Neste artigo, darei três dicas práticas e imediatamente aplicáveis para você melhorar seu texto. Vamos lá!

1) Evite parágrafos com mais de cinco linhas

Em parágrafos muito longos, você corre o risco de ser prolixo e também de cometer mais erros.

Além disso, esteticamente, é desagradável para o leitor ler um bloco enorme de texto. O ideal é um parágrafo para cada ideia ou argumento.

2) Evite começar frases com ‘mas’ e ‘e’

As conjunções mas e são utilizadas para conectar frases. Assim, não é recomendável que elas iniciem as orações.

Isso não é uma regra absoluta. Há sim casos nos quais é possível que esses dois elementos venham no início da sentença. Se você tiver concluído a frase anterior e tiver iniciando um novo argumento, você pode sim utilizar mas e logo de cara.

Contudo, isso não é lá muito comum e, na norma culta, o ideal é que se evite esse artifício.

No caso do mas, você pode optar por outras conjunções como contudo, porém e todavia.

3) Tome cuidado com o ‘queísmo’

Um erro muito comum e que denota falta de extensão vocabular é o chamado ‘queísmo’. É a repetição da partícula que. 

Ele normalmente é resultado de frases excessivamente longas. Por isso, uma boa estratégia para evitar esse equívoco é usar o ponto final. Veja!

ex: Esse é Pedro, que mora em Brasília e que trabalha no Clube do Português.

REESCREVENDO¹: Esse é Pedro. Ele mora em Brasília e trabalha no Clube do Português.

Outra opção é você utilizar a elipse da partícula que. Veja:

REESCREVENDO²: Esse é Pedro, que mora em Brasília e trabalha no Clube do Português.