Uma das maiores dúvidas ortográficas da língua portuguesa é saber quando usar s, ss, sc, sç e ç. Por isso, neste artigo, reunimos todas as regras que você precisa conhecer para escrever com segurança, sem medo de errar. Vejamos!

Ortografia é estudar a forma correta de escrita das palavras de uma língua. Quantas vezes você já não se confundiu na hora de escrever “quiser”, “autossabotagem”, “disciplina”, “deo”, “torção”, entre muitas outras? 

O uso do S 

  • Nos sufixos -oso e -osa, quando formarem adjetivos. Exemplos: teimoso, medrosa, impiedoso, maravilhosa, bondoso;
  • Nos sufixos -esa e -isa, quando formarem palavras femininas. Exemplos: princesa, papisa, duquesa, poetisa, sacerdotisa;
  • Após ditongos. Exemplos: coisa, lousa, causa; 
  • Na conjugação dos verbos “pôr”, “querer” e “usar”. Exemplos: ela s, ele quis, eles usam;
  • Em palavras terminadas em -ase, -ese, -ise, -ose. Exemplos: frase, maionese, crise, esclerose;
  • ​​​​No caso dos sufixos de naturalidade. Exemplos: paranaense, piauiense, amazonense;
  • Em palavras derivadas de verbos terminados em “nder”, “ndir”, “erter” e “ertir”. Exemplos: pretender, pretensão; confundir, confusão; converter, conversão; divertir, diversão.

O uso do SS

  • Em substantivos terminados em “gredir”, “mitir”, “ceder”, “cutir”, “primir”. Exemplos: progredir, progressão; regredir, regressão; demitir, demissão; conceder, concessão; discutir, discussão; exprimir, expressão; deprimir, depressão;
  • Em palavras onde o prefixo termina em vogal e a seguir vem uma consoante “s”, ela deve ser duplicada. Exemplos: autossuficiente, microssegundo, antissocial;
  • Na junção do sufixo -íssimo. Exemplos: Ilustríssimo; feiíssimo; amabilíssimo, interessantíssimo;

O uso do SC

  • Na língua portuguesa, -sc é chamado de dígrafo (quando duas letras são utilizadas para formar um único som). Porém, -sc também significa um encontro consonantal quando apresenta dois sons diferentes. Exemplos: suscitar, obscuro, escarcéu.

O uso do SÇ

  • Em todas as formas verbais dos verbos terminados em -scer. Exemplos: nascer, nao; crescer, creo; descer, deo; renascer, renao; rejuvenescer, rejuveneo; florescer, floreo; etc.

O uso do Ç

  • Em todos os vocábulos que terminam com “to”, “tor” e “tivo”. Exemplos: canto, canção; exceto, exceção; setor, seção; redator, redação; junto, junção; intento, intenção; educativo, educação; recreativo, recreação;
  • Nos substantivos derivados dos verbos “ter” e “torcer”. Exemplos: ater, atenção; torcer, torção; deter, detenção; manter, manutenção; contorcer, contorção;
  • Em palavras de origem indígena, árabe e africana. Exemplos: paçoca, miçanga, muçulmano, Paiçandu.

Dicas finais para o uso correto de S, SS, SC, SÇ e Ç

  • Lembre-se que toda regra tem exceção.
  • O ç e o ss não existem em início de palavras.
  • O c possui o som de /s/ em um único caso: com as vogais “e” e “i”. Em todos os outros casos, deve-se usar o ç (ça, ce, ci, ço, çu). Exemplos: caçada, censura, ácido, recomeço, açúcar.

Ainda restou alguma dúvida? Deixe nos comentários!

*

Quer aprofundar seus conhecimentos na língua portuguesa? Então, continue seus estudos com a Gramática On-line do Clube do Português.