Língua Portuguesa e Literatura

Tag: homônimos

Sede x Cede – quando usar cada um?

As palavras sede e cede existem na língua portuguesa, mas têm significados bem distintos. Neste artigo, vamos explicar quando usar cada um dos termos. Vejamos!

Quando usar sede?

O substantivo feminino sede tem dois sentidos diferentes. Quando pronunciada com o primeiro “e” fechado (“sêde”), a palavra indica a vontade de beber alguma coisa:

  • Depois da corrida, o atleta estava morrendo de sede.
  • Água de coco é ótimo para matar a sede.

Quando pronunciada com o primeiro “e” aberto (“séde”), a palavra denomina o prédio ou estabelecimento principal de uma instituição:

  • Os torcedores invadiram a sede do clube para comemorar o título.
  • A sede desta empresa fica em São Paulo e suas filiais no Rio de Janeiro e em Recife.

Vale mencionar que o vocábulo também pode atuar como conjugação do verbo sedar na primeira pessoa do singular do presente do subjuntivo ou na terceira pessoa do singular do imperativo:

  • É preciso que eu sede o paciente antes da cirurgia. (subjuntivo)
  • Sede o paciente antes da cirurgia. (imperativo)
Continue reading

Manha x Manhã – quando utilizar cada palavra?

Tanto a palavra manha quanto a palavra manhã existem na língua portuguesa. Elas, contudo, têm significados bem distintos. Neste artigo, vamos mostrar quando utilizar cada uma. Vejamos!

Quando usar manhã?

A palavra manhã, com til, é um substantivo feminino que indica o período do dia que vai do nascer do sol até o meio-dia. Vejamos alguns exemplos de uso desse termo:

  • Mauro saiu para o trabalho logo pela manhã.
  • De manhã cedo, as ruas aqui do bairro estão vazias.
  • A manhã é meu período do dia preferido.

No sentido figurado, o vocábulo também pode indicar o princípio ou o surgimento de algo:

  • Aquela manifestação foi a manhã de uma mudança política que estava por vir.

De acordo com o dicionário Aulete, a palavra vem do latim vulgar maneana, que significa “em hora matutina ou cedo”.

Continue reading

80 pares de parônimos e homônimos

A Língua Portuguesa tem algumas peculiaridades. Uma delas são as palavras que possuem grafias iguais ou parecidas, mas significados diferentes.

Há casos em que o sentido é até mesmo contrário. Esses casos são conhecidos como homônimos e parônimos. Vejamos mais detalhadamente esses conceitos.

Homônimos

Homônimos são palavras iguais com sentidos diferentes. Eles se dividem em três categorias:

  • Homônimos perfeitos: têm grafias e som iguais. Ex: manga (de camisa) e manga (fruto) ou bote (o bote da cobra) e bote (tipo de barco).
  • Homônimos homógrafos: têm a mesma grafia, mas a pronúncia é diferente. Ex: Ele (pronome) e Ele (letra ‘L’) ou almoço (refeição) e almoço (verbo: eu almoço).
  • Homônimos homófonos: têm a mesma pronúncia, mas a grafia é distinta. Ex: sessão (de cinema) e seção (departamento de loja) ou senso (bom senso) e censo (levantamento de dados).

Parônimos

Os parônimos, por sua vez, são palavras similares na grafia e/ou na pronúncia. Vejamos abaixo alguns exemplos:

  • Absolver (perdoar) e absorver (aspirar)
  • Apóstrofe (figura de linguagem) e apóstrofo (sinal gráfico)
  • Aprender (tomar conhecimento) e apreender (capturar)
Continue reading

Maça, maçã e massa – quando utilizar cada termo?

As palavras maça, maçã e massa existem na língua portuguesa, mas possuem significados distintos. Neste artigo, vamos mostrar quando e como utilizar cada termo.

Maça

Maça é um substantivo feminino que indica um bastão de metal ou madeira. Esse instrumento pode ser usado como uma arma (uma clava) ou como um elemento ornamental (veja na imagem abaixo a maça cerimonial britânica).

O imagem mostra um senhor segurando a maça cerimonial britânica.
Fonte da imagem: Site Renacença
Continue reading

Conselho x Concelho – qual a diferença?

Conselho ou concelho: qual a forma correta? As duas palavras existem na língua portuguesa. Neste artigo, vamos explicar o significado de cada uma. Vejamos!

Conselho

Conselho, escrito com “s”, é um substantivo masculino abstrato que significa opinião ou aviso. A palavra vem do latim consilium. Vejamos alguns exemplos de uso desse termo:

  • Os filhos devem ouvir os conselhos do pais.
  • O mestre deu vários conselhos para o aprendiz.

Conselho também pode designar um corpo de pessoas. Por exemplo, Conselho Nacional de Saúde, Conselho Nacional de Justiça, conselho de lordes, conselho de classe, etc.

Continue reading

Segmento x Seguimento – qual a diferença?

Afinal de contas, qual a diferença entre as palavras seguimento e segmento? Neste artigo, vamos tirar essa dúvida e mostrar a definição de cada um dos termos. Vamos lá!

Homônimos homófonos

Existem palavras que possuem o som igual, mas grafia diferente. Esse grupo de vocábulos é chamado de homônimos homófonos. O termo homófono vem do grego homo (igual, similar) e fono (som).

É exatamente o que acontece com as palavras seguimento e segmento. Apesar da pronúncia ser idêntica, elas possuem significados distintos. Vejamos!

Continue reading

Cegar x Segar – qual a diferença entre as duas palavras?

Tanto cegar quanto segar estão corretos. Contudo, os verbos têm significados bem diferentes. Neste artigo, apresentaremos a definição de cada um e explicaremos quando os utilizar. Vamos lá!

Cegar

É o ato de tornar cego, de tirar ou de perder a visão.

ex¹: O ciúme cegou Rui. Ele já não conseguia ver as qualidades da esposa.

ex²: As fagulhas dos fogos de artifícios podem cegar alguém.

Continue reading

Coritiba x Curitiba – qual a forma correta?

As duas palavras possuem significados distintos

Entenda a diferença entre os dois vocábulos.

Qual a maneira certa de grafar a palavra: Curitiba ou Coritiba? As duas formas estão corretas, mas representam coisas distintas. Neste artigo, explicamos melhor. Vamos lá!

Curitiba

A palavra Curitiba, escrita com a letra U, é o nome da capital do estado do Paraná.

ex: O sistema de transporte público de Curitiba é um dos mais eficientes do país.

Continue reading