Afinal de contas, o correto é castanha do Pará ou castanha-do-pará? Esse substantivo tem ou não tem hífen? Neste artigo, vamos resolver essa dúvida. Vejamos!

Substantivos compostos

De acordo com a Reforma Ortográfica, os substantivos compostos ligados por preposição perderam o hífen.

ex: Mão de obra, calcanhar de aquiles, pão de lá, mão de vaca, pé de moleque, lua de mel, faz de conta, dia a dia, boca de urna, passo a passo, maria vai com as outras.

Há, contudo, uma importante exceção. É isso que veremos a seguir.

Espécies vegetais e animais

Os compostos que designam espécies botânicas e zoológicas continuam sendo escritos com o hífen. É exatamente o caso de castanha-do-pará.

ex: Mariela come três castanhas-do-pará por dia.

Vejamos outras palavras composto ligadas por preposição que mantiveram o hífen: cana-de-açúcar, pimenta-do-reino, copo-de-leite, castanha-do-pará, louva-a-deus, bem-te-vi, couve-flor, joão-de-barro.

Castanha-do-pará ou castanha-do-brasil?

A castanha é mais conhecida fora do Brasil como castanha-do-brasil ou castanha-da-amazônia.

Perceba que, em todos os casos, a regra a ser seguida é a mesma: as palavras devem sempre ser grafadas com hífen.

Por fim, vale destacar que o nome científico da iguaria é Bertholletia excelsa.

Plural

É importante ressaltar que, no plural dos substantivos compostos ligados por preposição, somente o primeiro termo é flexionado.

ex: Castanhas-do-pará, copos-de-leite, canas-de-açúcar.

Castanha-do-pará ou castanha-do-Pará?

Apesar de usarmos letra maiúscula nos topônimos (nomes de lugares), quando esse tipo de termo integra uma palavra composta, ele passa ser escrito com letra minúscula.

Logo, o correto é castanha-do-pará. O mesmo raciocínio se aplica ao termo castanha-do-brasil.

Gostou do texto? Então, vale a pena assistir ao vídeo que fizemos sobre se o correto é sócio-cultural ou sociocultural:

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua (link para um nova página do site) .