Clube do Português

Língua portuguesa para produtores de conteúdo

Tag: verbo (page 1 of 2)

Durma bem x Dorme bem – qual a forma correta?

Quando você for desejar uma boa noite de sono a alguém, deve dizer "(que você) DURMA BEM". Essa é a forma correta de conjugar o verbo "dormir" na terceira pessoa do singular do presente do subjuntivo. ✔ O presente do subjuntivo é usado para indicar ações no presente ou no futuro. Indica desejos, hipóteses e suposições. ✔ A forma "dorme", presente do indicativo, é usada para indicar ações que ocorrem no momento da fala, o que não é o caso. #DescriçãoDaImagem A imagem mostra dois leões-marinhos dormindo. #TextoDaImagem Durma bem ou dorme bem? #português #gramática #educação  #aprendizado #estudo #trabalho #empreendedorismo #concurso #concursopúblico #escola #faculdade #vestibular #enem #dicas #escrita #língua #linguagem #clubedoportuguês #correntedobem #boanoite #noite #durmabem

A post shared by Clube do Português (@clubedoportugues) on

A maneira correta é durma bem ou dorme bem? Neste artigo, vamos acabar com essa dúvida e explicar qual a conjugação correta do verbo. Vamos lá!

Presente do subjuntivo

Quando você for desejar uma boa noite de sono a alguém, deve dizer “(que você) DURMA BEM“. Essa é a forma correta de conjugar o verbo “dormir” na terceira pessoa do singular do presente do subjuntivo.

O presente do subjuntivo é usado para indicar ações no presente ou no futuro. Indica desejos, hipóteses e suposições.

ex: “Durma bem!”, disse à mãe ao filho.

A forma “dorme”, presente do indicativo, é usada para indicar ações que ocorrem no momento da fala, o que não é o caso.

ex¹: Ele dorme cedo todos os dias.

ex²: Mariana dorme muito nos finais de semana.

Continue reading

Compartilhe este texto:

O que significa conculcar?

Veja a definição de CONCULCAR

Toda semana, o Clube do Português destaca um vocábulo. Neste texto, vamos explicar o significado da palavra conculcar. Explicaremos também quando a utilizar.

Significado

Desprezar, desdenhar, aviltar, menosprezar, pisar em

ex: Os ditadores costumam conculcar os direitos dos cidadãos.

Continue reading
Compartilhe este texto:

Infinitivo e redes sociais – você está fazendo isso errado!

Saiba como utilizar o infinitivo corretamente

Cada meio tem suas peculiaridades e aceita algumas linguagens diferenciadas. É o caso, por exemplo, das redes sociais. Nelas é possível encontrar palavras e abreviações como vc, pq, qnd, phyna entre outros. Isso ocorre, porque esse  ambiente é marcado pela velocidade e pela irreverência. Porém, alguns casos extrapolam um pouco e acabam gerando problemas de entendimento. É o caso do uso dos verbos do infinitivo impessoal sem o R.

Quem nunca frases como:

“Quando você chega, não esqueça de tranca a porta”.

O correto seria: “Quando você chegar, não esqueça de trancar a porta”.

Continue reading

Compartilhe este texto:

6 dicas sobre a CRASE

Um dos temas que mais despertam dúvidas no estudo da língua portuguesa é o uso da crase. Por isso, reuni aqui tudo que você precisa saber para utilizar bem esse sinal.

1) Crase x Acento grave

O primeiro ponto que você precisa saber é que crase e acento grave não são a mesma coisa.

Crase e acento grave são coisas diferentes

2) Crase facultativa

Há casos especiais em que a crase pode ou não ser utilizada.

Continue reading

Compartilhe este texto:

Tudo a ver ou haver?

O correto é tudo a ver. A expressão tem o sentido de estar relacionado a algo, corresponder ou dizer respeito.

ex¹: Educação tem tudo a ver com desenvolvimento.

ex²: Pizza tem tudo a ver com a Itália.

Tudo a ver x Tudo que ver

Continue reading

Compartilhe este texto:

Resultar de x Resultar em

Alguns verbos mudam de significado quando utilizados com determinadas preposições. É o caso de resultar. Vejamos:

Resultar de – Nessa construção, nos referimos aos elementos que formam algo. A ideia é de origem. Refere-se a algo que vem antes.

ex: A água resulta da combinação de hidrogênio e oxigênio.

Ou seja, a origem da água é a combinação de hidrogênio e oxigênio. Os dois elementos têm de existir para termos água.

Resultar em – A ideia aqui é de consequência, de produto, de efeito. Refere-se a algo que vem depois.

ex: A soma de chuva e terra resulta em lama.

Ou seja, o resultado, o efeito, a consequência da soma de chuva e terra é lama. Primeiro a combinação para depois termos a lama.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidas — http://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Veja mais:

Compartilhe este texto:

Viagem x Viajem – quando utilizar cada um?

Quase todo mundo já se pegou pensando se o correto é viagem ou viajem. Bem, uma boa notícia é que as duas formas existem na língua portuguesa. Porém, cada uma possui uma função distinta.

Viagem – Substantivo. Todos os substantivos terminados em “-agem” escrevem-se com g (exceção: pajem e lajem).

ex¹: A mãe desejou ao filho uma boa viagem.

ex²: Ela planejou a viagem com antecedência.

Viajem – Conjugação do verbo viajar na 3ª pessoa do plural do presente do subjuntivo ou do imperativo.

ex¹: Pode se que eles viajem ainda hoje. (presente do subjuntivo)

ex²: Viajem no mês que vem ou o preço do pacote ficará mais caro. (imperativo afirmativo).

Esquematizando:

Viagem – Substantivo;

Viajem – Verbo (3ª pessoa do plural do subjuntivo ou do imperativo afirmativo).

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidas — http://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Veja mais:

Compartilhe este texto:

O que é elipse?

Algumas vezes, para evitar a repetição de palavras que são facilmente recuperáveis pelo contexto, omitimos termos da oração. Esse artifício é chamado de elipse. 

ex¹: Paulo morava em São Paulo e Pedro, em Brasília.

Note que o verbo “morar” foi omitido da segunda oração. Contudo, o sentido da frase não foi comprometido.

A elipse pode acontecer com mais de um termo.

ex²: João morava em uma casa de pedro e Maria, em uma de madeira.

Repare que houve a retirada das palavras “morava” e “casa”.

Dicas bônus

Quando ocorre a elipse verbal, ela deve ser indicada com vírgula. Voltemos ao primeiro exemplo:

Paulo morava em São Paulo e Pedro, em Brasília.

Perceba que a vírgula indica a exclusão do verbo “morar” na segunda oração.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidas — http://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Compartilhe este texto:

Sujeito SEMPRE sem preposição

Não coloque preposição no sujeito!

Muitas vezes,  é complicado acertar a concordância em frases com sujeitos que possuem adjuntos adnominais longos.

Ex.: A falta de água de esgoto e de escola são um problema para a humanidade.

Para evitar esse equívoco, basta se lembrar que sujeito nunca vem acompanhado de preposição. NUNCA!

Para acertar a conjugação, vamos identificar as preposições. Vejamos:

Ex²: A falta de água de esgoto e de escola.

Perceba que o único termo não preposicionado é “falta”, logo estamos diante de um sujeito simples. Então a conjugação correta do verbo ser é:

ex³: A falta de água, de esgoto e de escola é um problema para a humanidade.

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na línguahttp://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Curta nossa página no Facebook -https://www.facebook.com/portuguesdicas/

Compartilhe este texto:

Quais são os modos verbais?

Os modos verbais são três: indicativo, subjuntivo e imperativo.

Indicativo – Indica uma sentença que é tida como real ou verdadeira.

ex: Ele vem para casa tarde.

Subjuntivo – Indica algo que é provável, duvidoso ou hipotético.

ex: Se chovesse hoje, eu iria estrear meu guarda-chuva novo.

Imperativo – Representa uma ordem, súplica ou conselho.

ex¹: Ajudem-me!

ex:² Venha aqui agora!

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Veja mais no nosso canal do Youtube –https://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidas – http://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

Compartilhe este texto:
Older posts