Entenda as diferentes classificações de substantivos segundo a regra de flexão de gênero

Entenda as classificações dos substantivos

Substantivos possuem diferentes regras de flexão de gênero. Nesse sentido, os termo dessas classe gramatical podem ser classificados como epicenos, sobrecomuns e comum de dois. Neste artigo, vamos explicar cada um desses conceitos. Vamos lá!

Epiceno

Substantivo epiceno é o que possui apenas um gênero. Em geral, refere-se a animais. A distinção dá-se pelo designação macho ou fêmea.

ex¹: O jacaré macho x O jacaré fêmea (sempre no masculino);

ex²: A cobra macho x A cobra fêmea (sempre no feminino);

ex³: A onça macho x A onça fêmea (sempre no feminino).

Exemplos de animais epicenos

Os gramáticos Celso Cunho e Lindley Cintra enumeram alguns nomes de animais que são indicados por substantivos epicenos:

a) Femininos: a águia, a formiga, a baleia, a borboleta, a mosca, a pulga, a sardinha.

b) Masculinos: o besouro, o condor, o crocodilo, o gavião, o polvo, o rouxinol, o tatu.

Sobrecomum

De acordo com Cunha e Cintra, substantivos sobrecomuns são aqueles cujo gênero é o mesmo para ambos os sexos.

ex¹: Marcelo era uma testemunha do processo.

ex²: Marina era uma testemunha do processo.

Exemplos de substantivos sobrecomuns

Os gramáticos elencam outros termos que têm essa classificação:

  • o algoz;
  • o apóstolo;
  • o carrasco;
  • o cônjuge;
  • o indivíduo;
  • o verdugo;
  • a criança;
  • a criatura;
  • a pessoa;
  • a vítima;
  • o boia-fria.

Comum de dois de gêneros

O substantivo comum de dois gêneros é aquele em que a distinção de gênero é feita somente pelo determinante (artigo, numeral, pronome ou adjetivo).

ex¹: O cliente sempre voltava ao restaurante por causa do ótimo atendimento.

ex²: A cliente saiu insatisfeita com o serviço da loja.

Exemplos de substantivos comum de dois gêneros

Cunha e Cintra enumeram alguns casos de substantivos que seguem essa classificação:

  • o agente – a agente;
  • o artista – a artista;
  • o camarada – a camarada;
  • o colega – a colega;
  • o colegial – a colegial;
  • o compatriota – a compatriota;
  • o dentista – a dentista;
  • o estudante – a estudante;
  • o gerente – a gerente;
  • o herege – a herege;
  • o imigrante – a imigrante;
  • o indígena – a indígena;
  • o intérprete –  a intérprete;
  • o jovem – a jovem;
  • o jornalista – a jornalista;
  • o mártir – a mártir;
  • o selvagem – a selvagem;
  • o servente – a servente;
  • o suicida – a suicida.

De acordo com os gramáticos, todos os substantivos e adjetivos derivados de termos comuns de dois gêneros, também terão essa mesma classificação.

A personagem x O personagem

Cunha e Cintra explicam que “o personagem” e “a personagem” podem ser usados, indiferentemente, para se referir a um homem ou uma mulher.

ex1: Chicó é uma personagem do Alto da Compadecida.

ex2: Chicó é um personagem do Alto da Compadecida.

Assista também o vídeo sobre a diferença entre ratificar e retificar:

***

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua (link para um nova página do site) .

*

Referência: CUNHA, Ceslo; CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. 5ª ed. Rio de Janeiro: Lexicon, 2008 – p. 209 e 210.