Por Pedro Valadares

Tag: hífen (Page 1 of 2)

Público-alvo x Público alvo – tem hífen?

Afinal de contas, a forma correta é público-alvo ou público alvo? A expressão tem ou não tem hífen? Neste artigo, vamos acabar com essa dúvida e também vamos mostrar qual o plural desse substantivo composto. Vejamos!

Formação da palavra

O termo público-alvo tem hífen, porque se trata de um substantivo composto formado por composição e justaposição.

Como explicam Celso Cunho e Lindley Cintra:

A composição consiste em formar uma nova palavra pela união de dois ou mais radicais. A palavra composta representa sempre uma ideia única e autônoma, muitas vezes dissociada das noções expressas pelos seus componentes.

Nova Gramática do Português contemporâneo, 5ª ed., p. 119

Os gramáticos explicam que uma das formas de composição é a justaposição. Ela ocorre quando os elementos são simplesmente justapostos, conservando cada qual sua integridade.

Perceba que a expressão público-alvo possui um significado próprio, diferente do das palavras que a formam. O termo indica um segmento específico dentro de um conjunto de pessoas.

Ex: O público-alvo daquela campanha era composto de mulheres com idade entre 25 e 45 anos que moravam em São Paulo.

Outros exemplos de palavras formas por combinação e justaposição são: beija-flor, matéria-prima, pé-de-meia, bate-papo, bem-me-quer, segunda-feira.

Continue reading

Teletrabalho ou Tele-trabalho – tem hífen?

Afinal de contas, o correto é teletrabalho ou tele-trabalho? Tem ou não tem hífen? Neste artigo, vamos acabar com essa dúvida. Vejamos!

Reforma Ortográfica

Com o Acordo Ortográfico, só devemos usar o hífen com o prefixo “tele” quando ele estiver acompanhado de palavras iniciadas com as letras “e” e “h”.

Ex: Tele-entrega, tele-educação, tele-hamburger.

Nos demais casos, não se usa o hífen. É exatamente esse o caso do substantivo compostoteletrabalho“. Nessa situação, a prefixo se acopla ao vocábulo seguinte.

Ex: Em tempos de isolamento social, muitas pessoas fazem teletrabalho.

Outros casos que se encaixam nesta regra: telepizza, teleconferência, telecomunicação, entre outros.

Vale ressaltar que, quando a segunda palavra começar com “r” ou “s”, essas letras devem ser dobradas.

Ex: telesserviço e telerreserva.

Continue reading

Caixa-preta x Caixa preta – qual a diferença?

A imagem mostra um avião. Em cima, está escrito: caixa-preta ou caixa preta: qual a forma correta?

O que tem dentro de um avião é uma caixa preta ou uma caixa-preta? Neste artigo, vamos tirar essa dúvida e explicar a diferença entre as duas expressões. Vejamos!

Caixa-preta

A expressão caixa-preta, com hífen, indica o sistema de registro de voz e dados dos aviões, que é muito utilizado para desvendar as causas de acidentes aéreos.

Ex: Os bombeiros encontram a caixa-preta da aeronave.

Nesse caso, estamos diante de um substantivo composto formado por justaposição. Isso ocorre quando a união de duas palavras dá origem a um novo vocábulo com significado distinto.

Nessa situação, o hífen é obrigatório, como ocorre em outros termos como: saia-justa, abaixo-assinado, beija-flor, arco-íris, couve-flor, entre outros.

Continue reading

Pé-de-meia x Pé de meia – tem hífen?

A imagem mostra uma meia cheia de moedas. Em cima há uma tarja preta, onde está escrito: "pé-de-meia x pé de meia: qual a forma correta"?

Afinal, o correto é pé de meia ou pé-de-meia? As duas formas são possíveis na língua portuguesa, mas têm significados distintos. Neste artigo, vamos explicar quando usar cada uma. Vejamos!

Pé-de-meia

Quando a expressão indica um dinheiro que uma pessoa tem guardado, uma poupança, ela tem hífen.

Ex: Estou fazendo um pé-de-meia para a minha aposentadoria.

Trata-se de uma exceção à regra trazida pelo Acordo Ortográfico. A Base XV da Reforma (que trata do uso do hífen em compostos, locuções e encadeamentos vocabulares) diz que:

Nas locuções de qualquer tipo, sejam elas substantivas, adjetivas, pronominais, adverbiais, prepositivas ou conjuncionais, não se emprega em geral o hífen.

Ponto 6 da Base xv do acordo ortográfico de 1990.

Marquei o “em geral” ali exatamente para mostrar que há casos que fogem a essa regra. Além de pé-de-meia, temos as seguintes exceções, que, segundo o documento, são casos consagrados pelo uso:

  • arco-da-velha;
  • mais-que-perfeito;
  • cor-de-rosa;
  • água-de-colônia.

Também continuam com hífen as locuções que representam espécies botânicas e zoológicas: cana-de-açúcar, mico-leão-dourado, pimenta-do-reino, peixe-boi, entre outras.

As demais locuções seguem a regra geral. É por isso, por exemplo, que pé de moleque perdeu o hífen.

Continue reading

Por-do-sol, pôr-do-sol, por do sol ou pôr do sol?

A imagem mostra o sol se pondo em algum local desconhecido.
Tem hífen? Tem acento?

Afinal de contas, qual a forma correta de escrever essa expressão? Como ficou o uso do hífen e do acento com a Reforma Ortográfica? Neste artigo, vamos acabar com essas dúvidas. Vamos lá!

Com acento e sem hífen

A forma correta é pôr do sol, com acento circunflexo e sem hífen. Antes do Acordo Ortográfico começar a viger, a locução era escrita com hífens.

Contudo, desde 2016, a única grafia aceita é essa acima, sem o uso dos famosos tracinhos.

Isso ocorre, porque a mudança aboliu a maioria dos hífens em locuções, sejam elas substantivas, pronominais, adjetivas, conjuncionais, adverbiais ou prepositivas.

ex: O pôr do sol da minha cidade é o mais bonito que já vi.

Continue reading

Banho maria x Banho-maria – tem hífen?

O correto é banho maria ou banho-maria?

O processo de cozinhar um alimento sem deixar que a panela tenha contato direto com o fogo é conhecido como banho-maria. Ou seria banho maria?

Neste artigo, vamos ver se a expressão tem ou não tem hífen. Vamos lá!

Sentido completo

Quando a combinação de dois termos que possuem sentido próprio der origem a uma outra palavra com significado próprio, devemos usar o hífen.

É exatamente o caso da expressão banho-maria. O termo tem um sentido totalmente diferente das palavras que o compõe (“banho” e “maria”).

ex1: Márcia fez aquele pudim em banho-maria.

ex2: Banho-maria é uma ótima técnica para fazer doces.

Continue reading

Vídeo-conferência x Videoconferência – tem hífen?

Afinal de contas, o correto é videoconferência ou vídeo-conferência? Tem ou não tem hífen? Neste artigo, vamos acabar com essa dúvida. Vamos lá!

Composição

A palavra “vídeo”, quando é um elemento de composição, ou seja, quando participa da formação de um substantivo composto, não pede o hífen.

ex1: Hoje em dia, ninguém mais compra videocassete.

ex2: Meu irmão é dono de um videoclube.

ex3: A reunião foi realizada por videoconferência.

Justaposição

A palavra videoconferência é formada por um processo chamado composição por justaposição.

Nesse caso, a junção das palavras ocorre sem que haja alteração de seus elementos formadores, ou seja, elas mantêm a mesma ortografia.

Gostou do texto? Então, vale a pena assistir ao vídeo no qual explicamos se o correto é sócio-cultural ou sociocultural:

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua (link para um nova página do site) .

Matricule-se agora no nosso curso “Português para produtores de conteúdo” (link para um novo site).

Superministério x Super-ministério – qual a forma correta?

Quando usar o hífen com o prefixo super? Neste artigo, vamos resolver essa dúvida e verificar se a grafia correta é superministério ou super-ministério. Vamos lá!

Reforma Ortográfica

Segundo a base XVI do Acordo Ortográfico, usa-se o hífen se a primeira letra da palavra for igual à última letra do prefixo ou se o termo começar coma letra H.

ex1: O ponto fraco do super-homem era a criptonita.

ex2: Aquela parede era super-resistente.

Continue reading

Hífen com o prefixo SUPER – quando usar?

Usa-se hífen com palavras iniciadas com prefixo "super" se o termo posterior começar com H ou R. Ex: Super-homem, super-herói, super-habilidade, super-requintado, super-real, super-resistente, etc. ✔ Nos demais casos, não há hífen. Ex: Supersalário, superbactéria, superfaturado, supermercado, superlotado, supermãe, superaquecido, etc. #DescriçãoDaImagem A imagem mostra os desenhos de três super-heróis: Mulher Maravilha, Wolverine e Batman. #TextoDaImagem Hífen com prefixo "super". #português #gramática #educação  #aprendizado #estudo #trabalho #empreendedorismo #concurso #concursopúblico #escola #faculdade #vestibular #enem #dicas #escrita #língua #linguagem #clubedoportuguês #correntedobem #boanoite

A post shared by Clube do Português (@clubedoportugues) on

O uso do prefixo super sempre gera muitas dúvidas. Afinal de contas, os substantivos compostos com esse termo devem ou não ser separados com hífen? Neste artigo, respondemos esta questão. Vamos lá!

Com hífen

Usa-se hífen com palavras iniciadas com prefixo “super” se o termo posterior começar com H ou R.
Ex: Super-homem, super-herói, super-habilidade, super-requintado, super-real, super-resistente, etc.

Continue reading

Mau humor x Mau-humor – qual a maneira correta?

A forma correta é mau humor, sem hífen. Isso porque  o adjetivo "mau" e o substantivo "humor" são duas palavras independentes, que não se unem para formar um novo vocábulo. ⚠ATENÇÃO! A palavra "mal-humorado" tem hífen. O Acordo Ortográfico estabelece que o hífen deve ser utilizado em compostos que comecem com o advérbio "mal", quando a segunda palavra começar por vogal, "h" ou "l". Ex: Mal-educado, mal-estar, "mal-afortunado", "mal-limpo". #DescriçãoDaImagem A imagem mostra uma menina emburrada, cruzando os braços. #TextoDaImagem Mau humor ou mau-humor? #português #gramática #educação  #aprendizado #estudo #trabalho #empreendedorismo #concurso #concursopúblico #escola #faculdade #vestibular #enem #dicas #escrita #língua #linguagem #clubedoportuguês #correntedobem #boanoite

A post shared by Clube do Português (@clubedoportugues) on

O correto é mau humor ou mau-humor? Tem ou não tem hífen? Neste artigo, explicamos a grafia correta da palavra e como funciona sua formação. Vamos lá!

Independente

A forma correta é mau humor, sem hífen. Isso porque o adjetivo “mau” e o substantivo “humor” são duas palavras independentes, que não se unem para formar um novo vocábulo.

ex: Maria acordou de mau humor e brigou com o irmão.

Continue reading

« Older posts

© 2020 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑