ler este outro texto AQUI.

Mas, quando utilizado junto com as palavras também e ainda, exerce a função de conjunção coordenativa aditiva.

ex¹: Ele não só acordou cedo, mas também limpou toda a casa.

Perceba que ele fez as duas coisas: acordou cedo e limpou a casa.

ex²: Ele não só chegou atraso, mas ainda interrompeu a reunião.

Novamente, veja que as duas ações foram realizadas: chegar atrasado + interromper a reunião.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Funções do ‘que’ (parte 1)

Veja algumas funções da palavra QUE

É impossível escrever sem utilizar a palavra “que”. Ela tem uma variedade de funções na língua portuguesa e, nesse texto, vou falar sobre elas. Vamos lá!

Substantivo

O que é substantivo quando está acompanhado de um artigo. Nesse caso, ele sempre será acentuado.

ex: Ela tem um quê de cozinheira.

Pronome adjetivo

Nessa situação, ele pode ser interrogativo, exclamativo ou indefinido.

ex¹: Que horas ela chega? (interrogativo).

ex²: Que beleza de cidade é Brasília. (exclamativo).

ex³: Que situação complicada estamos vivendo. (indefinido).

Leia mais sobre a classificação dos pronomes AQUI.

Pronome relativo

Já falamos muito do pronome relativo aqui no Clube do Português. O que exerce essa função, quando retoma um termo citado na oração anterior. Nesse sentido, ele introduz uma oração adjetiva restritiva ou explicativa.

ex¹: Esses são os jogadores que vão a campo hoje. (restritiva).

VEJA: Esses são os jogadores. Os jogadores vão a campo hoje.

ex²: A executiva, que estava licenciada, voltou ao trabalho para salvar a empresa. (explicativa).

VEJA: A executiva estava licenciada.

Preposição

O ocorre quando o QUE substitui o DE entre verbos.

ex: Tenho que sair amanhã bem cedo, porque tenho uma reunião.

VEJA: Tenho de sair amanhã bem cedo…

Continue reading

Compartilhe este texto:

Tudo a ver ou haver?

O correto é tudo a ver. A expressão tem o sentido de estar relacionado a algo, corresponder ou dizer respeito.

ex¹: Educação tem tudo a ver com desenvolvimento.

ex²: Pizza tem tudo a ver com a Itália.

Tudo a ver x Tudo que ver

Continue reading

Compartilhe este texto:

Senão x se não

Na língua portuguesa, há expressões que têm sons similares e grafias distintas. Nesse sentido, elas devem ser utilizadas em contextos diferentes. É o caso do par senão e se não.

Senão – caso contrário, de outro modo;

Ex: É melhor estudar, senão não passará no vestibular.

Nesse caso, temos uma conjunção.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Independente x independentemente – o que é derivação imprópria?

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidashttp://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Compartilhe este texto: