Personalidade e pessoalidade são dois elementos que podem diferenciar seu conteúdo dos outros milhares que existem na internet. Neste artigo, vamos detalhar melhor como aplicar esses dois conceitos. Vamos lá!

Pessoalidade

Sabe aquelas ligações que recebemos de operadoras de celular ou de TV a cabo que, quando atendemos, ouvimos uma gravação? Isso é o oposto da pessoalidade. Essas empresas usam uma mensagem genérica, que é transmitida de forma massificada, sem levar em conta as necessidades ou a especificidades de cada pessoa.

A pessoalidade, então, tem a ver com a humanização da interação. É você conseguir conversar com uma pessoa real, quando precisa resolver algum problema com determinada corporação. Por exemplo, quando você recorre a um chat no site de alguma empresa, você prefere ser atendido por um ser humano ou por um robô que retransmite mensagens pré-formatadas?

Outro ponto da pessoalidade está relacionado com a empatia com o cliente. Às vezes, recebemos ligações de call centers e do outro lado da linha está uma pessoa. Contudo, ela tem um discurso decorado e não estabelece um vínculo real com você. Ela está, então, fazendo o papel do robô.

Personalidade

A personalidade tem a ver com um diferencial. É a construção de uma voz própria. Todo dia nos deparamos com um mar de conteúdo que poderia ter sido escrito por qualquer pessoa, tamanha é a falta de personalidade. Porém, por vezes, deparamo-nos com textos, vídeos e áudios que nos prendem por sua originalidade e pelo estilo do autor.

Os grandes influenciadores da rede possuem uma personalidade bem definida, que os diferencia dos demais. Há também casos de empresas que ousaram e souberam sair da mesmice. É o caso, por exemplo, do pinguim do PontoFrio, que já se tornou uma celebridade nas redes sociais digitais, por seu discurso descontraído e pelas grandes sacadas que utiliza para promover os produtos.

Outra ação interessante e com muita personalidade foi feita pelo Bob`s para provocar o MacDonalds que estava anunciando seu novo milkshake de ovomaltine.

Em suma, a atuação na internet, principalmente nas redes sociais digitais, deve se pautar pela horizontalidade, pela empatia e pela disposição para interagir. Além disso, ela deve fugir do basicão para poder se destacar na infinidade de conteúdos produzidos todos os dias.

Gostou do texto? Então, vale a pena conferir o vídeo que fizemos sobre como os erros de português podem prejudicar sua carreira:

***

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua (link para um nova página do site) .

Matricule-se agora no nosso curso “Português para produtores de conteúdo” (link para um novo site).

 

Compartilhe este texto: