Por Pedro Valadares

Tag: figuras de linguagem

Aliteração: o que é e quando usar?

A aliteração é um tipo de figura de linguagem fônica – também chamada de figura de som – e consiste na repetição de fonemas consonantais iguais ou semelhantes. Essa repetição ocorre, normalmente, no início de palavras de um verso ou de uma frase.

Veja a seguir um exemplo de aliteração com a repetição do fonema consonantal /v/:

Viola violeta violenta violada

Obvia vertigem…”

(Adélia Prado)

Agora, veja com os fonemas /p/, /d/ e /t/, que não são iguais, mas possuem uma semelhança fonética que realça a musicalidade do verso:

“Esperando, parada, pregada na pedra do porto”

(Chico Buarque)

O uso da aliteração

Esse recurso estilístico, apesar de ser muito mais utilizado nos poemas, também pode ser encontrado nos textos em prosa, nos provérbios e nos trava-línguas. No clássico livro “O burrinho pedrês”, de Guimarães Rosa, podemos encontrar exemplo de aliteração em prosa:

Boi bem bravo, bate baixo, bota baba, boi berrando… Dança doido, dá de duro, dá de dentro, dá direito… Vai, vem, volta, vem na vara, vai não volta, vai varando…”

(Guimarães Rosa)

Importante enfatizar que o que deve ser levado em consideração, portanto, é a pronúncia da palavra, e não a sua escrita. Para ilustrar, veja um exemplo com letras diferentes, mas que representam o mesmo fonema, o fonema /ʒ/:

“Toda gente homenageia Januária na janela.”

(Chico Buarque)

Perceba que o principal efeito causado por essa figura de linguagem é o reforço do ritmo que o autor pretende incutir à frase. Além disso, ela ajuda a enfatizar o significado central do texto, como no trava-língua a seguir:

“O rato roeu a roupa do rei de Roma.”

A aliteração em R enfatiza o a mensagem do texto, por exemplo, pois sugere o som do ator de roer.

Continue reading

Antítese – definição e exemplos

A antítese é um tipo de figura de pensamento, uma subcategoria das figuras de linguagem com foco em explorar mais as ideias e os conceitos do que as palavras em si ou a estrutura da frase.

Ela consiste, portanto, no emprego de duas palavras, expressões ou pensamentos que se opõem quanto ao sentido.

Antônimos

Na antítese, explora-se com frequência a aplicação de antônimos que não se contradizem, nem representam falta de lógica, como podemos ver nos exemplos a seguir:

– “O esforço é grande e o homem é pequeno.” (Fernando Pessoa)

“Quando a bola saía, entravam os comentários dos torcedores.” (Carlos Eduardo Novais)

“Como eram possível beleza e horror, vida e morte harmonizarem-se assim no mesmo quadro?” (Érico Veríssimo)

“A vida é mesmo assim / Dia e noite, não e sim.” (Lulu Santos e Nelson Motta)

Repare que as palavras de cada par (grande x pequeno, saía x entravam, beleza x horror, vida x morte, dia x noite, não x sim), ao mesmo tempo em que se opõem, também se reforçam.

É justamente esse realce de contrários que dá ênfase aos conceitos envolvidos e produz um efeito inusitado no texto, o que torna essa figura um poderoso recurso de estilo literário.

Continue reading

Onomatopeia – o que é e exemplos

A onomatopeia é uma figura de linguagem que consiste em utilizar palavras que reproduzem ou sugerem sons específicos. Esse recurso estilístico também é chamado de mimologia.

Neste artigo, vamos explicar melhor o conceito e apresentar exemplos de onomatopeias. Vejamos!

Origem do nome e modos de utilização

A onomatopeia é uma figura de som, ou seja, ela funciona na camada sonora da língua. O termo tem origem grega e significa “criar um nome”.

Esse recurso é muito utilizado na linguagem oral, em especial nas situações mais coloquiais. Na escrita, essa figura aparece muito nas histórias em quadrinho e nas charges.

Vejamos um caso prático de discurso onomatopeico na tirinha do Maurício de Sousa abaixo:

A tirinha mostra o personagem Cebolinha batendo um martelo em uma pedra. Ao lado, aparece a onomatopeia "tec, tec, tec".
Foto de divulgação retirada do site G1

O termo “tec” é um exemplo de onomatopeia. Ele reproduz o barulho da ferramenta ao bater na pedra.

Continue reading

Repetição e retórica: 15 figuras de linguagem para você usar

No campo da estilística, existem diversas formas de usar a repetição de palavras ou frases para melhorar sua argumentação. Neste artigo, vamos mostrar 15 figuras de linguagem desse tipo para você aprimorar seus textos.

1) Epizeuxe ou paliologia

A epizeuxe é uma figura de linguagem que, segundo o dicionário Michaelis, consiste na repetição da mesma palavra sem o uso da conjunção.

O objetivo é amplificar um argumento, exprimir compaixão ou fazer uma exortação.

Ex: Corra, corra, corra, que a aula já vai começar!

2) Epanáfora

Epanáfora é a repetição de uma mesma palavra no início de todas frases ou versos.

ex: A escrita é filha da leitura. A escrita é irmã da experiência. A escrita é gêmea da personalidade.

Continue reading

Clube da Luta: 3 estratégias narrativas para você usar no seu texto

Agilidade, agressividade e ironia: o livro Clube da Luta é um retrato de uma geração. Nele o autor, Chuck Palahniuk, usa uma série de estratégias narrativas que casam perfeitamente com o espírito da época digital que estamos vivendo.

Neste texto, separei três delas para você aplicar ao seu conteúdo.

1) PARATAXE

É uma figura de linguagem que consiste em usar várias frases curtas justapostas sem nenhum conectivo ligando uma a outra.

Esse recurso ajuda a dar mais dinâmica e ritmo ao texto. Veja um trecho abaixo:

“Troca feita. O filme continua. Ninguém na plateia tem ideia do que aconteceu” (p.30).

Continue reading

Eufemismo – o que é, quando usar, exemplos

O eufemismo é uma figura de linguagem que consiste em suavizar uma ideia negativa. O objetivo é substituir palavras mais chocantes e pesadas por outras mais suaves e agradáveis.

Neste artigo, vamos fazer uma análise completa desse recurso estilístico. Você vai entender:

  • Exemplos de uso do eufemismo;
  • Quando usar eufemismo;
  • Origem da palavra eufemismo;
  • Antônimo de eufemismo.

Vamos lá destrinchar essa figura de pensamento então!

Exemplos de eufemismo

Ex1: Ele foi morar no andar de cima (em vez de ele morreu).

Ex2: Aquele homem vive de caridade pública (em vez de “vive de esmola”).

Ex3: O meu amigo é desprovido de inteligência (em vez de “é burro”).

Ex4: Mário está mais cheinho (em vez de “está gordo”).

Ex5: O banco reajustou as taxas neste mês (em vez de “aumentou”).

Continue reading

Figuras de linguagem – método prático para usá-las nos seus textos

Este aprendizado mudou radicalmente minha forma de escrever. Se você ler até o final, com certeza, vai mudar a sua também.

Tem coisas incríveis que aprendemos e não fazemos ideia de como colocar em prática. Isso acontecia comigo com as figuras de linguagem.

Sempre achei o tema fascinante, mas não entendia como inserir no texto. Me parecia algo que só poetas eram capazes de fazer.

Até que descobri um macete prático para resolver esse problema. Hoje vou mostrar pra você como é fácil.

O método

Primeiro, você deve escrever o conteúdo mais cru, sem se preocupar com as figuras de linguagem. Veja o exemplo abaixo:

Ex: A leitura constante melhora a escrita.

A partir daqui, acrescentamos algumas figuras de linguagem. Vamos começar pela apóstrofe (um chamamento ao leitor no início ou no meio do texto).

Ex: Atenção, produtores de conteúdo! A leitura constante melhora a escrita.

Agora, vamos colocar uma metáfora para reforçar o argumento.

Ex: Atenção, produtores de conteúdo! A leitura constante melhora a escrita. Cada livro é uma janela que se abre na sua mente.

Já tá com outra cara, né? Mas cabe ainda uma prosopopeia (atribuição de ações humanas a objetos inanimados).

Ex: Atenção, produtores de conteúdo! A leitura constante melhora a escrita. Cada livro é uma janela que se abre na sua mente. As histórias que as páginas contam enriquecem seu repertório.

Pronto! Agora temos um parágrafo com um argumento central apoiado por três figuras de linguagem. É esse o papel da estilística.

Pratique

Esse método de gramática aplicada ao texto é o que eu uso no meu curso e também nos meus textos.

É super prático. É como montar uma árvore de Natal. Você vai escolhendo os enfeites que a deixam mais bonita.

Que tal praticar? Montamos uma playlist completa sobre várias figuras de linguagem. Escolha uma e tente inserir no seu texto.

Continue reading

© 2021 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑