Semântica é um ramo da linguística que trata da significação das palavras, as quais podem estar isoladas ou contextualizadas.

Quando estão isoladas, as palavras apresentam um significado primário, aquele que encontramos no dicionário. Por outro lado, a depender do contexto em que estão inseridas, as palavras podem apresentar vários sentidos secundários.

Ao escutarmos a palavra gato, por exemplo, logo nos vêm à cabeça um animal doméstico da família dos felídeos. Mas se falamos que um certo homem é um gato ou que alguém fez um gato, essa palavra passa a apresentar sentidos secundários, tais como bonito e ligação elétrica irregular, respectivamente.

Dessa forma, de acordo com a significação, as palavras podem apresentar distintas classificações. Vejamos todas a seguir.

Denotação

Denotação trata do significado primário da palavra. Isto é, uma palavra em seu sentido denotativo deve ser interpretada de forma literal.

– Ganhei um cachorro lindo dos meus pais. (cachorro = animal)

– A massa do bolo ficou muito mole. (mole = flácida)

Conotação

Conotação é o oposto de denotação e trata dos sentidos secundários da palavra. Ou seja, uma palavra em seu sentido conotativo deve ser interpretada de forma simbólica e figurada. 

– Ele está matando cachorro a grito. (matar cachorro a grito = situação desesperadora)

– Era uma pessoa de coração mole. (mole = sensível)

Polissemia

Polissemia é a pluralidade de significação de um mesmo vocábulo. Dessa forma, uma palavra polissêmica é aquela que muda de sentido de acordo com o contexto, mas não muda de classe gramatical.

– Minha mão está doendo. (substantivo mão = parte do corpo humano)

– Depois do poste, pegue a mão direita. (substantivo mão = sentido em que o veículo deve transitar)

– Deu uma mão de tinta no quarto. (substantivo mão = demão)

Sinonímia

Sinonímia trata de palavras ou expressões que têm significação igual ou parecida. Exemplos de sinônimos:

– bonito e belo

– gigante e enorme

– humilde e modesto

– excelente e maravilhoso

Antonímia

Antonímia é a temática da semântica que trata de palavras ou expressões que têm significação oposta. Exemplos de antônimos:

– bem e mal

– bom e ruim

– longe e perto

– amigo e inimigo

Homonímia

Homonímia é o tema da semântica que trata de palavras iguais na pronúncia e/ou na grafia, mas com significados diferentes. Os homônimos podem ser classificados em:

a) homônimos homófonos: apresentam pronúncia igual e grafia diferente.

– bucho (estômago de animais) e buxo (tipo de arbusto)

– acender (iluminar) e ascender (elevar)

– concerto (show) e conserto (reparo)

– cerrar (fechar) e serrar (cortar)

b) homônimos perfeitos: apresentam grafia e pronúncia iguais.

– casa (moradia ou forma do verbo casar)

– mato (planta ou forma do verbo matar)

– manga (fruta, parte da camisa ou forma do verbo mangar)

– livre (liberto ou forma do verbo livrar)

Paronímia

Paronímia trata de palavras parecidas tanto na grafia quanto na pronúncia, mas com significados diferentes. Exemplos de parônimos:

– absolver (inocentar) e absorver (sorver, consumir)

– despercebido (sem ser notado) e desapercebido (distraído)

– emigrar (sair de um país) e imigrar (entrar em um país)

– flagrante (evidente) e fragrante (aromático)

Hiperonímia

Hiperonímia trata de palavras de sentido mais genérico cuja significação abarca outras palavras de sentido mais específico. Exemplos de hiperônimos:

– animal é hiperônimo de gato, cachorro, boi, vaca, peixe, coruja etc.

– fruta é hiperônimo de uva, melancia, maçã, laranja, banana etc.

Hiponímia

Hiponímia é a subordinação de um termo de sentido mais específico a outro, de sentido mais genérico. Exemplos de hipônimos:

– atum, bacalhau e cação são hipônimos de peixe;

– preto, branco e rosa são hipônimos de cor.

Meronímia

Meronímia refere-se às palavras que representam parte do significado total de outra. Exemplos de merônimos:

– unha é merônimo de dedo;

– volante é merônimo de carro.

Holonímia

Holonímia refere-se às palavras que representam o todo em relação a suas partes. Exemplos de holônimos:

– torneira é holônimo de pia;

– maçaneta é holônimo de porta.

Ambiguidade

Ambiguidade é também um tema da semântica e consiste na dupla possibilidade de interpretação de uma palavra, de uma expressão ou de todo um texto. Popularmente, recebe o nome de “duplo sentido” e pode ser causada de forma intencional ou não. 

– Foi para a escola com o colega e depois saiu com sua namorada. (Namorada de quem?)

– Não saiu com o filho porque estava cansado. (Quem estava cansado?)