Rédea e rédia são duas palavras que existem na Língua Portuguesa. Contudo, elas possuem significados muito diferentes. Neste artigo, vamos mostrar a definição e quando usar cada um desses termos. Vejamos!

Rédea

Rédea é o instrumento utilizado para montar animais, como cavalos e touros. O dicionário Aulete traz a seguinte definição para a palavra: “correia presa ao freio e com que se conduz a montaria ou o animal de tração”.

O termo é um substantivo feminino uniforme. Isso significa que ele não possui variação de gênero. É usado sempre na forma feminina.

ex: A mãe levava a educação das crianças na rédea curta.

O vocábulo tem origem no Latim retina, que significa reter, reprimir, conservar, manter, guardar.

Rédia

Rédia é uma palavra que vem do campo da Biologia. Segundo o dicionário Priberam, ela indica a terceira fase larvar dos vermes trematódeos, produzida a partir de um esporocisto.

Uma curiosidade interessante é que o termo surgiu do sobrenome do biólogo italiano Francesco Redi, que viveu entre os anos de 1626 e 1697. Ele é um dos pioneiros do estudo da biogênese, teoria em que se admite a formação de qualquer ser vivo somente a partir de outro ser vivo preexistente.

O vocábulo rédia é formado, então, por derivação sufixal: o nome Redi + o sufixo “-ia”, que é muito utilizado no âmbito das ciências (biologia, zoologia, zootecnia).

Trata-se também de um substantivo feminino uniforme.

Gostou do texto? Então, vale a pena assistir ao vídeo sobre a diferença entre vultoso e vultuoso:

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua (link para um nova página do site) .