Os substantivos podem ser classificados como comuns ou próprios. No primeiro caso, eles atuam de forma mais genérica; no segundo, de forma mais específica. Neste artigo, vamos detalhar melhor esses dois conceitos. Vamos lá!

Substantivos comuns

Os substantivos comuns, segundo Celso Cunha e Lindley Cintra, são aqueles que designam a totalidade dos seres de uma espécie (animais, pessoas, lugares, fenômenos, frutas, plantas, etc.). Eles fazem a chamada designação genérica.

Esses termos devem sempre ser grafados com letra minúscula. Vejamos alguns exemplos de substantivos comuns:

ex: homem, país, cidade, homem, bairro, maçã, vaca, cachorro, mulher, menino, árvore, capim, chuva, sol.

Substantivos próprios

Os substantivos próprios, de acordo com Cunha e Cintra, são os que designam um indivíduo específico de uma determinada espécie. Eles fazem a chamada designação específica e têm o papel de particularizar determinado ser, distinguindo-o do grupo.

Esses termos devem ser sempre escritos com letra maiúscula. Eles se dividem, principalmente, nos seguintes grupos:

  1. Nomes de pessoas: Alice, Marcos, Joana, Rafael, etc.
  2. Nomes de entidades e instituições: Ministério da Educação, Organização das Nações Unidas, Estação Primeira de Mangueira, etc.
  3. Nome de lugares: Brasília, Congo, São Paulo, Paris, Alemanha, etc.
  4. Nome de continentes, planetas e oceanos: África, Marte, oceano Índico, Europa, etc.

Esses substantivos são chamados de próprios, porque se aplicam a uma determinada pessoa, localidade ou entidade.

Resumo

  • Substantivo comum – designação genérica – letra minúscula;
  • Substantivo próprio – designação específica – letra maiúscula.

*

Gostou do texto? Então, inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e para receber dicas para te deixar afiado na língua (link para uma nova página do site).