Língua Portuguesa e Literatura

Categoria: Dúvidas de Português (Page 1 of 15)

Qual o plural de cachorro-quente?

Qual o plural de cachorro-quente

O plural de cachorro-quente é cachorros-quentes. Neste artigo, vamos explicar qual regra se aplica a este caso. Vejamos!

Plural dos substantivos compostos

Quando os termos compostos são formados pela união de um substantivo com um adjetivo, ambos os termos devem ir para o plural. É exatamente o caso de cachorro-quente (substantivo “cachorro” + adjetivo “quente”). Vejamos outros vocábulos que seguem essa mesma regra:

  • Cachorro-quente – Cachorros-quentes;
  • Guarda-noturno – Guardas-noturnos;
  • Gentil-homem – Gentis-homens;
  • Cavalo-marinho – Cavalos-marinhos.
Continue reading

Caqui x Cáqui – qual a diferença?

Tanto caqui quanto cáqui são palavras que existem na língua portuguesa. Elas, contudo, têm significados bem distintos. Neste artigo, vamos mostrar quando e como utilizar cada um dos termos. Vejamos! 

Caqui – quando usar?

Caqui, sem o acento agudo na primeira sílaba, é um substantivo masculino que faz referência a uma fruta avermelhada de sabor doce, originada do caquizeiro. 

Trata-se de uma palavra oxítona (a última sílaba é a tônica), que tem origem da palavra japonesa kaki. Veja alguns exemplos com o uso dela:

  • O caqui é uma fruta bem doce, rica em ferro, proteína e cálcio.
  • Gosto muito de comer caqui durante o dia.
  • No Brasil, temos uma plantação enorme de caqui.
  • Meus filhos amam comer caqui
Continue reading

Eu te amo, te amo ou amo-te – qual a forma correta?

Afinal, a forma correta é “eu te amo”, “te amo” ou “amo-te”? Neste artigo, vamos tirar essa dúvida e mostrar qual a regra de colocação pronominal correta. Vejamos!

A expressão “Te amo” está correta?

Apesar de nos depararmos frequentemente com as palavras: “te amo”, a maioria das pessoas não sabem, de fato, a maneira correta de escrevê-la. Então, vamos à explicação.

De acordo com a gramática da Língua Portuguesa, é incorreto iniciar uma oração com pronomes pessoais do caso oblíquo, aqueles que são acompanhados ou não de preposição. Confira abaixo quais são eles:

Pronomes pessoais oblíquos átonos: 

  • 1ª Pessoa – Me (no singular), nos (no plural);
  • 2ª Pessoa – Te (no singular),  vos (no plural);
  • 3ª Pessoa – Se, lhe, o, a (no singular), se, lhe, os, as (no plural).

Os pronomes pessoais oblíquos átonos não precisam ser acompanhados por nenhuma preposição para que seu sentido seja compreendido. Eles exercem a posição de complemento da oração.

Continue reading

Como, bem como, assim como: quando usar cada um?

A língua portuguesa tem tantas expressões parecidas que, se não forem utilizadas no contexto adequado, podem causar confusão.

O contexto adequado não costuma ser difícil de construir: às vezes, uma única vírgula consegue mudar todo o sentido de uma frase.

A posição que as expressões textuais ocupam determinam a compreensão do texto e a produção de sentido. No artigo de hoje, vamos analisar as expressões “como“, “bem como” e “assim como“, que serão utilizadas com um sinal de pontuação: a vírgula (,).

Conjunções subordinativas comparativas: como, bem como, assim como

Uma conjunção subordinativa comparativa é aquela que estabelece um paralelo em relação à oração. Serve como meio de ligação, correspondência e comparação. Como as demais conjunções subordinativas, são invariáveis. 

Além de “como“, “bem como“, “assim como“, também fazem parte do mesmo grupo comparativo as expressões “que nem”, “que”, “do que”, “tal qual”, etc.

Exemplos com a conjunção “como”

  • Como eu e ele também não gostamos de pudim.
  • Eu, como ele, também não gosto de pudim.

Exemplos com a conjunção “assim como”

  • Eu, assim como ele, não gosto de pudim.
  • Eu assim como ele não gostamos de pudim.

Exemplos com a conjunção “bem como”

  • Eu, bem como ele, não gosto de pudim.
  • Eu bem como ele não gostamos de pudim.
Continue reading

Qual o plural de cônsul?

O plural de cônsul é cônsules. Neste artigo, vamos mostrar qual regra se aplica a esse caso. Também vamos mostrar qual o feminino da palavra. Confira!

Plural de palavras terminadas com “L”

Em regra, o plural das palavras terminadas em “l” é feito por meio da substituição da consoante por “is”. Vejamos alguns exemplos:

  • Casal – Casais
  • Especial – Especiais
  • Animal – Animais

Há, contudo, algumas exceções. Nesses casos, em vez de “is” acrescenta-se “es” ao final dos vocábulos. É exatamente o caso de cônsules. Vejamos outros termos que se encaixam nessa situação:

  • Mal – Males
  • Mel – Meles
  • Fel – Feles
Continue reading

Tudo sob controle x Tudo sobre controle – qual a forma correta?

Tanto “tudo sob controle” quanto ” tudo sobre controle” são construções possíveis na língua portuguesa. Contudo, elas têm significados e usos bem distintos. Neste artigo, vamos mostrar quando utilizar cada uma. Vejamos!

Quando usar “tudo sob controle”?

A expressão “tudo sob controle” indica que as ações estão ocorrendo conforme planejado. A preposição sob quer dizer debaixo, ou seja, ela mostra que tudo está debaixo do controle de alguém. Vejamos alguns exemplos:

  • Fique tranquilo! Está tudo sob controle.
  • As tropas podem avançar, pois está tudo sob controle.
  • Você tem certeza de que a situação já está sob controle?
Continue reading

Vim x Vir – quando utilizar cada um?

As duas formas estão corretas e existem na língua portuguesa. Neste artigo, vamos mostrar quando usar vim e vir. Vejamos!

Quando usar “vim”?

A palavra vim representa a conjugação do verbo vir na primeira pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo. Vamos conferir alguns exemplos do uso desse termo:

  • Eu vim aqui ontem à noite para comprar uma panela.
  • Hoje eu vim trabalhar de ônibus, porque meu carro estragou.
  • No dia em que eu vim, você não estava.

Vale ressaltar que o pretérito perfeito é utilizado para indicar uma ação eventual ou momentânea ocorrida e finalizada em algum momento do passado.

Continue reading

Sede x Cede – quando usar cada um?

As palavras sede e cede existem na língua portuguesa, mas têm significados bem distintos. Neste artigo, vamos explicar quando usar cada um dos termos. Vejamos!

Quando usar sede?

O substantivo feminino sede tem dois sentidos diferentes. Quando pronunciada com o primeiro “e” fechado (“sêde”), a palavra indica a vontade de beber alguma coisa:

  • Depois da corrida, o atleta estava morrendo de sede.
  • Água de coco é ótimo para matar a sede.

Quando pronunciada com o primeiro “e” aberto (“séde”), a palavra denomina o prédio ou estabelecimento principal de uma instituição:

  • Os torcedores invadiram a sede do clube para comemorar o título.
  • A sede desta empresa fica em São Paulo e suas filiais no Rio de Janeiro e em Recife.

Vale mencionar que o vocábulo também pode atuar como conjugação do verbo sedar na primeira pessoa do singular do presente do subjuntivo ou na terceira pessoa do singular do imperativo:

  • É preciso que eu sede o paciente antes da cirurgia. (subjuntivo)
  • Sede o paciente antes da cirurgia. (imperativo)
Continue reading

Ucrânia x Ucrania – tem acento?

A imagem mostra uma bandeira azul e amarela, onde está escrito:
Tem ou não tem acento?

A forma correta de escrever o nome deste país do Leste Europeu é Ucrânia, com acento circunflexo. Neste artigo, vamos explicar qual regra de acentuação se aplica a esse caso. Também vamos falar sobre a origem da palavra. Vejamos!

Duas regras

Há palavras que, por serem terminadas em ditongos crescentes, podem ser classificadas tanto como paroxítonas quanto como proparoxítonas. É o caso da palavra Ucrânia:

  • U-crâ-nia (paroxítona);
  • U-crâ-nia (proparoxítona).

Nesse contexto, o uso do acento circunflexo pode ser justificado por duas regras distintas. No primeiro caso, a acentuação se justifica pelo fato de estarmos diante de um paroxítona termina em ditongo crescente.

No segundo, o acento ocorre pelo fato de que todas as palavras proparoxítonas na língua portuguesa serem acentuadas.

Vale destacar que, no idioma ucraniano, o nome é escrito sem acento e com a letra “k”: Ukraina.

Continue reading

Qual o plural de cuscuz?

Afinal, qual o plural da palavra cuscuz? Neste artigo, vamos resolver essa dúvida e faremos uma análise completa da palavra. Vejamos!

Plural

Em regra, o plural dos termos terminados em “z” é feito acrescentando a terminação “-es”. É o que acontece com a palavra cuscuz, cujo o plural é cuscuzes.

Vejamos outros exemplos de vocábulos que seguem essa mesma flexão: cruz/cruzes, avestruz/avestruzes, luz/luzes, paz/pazes, algoz/algozes, etc.

Exemplos com cuscuzes

  • A cozinheira preparou dois cuscuzes: um doce e um salgado.
  • Há diferentes tipos de cuscuzes pelo Brasil.
  • Apesar de ter comido dois cuscuzes no jantar, ainda continuei com fome.
Continue reading
« Older posts