a custa

Afinal, a forma correta é “à custa de” ou “às custas de“? Neste artigo, vamos resolver essa questão e mostrar a forma mais adequada de grafar a expressão. Vejamos!

Plural x  Singular

A forma correta é “à custa de“. Essa locução prepositiva é sinônima de “através do esforço de” ou “com o sacrifício de”.

ex1: Ele vive à custa do pai.

ex2: O time se sagrou campeão à custa de muito treino.

É importante ressalvar que, atualmente, alguns gramáticos têm reconhecido como legítima a forma “às custas de“, com o argumento de ser uma grafia consagrada pelo uso.

Contudo, trata-se de uma posição não consensual. Assim, o ideal é dar preferência para a forma “à custa de“.

Crase

Todas as locuções prepositivas formadas por palavras femininas sempre levam crase. É o caso de à custa de, à vista de, à direita de.

Vale lembrar que uma locução prepositiva é a combinação de duas ou mais palavras que têm o valor de uma preposição. O termo final dessas locuções é sempre uma preposição.

A custa x As custas

As expressões “a custa” e “as custasexistem na língua portuguesa. Esses termos vêm do mundo jurídico e representam o valor gasto em um processo em decorrência das despesas judiciais.

ex3: A custa para autenticar essa certidão no cartório é altíssima.

ex4: A parte derrotada tem que arcar com as custas do processo.

Veja que, nesses casos, não estamos diante de uma locução. O que ocorre é o encontro de um artigo definido feminino (“a” e “as”) com um substantivo feminino (“custa” e “custas”). Por isso, não devemos utilizar a crase.

Gostou do texto? Então, vale a pena assistir ao vídeo que fizemos sobre os casos de crase facultativa:

*

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua (link para um nova página do site) .