Enquanto argumentos são ideias interligadas e pautadas pela lógica que servem para sanar dúvidas ou explicar situações, estratégias argumentativas consistem na estruturação e apresentação dos argumentos para chegar a uma conclusão.

Segundo a tipologia textual, existem cinco tipos de texto: narrativo, descritivo, dissertativo, injuntivo e expositivo.

Em redações para vestibulares, o mais cobrado é o dissertativo, que se trata da defesa de um ponto de vista com base em fatos, dados e comprovações científicas.

O objetivo é avaliar a capacidade de apresentar, interpretar e argumentar em favor de uma tese a partir de conhecimentos, leituras e vivências.

Portanto, fazer uso de estratégias argumentativas é uma ótima alternativa para melhorar a qualidade da sua redação.

6 estratégias argumentativas para usar na redação 

Agora que você já sabe o que são e qual é a importância das estratégias argumentativas, confira algumas estratégias para aplicar na sua redação. 

1. Exemplificação

Como o próprio nome indica, a estratégia argumentativa de exemplificação consiste no uso de exemplos para comprovar um argumento.

No cotidiano, temos contato com diversas situações e tomamos conhecimento sobre diversos acontecimentos que podem ser usados para fortalecer argumentos.

Exemplos do dia a dia, fatos reais, que presenciamos. Se o tema da redação for “O aumento do uso das redes sociais”, por exemplo, certamente você se lembrará de aplicativos que usa diariamente.

Ao utilizar essa estratégia, não se esqueça de usar os modalizadores discursivos, como “por exemplo”, “exemplificando”, etc.

2. Citação 

A citação é uma estratégia argumentativa que traz autoridade para o seu texto. Consiste em mencionar falas de especialistas ou pessoas consagradas que corroboram com a tese que você está defendendo.

Para utilizá-la, basta escrever exatamente o que foi dito entre aspas ou, caso você não lembre a frase completa, basta fazer referência à pessoa ao citar suas ideias, utilizando expressões como “segundo” e “de acordo”.

3. Alusão histórica

A alusão histórica está relacionada tanto à citação quanto à exemplificação, visto que faz uso de fatos históricos para comprovar uma tese.

Basicamente, trata-se de abordar fatos históricos conhecidos ou relevantes para o tema em questão. Além disso, também é possível mostrar qual é o impacto deles dentro do contexto retratado.

4. Comprovação

Para atestar a veracidade de um argumento, é preciso comprová-lo. Portanto, a estratégia argumentativa de comprovação consiste na apresentação de pesquisas, estudos e dados estatísticos que comprovem e embasem o que está sendo defendido.

5. Causa e consequência

Na estratégia argumentativa de causa e consequência, são apresentados fatos (causa), que motivam algo, e consequências, que são o resultado. 

 As consequências podem ser negativas ou positivas, a depender do seu posicionamento sobre o assunto que está sendo tratado.

6. Contraste

Por fim, a estratégia argumentativa de contraste é construída com base em argumentos opostos sobre um mesmo fato.

Normalmente, o lado positivo e o lado negativo são apresentados e comparados, sendo essa uma excelente forma demonstrar entendimento acerca do assunto e de seus impactos.

Existem outras estratégias argumentativas que podem ser usadas para melhorar sua redação. 

No entanto, vale ressaltar que, independentemente da abordagem escolhida, o principal é estruturar os argumentos de forma organizada e evidenciar sua capacidade analítica e crítica.

*

Gostou do artigo? Então, continue seus estudos com o nosso Guia da Redação.