Por Pedro Valadares

Tag: Crase (Page 1 of 4)

Vir à tona x Vir a tona – qual a forma correta?

Afinal, o certo é vir a tona ou à tona? A locução tem ou não tem crase? Neste artigo, vamos tirar essa dúvida e explicar o sentido da expressão. Vamos lá!

Locução adverbial

Na língua portuguesa, todas as locuções formadas com núcleo feminino têm crase. É exatamente o caso de à tona, que é uma locução adverbial

Ex: Depois de muitos anos, a verdade finalmente veio à tona.

Outros exemplos de locuções formadas por palavras femininas e que recebem o acento grave são à capela, à caneta, à mão.

Continue reading

Escrevo a caneta ou à caneta?

Uma mão com um caneta de pena escreve em um papel. Em cima está escrito: "à caneta x a caneta".
Tem ou não tem crase?

O correto é a caneta ou à caneta? Neste artigo, vou te explicar se a expressão tem ou não crase. Vamos lá!

O que é crase?

Antes de avançarmos, é importante relembrar rapidamente o que é a crase afinal.

Ela ocorre quando há o encontro de vogais iguais => a + a = à. Acontece, em geral, em três casos:

a) Encontro da preposição “a” com os artigos definidos “a” ou “as”;
b) Encontro do pronome demonstrativo “a” com a preposição “a”;
c) Encontro dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo com a preposição “a”.

Quando isso ocorre, devemos usar o acento grave em cima da letra “a”.

Continue reading

Crase: 5 casos em que você não deve usá-la

A crase é, sem sombra de dúvidas, um dos temas que mais geram dúvidas. Por isso, neste artigo, vamos falar de 5 casos em que ela não deve ser usada. Vamos lá!

O que é a CRASE?

Antes de tudo, vamos relembrar o que é a crase e como e quando devemos usá-lo. Trata-se do encontro de vogais iguais => A + A = À. Acontece, em geral, em três casos:

  1. Encontro da preposição A com os artigos definidos A ou AS;
  2. Encontra do pronome demonstrativo A com a preposição A;
  3. Encontro dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo com a preposição A.

1) Antes de verbo

Verbos não aceitam artigo preposto. Por isso, não é possível haver o encontro entre preposição e artigo feminino.

ex: Ele começou a caminhar diariamente este ano.

2) Antes de cujo e cuja

Não é possível colocar artigo antes dos pronomes relativos cujo e cuja. Assim, a preposição sempre estará sozinha e não teremos o encontro de duas letras “a”.

ex: Esse é o trabalho a cuja autora eu elogiei.

Vale lembrar que os pronomes cuja e cujo também não aceitam artigo depois deles.

Continue reading

Queísmo: 5 dicas práticas para não repetir o “QUE”

O queísmo é uma vício de linguagem que empobrece seu texto. Confira 5 dicas práticas para fugir dele.

Hoje quero falar com você sobre um vício que estraga bons textos: o queísmo. Essa partícula é a erva daninha da escrita. É só você se distrair e logo seu conteúdo está infestado de “que” pra todo lado.

Por isso, vou compartilhar 5 técnicas para eliminar essa praga.

1) Use a oração reduzida de infinitivo

Ex: Planeje-se para que não haja prejuízo.

Agora, com o infinitivo.

Ex: Planeje-se para não haver prejuízo.

2) Use a oração reduzida de particípio passado

Ex: O chefe quer que as obras recomecem.

Vejamos como fica com o particípio.

Ex: O chefe quer as obras recomeçadas.

Continue reading

Por que “à vista” tem crase e “a prazo” não tem?

Qual será o motivo de a expressão à vista ter crase e a prazo não ter?

Neste artigo, vamos acabar de vez com essa dúvida e apresentar duas regras simples para te ajudar na hora de escrever. Vamos lá!

A prazo

Vamos começar pela segunda parte. Só há crase antes de palavras masculinas se a expressão “à moda” estiver implícita.

Ex: Ele se vestia à Luiz XIV.

No caso da locução a prazo, essa regra não se aplica. Logo, não devemos usar o acento grave.

À vista

à vista leva crase, porque todas as locuções formadas por palavras femininas devem ser craseadas.

Ex: à direita, à moda, à vista.

O acento grave aqui também tem a função semântica, de diferenciador de sentido.

Dizer que vendi a vista, é dizer que me desfiz de um olho.

Logo, para desfazer essa confusão, usamos a crase para deixar claro que se trata de uma locução adverbial de modo.

Gostou deste post? Aprofunde ainda mais seus conhecimentos com nosso guia completo da crase.

Definição, exemplos e dicas da crase.

Vale a pena também assistir a aula completa e gratuita que fizemos sobre a crase:

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua (link para um nova página do site) .

Matricule-se agora no nosso curso “Português para produtores de conteúdo” (link para um novo site).

A gosto x À gosto – qual a forma correta?

A imagem mostra uma pessoa colocando alimentos em uma panela.

Afinal de contas, o correto é a gosto ou à gosto? Neste artigo, vamos resolver esta dúvida e relembrar como utilizar bem a crase. Vamos lá!

O que é crase?

Para resolver essa dúvida, é importante lembrar a definição de crase. Trata-se do encontro de vogais iguais => A + A = À. Acontece, em geral, em três casos:

a) Encontro da preposição A com os artigos definidos A ou AS;
b) Encontra do pronome demonstrativo A com a preposição A;
c) Encontro dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo com a preposição A.

A gosto x À gosto – com ou sem crase?

Agora que relembramos quando utilizar o acento grave, percebemos que ele não é usado nesse caso.

O substantivo “gosto” é um termo masculino. Por isso, não é precedido pelo artigo definido feminino “a”.

A expressão “a gosto” significa sem cerimônia, à vontade, de acordo com o gosto de cada um.

Ex1: Coloque queijo parmesão a gosto.

Ex2: Misture a massa e coloque açúcar a gosto.

Gostou deste post? Aprofunde ainda mais seus conhecimentos com nosso guia completo da crase.

Definição, exemplos e dicas da crase.

Vale a pena conferir também a aula completa sobre a crase que preparamos para você:

*Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua (link para um nova página do site) .

Matricule-se agora no nosso curso “Português para produtores de conteúdo” (link para um novo site).

A seu dispor ou ao seu dispor – qual a forma correta?

Afinal de contas, qual a forma correta: a seu dispor ou ao seu dispor? Neste artigo, vamos acabar de vez com essa dúvida. Vamos lá!

Artigo

Antes dos pronomes possessivos – como seu, sua, nosso, vossa, tua, entre outros -, o uso do artigo é opcional. Veja os exemplos abaixo:

ex1: O seu vizinho chegou.

ex2: Seu vizinho chegou.

Logo, tanto a seu dispor quanto ao seu dispor estão corretos.

ex3: Estou ao seu dispor sempre que precisar.

ex4: Sempre estive a seu dispor em todas as situações.

Continue reading

Desejo um ótimo dia a você ou à você?

Devemos ou não utilizar a crase antes do pronome de tratamento você? Neste artigo, vamos resolver essa dúvida e explicar quando utilizar o acento grave. Vamos lá!

O que é a CRASE?

O primeiro passo para responder a pergunta que dá título a este texto é entender o que é a crase e como e quando devemos usá-lo. Trata-se do encontro de vogais iguais => A + A = À. Acontece, em geral, em três casos:

  1. Encontro da preposição A com os artigos definidos A ou AS;
  2. Encontra do pronome demonstrativo A com a preposição A;
  3. Encontro dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo com a preposição A.

Continue reading

Crase: definição, quando usar e quando não usar

Crase: esse é um dos temas que mais geram dúvidas na hora de produzir um texto. Por isso, produzimos um guia completo e descomplicado para resolver de vez todas as dificuldades. Vamos lá!

Definição – o que é crase?

A palavra crase vem do grego krâsis, que significa “fusão de sons” ou “mistura”.

Ela ocorre quando há o encontro de vogais iguais => a + a = à. Acontece, em geral, em três casos:

a) Encontro da preposição “a” com os artigos definidos “a” ou “as”;
b) Encontro do pronome demonstrativo “a” com a preposição “a”;
c) Encontro dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo com a preposição “a”.

Quando isso ocorre, devemos usar o acento grave em cima da letra “a”. Uma dica importante para saber quando ocorre ou não crase é estudar a regência dos verbos, para saber quais pedem a preposição (ex: No que tange a x No que tange à).

Antes de continuarmos, vale destacar que crase e acento grave são coisas diferentes.

Continue reading

Modéstia à parte x Modéstia parte – qual a forma correta?

O correto é modéstia parte ou modéstia à parte? Neste artigo, vamos explicar qual a forma certa de grafar a expressão. Vamos lá!

Com ou sem o A craseado?

A expressão correta é “modéstia à parte“. Ela é usada quando alguém quer se vangloriar de algo, sem parecer esnobe ou arrogante, ou seja, deixando de lado (à parte) a modéstia.

Ex1: Modéstia à parte, eu cozinho muito bem.

Ex2: Eu sou, modéstia à parte, o melhor aluno da turma.

Continue reading

« Older posts

© 2020 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑