A jornalista Emanuella Carmago entrevistou a equipe do canal “É Libras” para falar sobre acessibilidade e os principais desafios dos surdos na aprendizagem da língua portuguesa.

É libras blog

Segundo levantamento realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2015, 1,1% da população apresenta algum tipo de deficiência auditiva. Dentro do dado aparentemente pequeno, existe um universo de desafios para inclusão de surdos no país. O aprendizado da Língua Portuguesa pode ser listado como um dos principais entraves na busca por acessibilidade.

Aprender o idioma materno já é desafiador para pessoas “ouvintes”. Para cada palavra que aprendemos, sons são adicionados à nossa biblioteca auditiva e, assim, vamos construindo nossa comunicação oral. Agora tente imaginar como é aprender uma língua sem ter essas referências fonéticas. Ficou difícil de entender como seria?

Para falar sobre o aprendizado do português e entender como é o cotidiano das pessoas surdas, o Clube do Português conversou com a dupla Flávia Lima, ouvinte, estudante de Tradução e Interpretação Libras/Português e Bruno Straforini, designer gráfico e surdo. Eles estão à frente do canal “É Libras”, no qual produzem vídeos sobre temas variados e adaptados aos surdos.

Confira o resultado a seguir:

Algumas curiosidades sobre a LIBRAS

  • Em 2002,  a Língua Brasileira de Sinais foi reconhecida e regulamentada como o segundo idioma oficial no Brasil (Lei 10.436, de 24 de abril de 2002).
  • A Língua Brasileira de Sinais (Libras), assim como outras línguas, possui fonologia, morfologia, sintaxe e semântica. Essa estrutura visual de língua também tem expressões faciais e corporais como forma auxiliar.
  • O deficiente auditivo é classificado como surdo, quando sua audição não é funcional na vida comum. A deficiência auditiva pode ser de origem congênita, causada por viroses materna doenças tóxicas desenvolvidas durante a gravidez ou adquirida:
    • Surdos oralizados: aqueles que se comunicam utilizando a língua oral.
    • Surdos sinalizantes: aqueles que se comunicam utilizando alguma forma de língua de sinais.
    • Surdos bilíngues: aqueles que utilizam ambas as formas de comunicação. Essa denominação também é usada para indicar aqueles que falam a língua de sinais e o português.

(Fontes: Wikipedia.org, Ministério da Educação, IBGE)