Por Pedro Valadares

Tag: Crase (Page 1 of 5)

Boca a boca x Boca-a-boca – tem hífen?

Afinal, a forma correta é boca a boca ou boca-a-boca? A expressão tem ou não tem hífen? Neste artigo, vamos tirar essa dúvida.

Reforma ortográfica

Antes do Acordo Ortográfico, existia uma diferença entre as expressões boca a boca, sem hífen, e boca-a-boca, com hífen. A primeira era utilizada como locução adverbial ou adjetiva e a segunda como substantivo.

Contudo, com o advento da Reforma, o hífen foi abolido. Assim, a forma correta é somente boca a boca, sem hífen, independentemente da função que a palavra exerça. Vejamos alguns usos desse termo:

  • O boca a boca é a melhor forma de divulgação.
  • O paciente precisou de respiração boca a boca.
  • A notícia correu boca a boca.
Continue reading

Existe crase entre os meses do ano?

Entre os meses do ano, não devemos utilizar a crase. Neste artigo, vamos explicar por que não se usa o acento grave nessa situação. Vejamos!

O que é a crase?

Antes de mais nada, vamos rememorar o que é a crase. Ela aparece quando há a fusão de vogais iguais => a + a = à. De forma geral, isso ocorre em três casos:

a) Encontro dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo com a preposição “a”;
b) Encontro do pronome demonstrativo “a” com a preposição “a”;
a) Encontro da preposição “a” com os artigos definidos “a” ou “as”.

Continue reading

Em meio à pandemia ou a pandemia – tem crase?

A expressão correta é “em meio à pandemia“, com crase. Neste artigo, vamos explicar porque devemos utilizar o acento grave neste caso. Vejamos!

O que é a crase?

Antes de seguirmos, vamos rememorar o que é a crase. Ela ocorre quando há o encontro de vogais iguais => a + a = à. Acontece, em geral, em três casos:

a) Encontro da preposição “a” com os artigos definidos “a” ou “as”;
b) Encontro do pronome demonstrativo “a” com a preposição “a”;
c) Encontro dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo com a preposição “a”.

Continue reading

A luz de velas x À luz de velas – tem crase?

Afinal, a forma correta é à luz de velas ou a luz de velas? As duas construções estão em linha com as normas da língua portuguesa, mas possuem significados diferentes. Neste artigo, vamos explicar quando utilizar cada uma. Vejamos!

Crase

Antes de seguirmos, vamos relembrar o que é a crase. Ela ocorre quando há o encontro de vogais iguais => a + a = à. Isso acontece, em geral, em três momentos:

a) Encontro da preposição “a” com os artigos definidos “a” ou “as”;
b) Encontro do pronome demonstrativo “a” com a preposição “a”;
c) Encontro dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo com a preposição “a”.

Continue reading

A vapor x À vapor – tem crase?

A forma correta é a vapor, sem crase. A grafia à vapor, com crase, está incorreta e em desacordo com as normas da língua portuguesa. Neste artigo, vamos explicar por que não se usa o acento grave com essa expressão. Vejamos!

O que é a crase?

Primeiramente, é importante definir o que é a crase. Ela ocorre quando há a fusão de vogais iguais => a + a = à. Isso ocorre normalmente em três circunstâncias:

a) Encontro do pronome demonstrativo “a” com a preposição “a”;
b) Encontro da preposição “a” com os artigos definidos “a” ou “as”;
c) Encontro dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo com a preposição “a”.

Continue reading

A tiracolo x À tiracolo – tem crase?

A grafia correta é a tiracolo, sem crase. A forma à tiracolo, com crase, não está em linha com as normas da língua portuguesa. Neste artigo, vamos explicar por que não se usa o acento grave com essa expressão. Vejamos!

O que é a crase?

Antes de seguirmos em frente, vale relembrar o que é a crase. Ela ocorre quando há a fusão de vogais iguais => a + a = à. Isso acontece, em geral, em três casos:

a) Encontro da preposição “a” com os artigos definidos “a” ou “as”;
b) Encontro dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo com a preposição “a”;
c) Encontro do pronome demonstrativo “a” com a preposição “a”.

Tiracolo

Para entender por que a expressão não tem crase, é preciso analisar o termo que é seu núcleo.

Segundo o dicionário Aulete, tiracolo é um substantivo masculino que indica uma faixa de couro ou outro material maleável, atravessada de um lado do pescoço para o lado oposto do corpo e passando por baixo do braço.

Continue reading

A esmo x À esmo – tem crase?

A grafia correta é a esmo, sem crase. A forma à esmo, com crase, está em desacordo com as normas da língua portuguesa e, por isso, não deve ser utilizada. Neste artigo, vamos explicar por que não se usa o acento grave com essa expressão. Vejamos!

O que é a crase?

Antes de tudo, vamos relembrar o que é a crase. Ela acontece quando há o encontro de vogais iguais => a + a = à. Isso ocorre, em geral, em três casos:

a) Encontro da preposição “a” com os artigos definidos “a” ou “as”;
b) Encontro do pronome demonstrativo “a” com a preposição “a”;
c) Encontro dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo com a preposição “a”.

Continue reading

Junto a, junto de ou junto com – qual a forma correta?

As locuções junto a e junto de estão corretas. Elas são sinônimas de “perto de” ou “ao lado de”. Vejamos alguns exemplos:

  • O castelo fica junto ao rio.
  • O castelo fica junto do rio.
  • O anexo 4 fica junta à torre norte.
  • O anexo 4 fica junto da torre norte.

Já a expressão junto com é redundante e não deve ser utilizada. Recomenda-se usar somente a preposição “com”. Vamos analisar as frases abaixo:

  • Fui ao cinema junto com Patrícia. (redundante)
  • Fui ao cinema com Patrícia. (correta)

Mau uso de “junto a” e “junto de”

As expressões junta a e junto de não devem ser usadas no lugar de “com”, “a”, “de”, “em” e “entre”. Vejamos alguns exemplos desses mau usos:

  • A questão será resolvida junto à diretoria. (Errado)
  • A questão será resolvida com a diretoria. (Certo)
  • Pediu um financiamento junto à instituição bancária. (Errado)
  • Pediu um financiamento à instituição bancária. (Certo)
  • A empresa comprou o produto junto ao fornecedor. (Errado)
  • A empresa comprou do fornecedor o produto. (Certo)
  • Mariana entrou com recurso junto ao juizado. (Errado)
  • Mariana entrou com recurso no juizado. (Certo)
  • O discurso repercutiu bem junto aos eleitores. (Errado)
  • O discurso repercutiu bem entre os eleitores. (Certo)
Continue reading

À beça x A beça – tem crase?

A forma correta é à beça, com crase. Neste artigo, vamos explicar por que essa expressão recebe o acento grave. Vejamos!

Núcleo feminino

Na língua portuguesa, todas as locuções com núcleo feminino recebem crase. É esse o caso da locução adverbial à beça.

Essa expressão indica algo que ocorre em grande quantidade ou com grande intensidade.

Outros exemplos de locuções com núcleo feminino que recebem a acento grave são: à toaà tonaà capelaà caneta, à vista.

Continue reading

A favor x À favor – tem crase?

A forma correta é a favor, sem crase. Essa locução é sinônima de “em benefício de” ou “favorável a”. Neste artigo, vamos explicar por que a expressão não recebe acento grave. Vejamos!

Núcleo masculino

A favor é uma locução adjetiva formada pela combinação da preposição “a” com o substantivo “favor”. Como o núcleo da expressão é um termo masculino, não devemos utilizar a crase.

Em contrapartida, vale destacar que todas as locuções com núcleo feminino recebem acento grave. É o caso, por exemplo, de: à toa, à tona, à capela, à caneta, entre outras.

Continue reading
« Older posts

© 2021 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑