Por Pedro Valadares

Tag: frase

Qual a diferença entre frase, oração e período?

Frase-oracao-periodo

Qual a diferença entre frase, oração e período? Segundo Celso Cunha e Lindley Cintra, na Nova Gramática do Português Contemporâneo, essas três construções possuem características distintas.

Neste artigo, vamos explicar cada uma delas. Vejamos!

Frase

Frase é um enunciado com sentido completo. Cunha e Cintra explicam que as frases podem ser constituídas de:

a) Apenas uma palavra:

ex: Fogo! e Cuidado!

b) De muitas palavras, entre as quais pode ou não estar um verbo:

ex. com verbo: Por um tempo, vivi em Minas Gerais.

ex sem verbo: Ó vida! Ó azar! Ó sorte!

Tipos de frase

Existem cinco tipos principais de frases:

1) Frase declarativa: não apresentam uma entonação diferenciada. Em geral, representam uma afirmação ou uma negação e são finalizadas por ponto final.

ex: Hoje não vou trabalhar.

2) Frases imperativas: indicam uma ordem e trazem um verbo no imperativo. Na maioria das vezes, são finalizadas por ponto de exclamação e devem ser lidas com entonação enfática.

ex: Traga o carro agora!

3) Frases exclamativas: possuem uma entonação mais expressiva e eloquente. De maneira geral, são finalizadas por ponto de exclamação ou reticências.

ex: Que susto!

4) Frases interrogativas: caracterizam-se pela entonação de pergunta e por serem finalizadas por ponto de interrogação.

ex: Quando começam as aulas?

5) Frases optativas: são utilizadas para indicar uma desejo ou uma vontade.

ex: Que essa pandemia termine logo!

Oração

A oração é uma construção linguística marcada pela presença de um verbo ou de uma locução verbal. Diferentemente da frase, ela não precisa ter sentido completo.

ex: O dia decorreu sem grandes adversidades.

ex²: Ele havia dito a mesma coisa ontem.

Em regra, as orações são marcadas pela presença de um sujeito e de um predicado.

OBS: Quando o verbo estiver subentendido, também há uma oração. ex: No vestido, flores de todas as cores. (No vestido, [havia] flores de todas as cores).

Tipos de oração

Existem dois tipos principais de orações:

1) Oração subordinada: é aquela que não possui  sentido completo, ou seja, ela não é sintaticamente independente. Em um período composto, ela complementa o sentido da oração principal.

ex: Ele andava por aí caindo de bêbado.

2) Oração coordenada: é aquele que possui sentido completo e assim é sintaticamente independente. Em períodos compostos, as orações coordenadas estabelecem uma relação de complementariedade, e não de hierarquia.

ex: Chegou cedo e saiu tarde.

Período

O período é a frase organizada em uma ou mais orações. Como configura uma unidade sintática, ele necessariamente tem que possuir sentido completo.

Tipos de período

Existem dois tipos de períodos:

a) Simples: são aqueles constituídos quando por apenas uma oração.

ex: Ele chegou ontem de manhã.

b) Compostos: são aqueles formados por duas ou mais orações.

ex: Ele chegou ontem de manhã, mas viajou novamente no final da tarde. (Perceba que há dois verbos, logo duas orações).

Como vimos acima, os períodos compostos podem ser formados por coordenação (duas ou mais orações coordenadas), por subordinação (uma oração principal e outra subordinada) ou pelos dois processos.

Resumo

Para ajudar a fixar os conceitos, preparamos um resumo no quadro abaixo:

Precisa ter verbo? Precisa ter sentido completo?
Frase Não Sim
Oração Sim Não
Período Sim Sim

*

Gostou do texto? Então, vale a pena ler também:

10 dicas para uma redação nota mil

O texto de hoje é para o leitor Dantas Daniel, que pediu para falarmos sobre dicas para redação. Então, listamos aqui 10 pontos para quem quer escrever melhor:

1) Prefira a ordem direta – Sujeito – Verbo – Complemento

Claro que, em alguns casos, pode haver uma inversão dessa ordem para fins estilísticos. Contudo, o ideal é dar preferência à ordem direta, porque facilita o entendimento da mensagem.

2) Uma frase, uma ideia

Tentar falar tudo em uma frase só é um problema sério, pois se corre o risco de perder a linha discursiva e de confundir o leitor. Então, opte, na maior parte das vezes, por orações e frases mais sucintas.

Além disso, evite a todo custo o chamado parágrafo frasal, aquele que é formado por apenas um período. Além de complicar a compreensão do leitor, esse tipo de construção prejudica a coesão e a coerência do texto.

3) Parágrafos de, no máximo, sete linhas

Essa dica segue a mesma linha da anterior. Parágrafos muito longos passam a imagem de que o autor é prolixo. Além disso, é mais cansativo, visualmente, para o leitor ver blocos imensos de textos.

Lembre-se também de escrever pelo menos três períodos por parágrafo.

Continue reading

© 2021 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑