Por Pedro Valadares

Mês: fevereiro 2021 (Page 1 of 2)

Startup ou Start-up – tem hífen?

Afinal, qual a forma correta: startup ou start-up? A palavra tem ou não tem hífen? Neste artigo, vamos resolver essa questão e mostrar qual a grafia mais adequada. Vejamos!

Start-up

A forma start-up é a mais reconhecida pelos principais dicionários da língua inglesa e da língua portuguesa.

No inglês, os dicionários Oxford English Dictionary (OED), Cambridge Dicitionary e Merriam-Webster Dictionary registram como a correta a forma com hífen. No português, o Houaiss e o Michaelis também trazem a forma start-up.

Esse posicionamento leva em conta o fato de que, na língua inglesa, os substantivos originados de verbos frasais (phrasal verbs) são geralmente escritos com hífen. É o caso de stand-up, scale-up, blow-up.

Vale ressalvar que o dicionário Priberam reconhece as duas grafias: start-up e startup.

Continue reading

Como a inteligência artificial impacta a produção de textos?

Não é segredo para ninguém que a tecnologia hoje permeia todos os campos da nossa vida. E na produção de textos, isso não é diferente. Atualmente, a inteligência artificial tem impactado a forma como escrevemos e consumimos conteúdo.

Nesse contexto, convidamos o advogado, mestre e especialista em transformação digital e inovação em negócios e criador do site Trends Talks, André Spínola, para mostrar um pouco desse novo mundo. Confira no artigo abaixo.

*

Os robôs estão por aqui, inclusive escrevendo artigos e fazendo pesquisas

O jornal britânico The Guardian do último dia 8 de setembro trouxe um texto
chamado “Um robô escreveu este artigo na íntegra. Já está assustado,
humano?
”.

Inicialmente, vale um pequeno disclaimer: Não pretendo entrar no mérito da
qualidade do que foi escrito nem realizar comparações com textos feitos por
pessoas, ok?

Prosseguindo, esse é o estado da arte da aplicação da inteligência artificial no
campo da redação de textos, que afeta jornalistas, advogados, publicitários,
researchers, copywriters e todo mundo que exerce alguma função que
dependa da dessa habilidade.

Muito se fala de IA e sempre vem à cabeça filmes que exploram o assunto de
forma muito interessante, vide os vilões Skynet em “O Exterminador do Futuro”
e Ultron de “Os Vingadores 2”, além daqueles desafios em jogos entre homem
e máquina, como xadrez e Go. Mas o fato é que a grande maioria de nós não
tem uma noção mínima do alcance desse tipo de tecnologia.

Continue reading

Espectador x Expectador – qual a diferença?

Tanto espectador quanto expectador são palavras que existem na língua portuguesa. Elas, contudo, possuem significados diferentes. Neste artigo, vamos ver o sentido e quando usar cada uma.

Espectador

De acordo com o dicionário Aulete, espectador é um substantivo masculino que indica uma pessoa que assiste a um espetáculo.

ex1: Aquele show contou com milhares de espectadores.

O termo também é utilizado como sinônimo de observador ou de testemunha.

ex2: Maria foi espectadora daquele roubo.

ex3: Diante daquela situação, João foi um mero espectador.

A palavra se origina do latim spectator, que significa aquele que vê ou que observa. Vale destacar ainda que, em Portugal, a grafia correta é espetador, sem a letra “c”.

Continue reading

Relampejar x Relampear – qual a forma correta?

Tanto relampejar quanto relampear estão corretas e existem na língua portuguesa. Neste artigo, vamos explicar por que uma mesma palavra tem grafias diferentes. Vejamos!

Formas gráficas variantes

Formas gráficas variantes ou formas variantes é o fenômeno que descreve as palavras que possuem mais de uma grafia correta, sem que haja alteração de significado.

Isso ocorre em decorrência do processo de formação da língua e do contexto social. Apesar de haver sempre uma grafia mais recorrente, todas as formas estão certas e de acordo com a ortografia do idioma.

É exatamente isso que ocorre com a dupla relampejar e relampear. Ambas estão registradas no Vocabulário Oficial da Língua Portuguesa (Volp) da Academia Brasileira de Letras.

ex1: Hoje eu não vou sair, porque está relampejando muito.

ex2: Hoje eu não vou sair, porque está relampeando muito.

Vale destacar que há ainda outras formas aceitas para a palavra, como: relampar, relampaguear, relampadear e relampadar.

Continue reading

Auto-peças x Autopeças – tem hífen?

Afinal, a forma correta é auto-peças ou autopeças? A palavra tem ou não tem hífen? Neste artigo, vamos resolver essa questão e mostrar a regra que se aplica ao caso. Vejamos!

Hífen com prefixo auto

De acordo com a Reforma Ortográfica, as palavras compostas formadas com o falso prefixo auto somente recebem hífen se o segundo termo começar com a letra “H” ou com a vogal “O”.

ex: Auto-homenagem, auto-observação, auto-hipnose, auto-orientação.

Nos demais casos, não se usa o hífen. Por isso, a forma correta é autopeças.

ex: Mário trabalhava em uma autopeças.

Outros exemplos dessa regra são os termos autoescola, autocuidado, autoajuda, autoestima.

Vale destacar que, se o segundo termo começar com “R” ou “S”, essas letras devem ser duplicadas.

ex: autorretrato, autosserviço, autorregulação, autossuficiente.

Continue reading

Castanha-do-pará ou Castanha do Pará – tem hífen?

Afinal de contas, o correto é castanha do Pará ou castanha-do-pará? Esse substantivo tem ou não tem hífen? Neste artigo, vamos resolver essa dúvida. Vejamos!

Substantivos compostos

De acordo com a Reforma Ortográfica, os substantivos compostos ligados por preposição perderam o hífen.

ex: mão de obra, calcanhar de aquiles, pão de ló, mão de vaca, pé de moleque, lua de mel, faz de conta, dia a dia, boca de urna, passo a passo, maria vai com as outras.

Há, contudo, uma importante exceção, que está diretamente ligada com o tópico principal deste artigo. É isso que veremos a seguir.

Continue reading

Militância x Militança – qual a diferença?

Apesar de serem muito similares, as palavras militância e militança possuem significados diferentes. Neste artigo, vamos explicar a definição e quando usar cada uma delas. Vejamos!

Militância

Militância é um substantivo feminino, que denomina a atividade do militante. O termo indica a participação ativa na defesa de causas ou em organizações políticas.

ex1: Aquele partido tinha uma militância muito ativa.

ex2: Ultimamente tem surgido vários coletivos que atuam em diversas militâncias.

A palavra é formada por derivação sufixal: militar + -ância. Esse sufixo, de origem latina e de caráter nominal, exprime a ideia de ação ou de resultado de uma ação.

Continue reading

Rédea x Rédia – qual a forma correta?

Rédea e rédia são duas palavras que existem na língua portuguesa. Contudo, elas possuem significados muito diferentes. Neste artigo, vamos mostrar a definição e quando usar cada um desses termos. Vejamos!

Rédea

Rédea é o instrumento utilizado para montar animais, como cavalos e touros. O dicionário Aulete traz a seguinte definição para a palavra: “correia presa ao freio e com que se conduz a montaria ou o animal de tração”.

O termo é um substantivo feminino uniforme. Isso significa que ele não possui variação de gênero. É usado sempre na forma feminina.

ex: A mãe levava a educação das crianças na rédea curta.

O vocábulo tem origem no latim retina, que significa reter, reprimir, conservar, manter, guardar.

Continue reading

Glamoroso, glamouroso ou glamuroso – qual a forma correta?

De acordo com o Vocabulário Oficial da Língua Portuguesa (Volp), as formas glamouroso e glamoroso estão corretas. Já a palavra glamuroso está errada.

Usamos essas expressões para nos referirmos a alguém ou algo que tem glamour, charme, fascínio ou encanto. Elas são sinônimas das palavras sedutor, cativante, deslumbrante, encantador, maravilhoso, chamativo.

Adjetivo

Os termos são adjetivos biformes. Isso significa que eles possuem flexão de gênero. Podem ser usados tanto no masculino quanto no feminino.

ex1: Aquele foi um show glamoroso.

ex2: O gerente estava com um casaco glamouroso.

ex3: Aquela foi uma apresentação glamorosa.

ex4: A gerente estava com um saia glamourosa.

Continue reading

Segmento x Seguimento – qual a diferença?

Afinal de contas, qual a diferença entre as palavras seguimento e segmento? Neste artigo, vamos tirar essa dúvida e mostrar a definição de cada um dos termos. Vamos lá!

Homônimos homófonos

Existem palavras que possuem o som igual, mas grafia diferente. Esse grupo de vocábulos é chamado de homônimos homófonos. O termo homófono vem do grego homo (igual, similar) e fono (som).

É exatamente o que acontece com as palavras seguimento e segmento. Apesar da pronúncia ser idêntica, elas possuem significados distintos. Vejamos!

Continue reading
« Older posts

© 2021 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑