Clube do Português

Língua portuguesa para produtores de conteúdo

Tag: jornalista

4 benefícios imediatos que um curso de português traz para redatores e jornalistas

redatores e jornalistas

Um curso de português pode abrir oportunidades na sua carreira

Redatores e jornalistas convivem com o texto diariamente. Esse fato, porém, não garante que estejam livre dos erros e dos vícios gramaticais e estilísticos. Para produzir conteúdos de qualidade, é necessário um contato mais aprofundado com a língua portuguesa.

Caso contrário, as chances de escorregar em um vírgula ou de fazer bobeira com a crase crescem exponencialmente. Uma das ferramentas para saber usar bem as regras é um curso de português. Neste artigo, vou apresentar quatro benefícios que essa ferramenta pode trazer para sua vida. Vamos lá!

1) Aumenta a qualidade do seu serviço

Esse é o valor mais direto que um curso traz para sua carreira. A partir do momento que você dominar as principais regras do português, seu texto ficará melhor, mais bem estruturado e fluido.

Essas qualidades irão tornar a leitura dos conteúdos que você produz mais agradável ao leitor, o que vai ajudar a aumentar a sua própria audiência e/ou a do veículo para o qual você trabalha.

Além disso, você terá um diferencial no mercado. Muitos redatores e jornalistas, com o passar do tempo, vão deixando de lado os estudos da língua e passam a cometer erros primários. Com um conhecimento mais aprofundado, seu trabalho vai ganhar destaque no mercado em relação a quem se acomodou.

2) Aumenta sua produtividade

Esse benefício tem uma ligação direta com o anterior. Quando aprofunda seus estudos na língua portuguesa, você passa a ter menos dúvidas.

Consequentemente, menos tempo é gasto em consultas ao Google ou a outras fontes. Você ganha segurança no seu conhecimento e isso te dá maior liberdade e agilidade no momento de escrever seus textos.

Você também fica mais assertivo na hora de revisar seus conteúdos, porque sabe onde estão os possíveis equívocos gramaticais e como consertá-los. Há ainda a vantagem de você saber quais as fontes confiáveis de consulta que pode buscar quando bater um dúvida.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Como lidar com estudantes com autismo, TDHA e outros transtornos?

 

Autismo

Renata é jornalista e criou um curso para ensinar professores a lidar com estudantes com autismo, TDHA e outros transtornos.

Há algo fundamental na educação, que afeta milhões de crianças, mas que muitas vezes é pouco valorizado, ou mesmo ignorado, por grande parte das pessoas: acessibilidade. Cada ser humano é um indivíduo único e, por isso, tem necessidades específicas na hora de aprender.

Nesta entrevista, conversamos com a jornalista Renata Monteiro, que montou um curso voltado para professores engajados que desejam fazer a diferença e aprender a lidar com estudantes com autismo, TDHA e outros transtornos. É um conteúdo riquíssimo e muito difícil de se encontrar por aí.

Na conversa, Renata explicou de onde surgiu a ideia. Ela também aborda quais são os principais obstáculos para os estudantes com autismo, TDHA e outros transtornos e explica a diferença entre os conceitos de INTEGRAÇÃO e INCLUSÃO. Tá imperdível!

1) Conta um pouco da sua história. Por que você se envolveu com o tema da edução inclusiva? Como nasceu o Papo de Infância?

Há tempos eu desejava mudar o meu rumo profissional e em setembro de 2016 fui dispensada do trabalho. Na época, decidi que não queria voltar ao mercado de trabalho convencional. Buscava fazer algo que me desse mais tempo de qualidade com o meu filho, hoje com 4 anos, e que me permitisse flexibilidade geográfica.

Me inscrevi num curso online de empreendedorismo materno e achei que ele fosse me dar uma “luz” sobre que projeto colocar em prática. Mas isso não aconteceu. Foi quando surgiu o Realize. Lá que eu me encontrei e decidi criar o Papo de Infância – lançado há 9 meses com a proposta de levar pais a refletirem sobre a importância dos 6 primeiros anos de vida na formação da pessoa.

Três meses após o lançamento do site eu convidei uma amiga – mãe de uma criança autista – para falar sobre o TEA. Eu havia acompanhado toda a trajetória de dificuldades dela e considerava importante discutir o assunto. Foi o meu primeiro contato mais profundo com a educação inclusiva.

2) Quais os principais obstáculos que as crianças autista, com TDHA e outros transtornos enfrentam dentro das escolas?

Os principais obstáculos para as crianças com diferentes tipos de diagnósticos, na minha avaliação, são:

– Diagnóstico tardio;

– Falta de olhar individualizado e sensível da escola em relação ao aluno  (pais de primeira viagem nem sempre percebem que o filho foge aos padrões de desenvolvimento. Mas a escola, que tem know-how no relacionamento com essas crianças, deveria perceber e orientar a família a procurar uma avaliação médica. Só que nem sempre isso acontece);

– Falta de preparo da escola e da equipe pedagógica para lidar com a diferença em sala de aula (Mesmo quando a criança já chega com um diagnóstico definido… o professor, via de regra, fica perdido sobre como lidar com esse aluno. Tem dúvidas sobre as práticas pedagógicas, avaliação, sobre como se aproximar desse aluno e ajudá-lo a se desenvolver).

Continue reading

Compartilhe este texto:

[Livro] Dicionário de dificuldades da língua portuguesa

Dicionário de dificuldades da língua portuguesa é um livro de bolso do autor, gramático e professor Domingos Paschoal Cegalla. Ele reúne as dúvidas mais frequentes quanto ao bom uso do idioma. Quem nunca se deparou com dúvidas sobre grafia ou da flexão de um vocábulo ou da correta pronúncia de uma palavra? Em vez de ter de procurar em fontes diferentes, você encontrará as soluções em um só lugar.

Útil não somente aos profissionais que fazem trabalham com texto, mas também a todos aqueles que desejam falar e escrever a sua língua corretamente.

Sobre o autor

Domingos Paschoal Cegalla nasceu em Tijucas/SC em 1920 e faleceu na cidade do Rio de Janeiro/RJ em  2013. Ele foi professor, poeta, gramático, escritor e tradutor.  Portador de um conhecimento enciclopédico, Cegalla estudou  grego,latim, francês e italiano. É autor do Dicionário de dificuldades da língua portuguesa, da Novíssima gramática da língua portuguesa, do Dicionário escolar: língua portuguesa e da Nova minigramática da língua portuguesa, todas elas consagradas obras didáticas. Como poeta, publicou Canção de Eurídice e Um brado no deserto e, como tradutor, verteu diretamente do grego Édipo Rei, Antígona e Electra.

COMPRAR O LIVRO:

Walmart1Travessa

Casa BahiaExtraPonto Frio

Livraria da Folha

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja mais dicas de livro – http://clubedoportugues.com.br/dica-de-livros/

Compartilhe este texto: