Vocativo é um termo importante para a construção de textos. Ele tem um papel de ênfase e de chamamento. Além disso, saber identificá-lo em uma oração é fundamental para utilizar bem a vírgula. Neste artigo, vamos explicar o que é e como utilizar. Vejamos! PAUSA: Nós já preparamos aqui um texto sobre a diferença entre o APOSTO e o VOCATIVO. Leia ele primeiro e depois volte para este artigo. Com certeza, seu entendimento do tema ficará bem mais completo.

Definição

Observe a frase abaixo: Sandra, venha aqui por favor. Perceba que o termo  “Sandra” não está subordino a nenhum outro na frase. O papel dele é fazer uma invocação, chamar a atenção de alguém. A esses termos que tem papel de entonação e que estão isolados dos demais dá-se o nome de vocativo.

Ênfase

Quando se quer dar mais ênfase ao termo, pode-se acrescentar a interjeição ó. Ex: Ó minha pátria amada, nunca hei de deixá-la. ATENÇÃO: Vocativo e interjeição, apesar de terem funções similares, são coisas distintas. Leia mais sobre assunto.

Vírgula

Via de regra, o vocativo é isolado por vírgula. Ele também pode ser precedido do ponto de exclamação. Veja: ex: Amada Lívia, tu és a razão do meu viver. ex: Que olhos os teus! Fiquei encantado. VEJA MAIS: Fizemos um guia completo sobre o uso da vírgula. Leia e complemente seus estudos. OBS: Vale lembrar que o vocativo não possui função sintática, sendo um termo com papel estilístico.

Resumo

O termo:
  1. Tem papel de chamamento e entoação exclamativa;
  2.  Deve vir isolado por vírgula ou ponto de exclamação;
  3.  Não possui função sintática.
Fique atento: Vocativo não é diferente de:
  1. Aposto;
  2. Interjeição.

***

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua. * Quer aprofundar seus conhecimentos na língua portuguesa? Então, continue seus estudos com a Gramática On-line do Clube do Português.