Por Pedro Valadares

Tag: estrangeirismo

Qual o plural de box?

O termo box é um estrangeirismo usado em substituição à palavra aportuguesada boxe. O vocábulo pode indicar o nome de uma luta (pugilismo), o ambiente que abriga o chuveiro (boxe do banheiro) ou uma divisão de um texto jornalístico. Neste artigo, vamos mostrar qual o plural dessa expressão. Vejamos!

Plural

O plural de box é boxes. Essa formação foge da regra geral da língua portuguesa para a formação do plural de palavras terminadas em “x”. Normalmente, esses termos são invariáveis. Veja:

  • Uma xérox – Duas xérox;
  • Um tórax – Dois tórax;
  • Um clímax – Dois climáx.

Há duas explicações possíveis para o uso da forma boxes. A primeira é que, na língua inglesa, essa é a grafia do termo no plural. A segunda é que a grafia aportuguesada é boxe. Assim, o vocábulo entra na regra de formação do plural de palavras terminadas em vogal.

Continue reading

Bandeide ou Band-Aid – como se escreve?

Como se escreve: band-aid ou bandeide?

O correto é bandeide ou band-aid? Neste artigo, vamos tirar essa dúvida e mostrar qual a origem dos termos. Vamos lá!

Duas formas

Ambas as grafias, band-aid e bandeide, estão corretas. A primeira se refere ao nome de origem do curativo adesivo. Já a segunda é a forma aportuguesada da palavra.

Vale ressaltar, contudo, que o termo bandeide não é registrado pelo Vocabulário Oficial da Língua Portuguesa (VOLP). Contudo, ele aparece em diversos dicionários, como Aurélio, Priberam e Aulette.

Marca

Band-Aid era originalmente o nome da marca de curativos adesivos que foi criada em 1920 por Earle Dickson, funcionário da empresa Jhonson & Jhonson.

Com a popularização, o termo passou a designar qualquer tipo de curativo que tivesse a capacidade adesiva, também conhecido como emplastro. Assim, o vocábulo também passou a ser escrito em letras minúsculas, pois perdeu a conexão direta com o substantivo próprio que lhe deu origem.

Quando ocorre esse fenômeno em que trocamos o nome do produto pelo da marca, temos a ocorrência de uma figura de linguagem chamada metonímia. Trata-se, de forma simplificada, da substituição de um termo por outro que esteja no mesmo campo de significação.

Confira nossa playlist completa sobre figuras de linguagem:

Estrangeirismo

As palavras estrangeiras podem ser incorporadas ao nosso vocabulário de duas maneiras: em sua forma original e por meio do aportuguesamento.

No caso dos vocábulos em análise, tivemos inicialmente a manutenção da grafia original (band-aid) e, mais recentemente, o advento da forma aportuguesada (bandeide).

Esse mesmo processo ocorreu com outros termos. Veja alguns exemplos abaixo:

Banco (bank), beisebol ou basebol (Baseball), basquete (basketball), bife (beef), blecaute (black-out), bangalô (bungalow), boxe (boxing), catchup (ketchup, também utilizada em sua grafia original),  cliclete (cliclet), clipe (clip), coquetel (cock-tall), debênture (debenture), escore (score), estresse (stress), esporte (sport), folclore (folklore), futebol (football), golfe (golf, também utilizada na grafia original), nailon (nylon), nocaute (knockout), piquenique (picnic), rali (rally), repórter (reporter), sanduíche (sandwich), suéter, (sweater), telefone (telephone), teste (test), tênis (tennis), time (team), uísque (whisky, também usada na grafia original), voleibol ou vôlei (volleyball), xampu (Shampoo, muitas vezes utilizada também na sua grafia original).

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua (link para um nova página do site) .

Lockdown: o que é isso?

A imagem mostra uma praça fechada e vazia. Em cima, está escrito: lockdown - significado e origem da palavra.
Entenda como utilizar esse estrangeirismo no seu texto

Com a crise do coronavírus, mais uma palavra foi incorporada ao nosso vocabulário: lockdown. Neste artigo, vamos explicar o significado e a origem do termo. Vamos lá!

Origem

A palavra vem do inglês antigo da união das palavras “loc” e “doun”. Até 1975, o termo definia o ato de manter prisioneiros em suas celas, mas hoje ele também indica diferentes protocolos de isolamento de pessoas em diversas situações para evitar algum perigo ou malefício.

A tradução literal da expressão para o português é confinamento ou bloqueio. Na atual conjuntura, ela vem sendo usada para denominar a estratégia de fechar uma região para interditar vias e proibir deslocamentos e viagens não essenciais. 

É uma das medidas mais extremas para conter a proliferação da Covid-19 e evitar o colapso do sistema de saúde.

Continue reading

O Que é Estrangeirismo e quais as palavras mais adotadas no nosso vocabulário?

A imagem mostra um quadro com vários nomes em inglês, como workshop, motivation, success, results, etc.
Imagem: Unist

A língua portuguesa teve suas origens no latim, assim como o italiano, francês, romano, espanhol e outras. E ela evoluiu ao longo dos anos juntamente com seus falantes. E podemos dizer, através de uma metáfora, que toda língua é um organismo vivo que está sujeito a constantes mudanças e adaptações.

Basta olhar registros de falantes de décadas ou centenas de anos atrás para perceber o caráter mutável e o fenômeno da transformação. E uma das formas que potencializam essas mudanças é a entrada de outras palavras através de falantes de outras línguas.

Esse fenômeno conhecido como estrangeirismo não é recente. Desde sempre as línguas se beneficiaram de palavras advindas de outros idiomas.

O Brasil, particularmente, agregou milhares de termos de línguas estrangeiras através da cultura e das pessoas que chegavam ao nosso país, fazendo com que o português falado no Brasil tivesse nuances que acabam por diferenciá-lo daquele falado em Portugal. E esses “empréstimos linguísticos” acabaram por acrescentar termos que enriqueceram nossa forma de se comunicar, apesar de alguns linguistas tradicionais olharem com cautela tal fato.

Um dos idiomas que mais contribuíram e ainda contribuem para a construção do nosso vocabulário é a língua inglesa. E apesar de existirem algumas diferenças entre o português e o inglês, nós incorporamos várias expressões utilizadas comumente em diversas áreas.

Isso se dá porque o inglês é a mais influentes das línguas faladas no mundo, sendo considerada a linguagem universal, assim como o francês já foi um dia.

As palavras e expressões são utilizadas em diversas áreas comuns: alimentação, hábitos, moda, comportamento, tecnologia e informática, comunicação e marketing, dentre outras.

Continue reading

Reveillon ou Réveillon?

Galicismo-francesismo

Qual a grafia correta?

Um novo ano se aproxima e com ele uma velha e recorrente dúvida: a grafia correta é reveillon ou réveillon? Para resolver essa questão, é necessário visitar a etimologia da palavra. Vamos lá!

O francês, como uma língua latina, influenciou muito o nosso português. Há várias palavras que até hoje são escritas da mesma forma como são grafadas na terra da Bastilha, como gourmet, debacle e réveillon. Este vocábulo vem do verbo réveiller, que significa acordar alguém do sono ou reanimar.

Dessa maneira, a expressão réveillon, por vários anos, passou a designar o ato de passar uma noite acordado para ver o sol nascer. Porém, a partir do século XIX, como explica o professor Sérgio Rodrigues, a  palavra passou a designar, primeiramente, a véspera de Natal e, posteriormente, a festa de Ano Novo.

Continue reading