O uso do prefixo mini sempre gera muitas dúvidas. Afinal de contas, os substantivos compostos com esse termo devem ou não ser separados com hífen? Neste artigo, respondemos esta questão. Vamos lá!

Com hífen

Usa-se hífen com palavras iniciadas com prefixo “mini” se o termo posterior começar com I ou H.

Ex: mini-incidente, mini-histórico, mini-hotel, mini-internato, etc.

Sem hífen

Nos demais casos, não há hífen.

Ex: minibio, minimercado, minidicionário, minigolfe, minicomputador, etc.

Palavras com R e S

Quando a segunda palavra terminar com R ou S, não se usa o hífen e essa letras devem ser dobradas:

Ex: minissaia, minirreforma, minirrádio, minissérie, miniretrospectiva, minirrefrigerante, etc.

Origem

O prefixo “mimi” vem do latim mininus, superlativo de parvus (pequeno).

Ele expressa a ideia de miniatura ou de algo considerado menor que o tamanho normal.

Míni

Segundo o dicionário Aulete, o substantivo míni, com acento agudo, é usada como diminutivo de minissaia:

  • Algumas mulheres preferem usar míni.

O termo também pode ser usado como adjetivo, indicando algo menor ou mais curto:

  • Aquela loja é especializada em vestido míni.

*

Gostou do texto? Então, vale a pena ler também: