Por Pedro Valadares

Tag: língua portuguesa (Page 1 of 6)

Língua Portuguesa na BNCC – tudo que você precisa saber

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) define os conhecimentos e as habilidades que todos os alunos devem desenvolver no período escolar. Logo, ela abarca toda a Educação Básica, que vai desde a Educação Infantil até o Ensino Médio.

A BNCC é dividida em quatro áreas do conhecimento: Matemática, Linguagens, Ciências Humanas e Ciências da Natureza. Ela também dialoga com documentos já existentes na nossa educação, como os PCNs – Parâmetros Curriculares Nacionais, e traz como grande novidade a introdução das tecnologias digitais e seu impacto no ensino-aprendizagem da língua.

Promulgada em dezembro de 2017, a versão final do documento é resultante de quatro anos de debates com vários setores envolvidos na educação. Por ser um documento oficial do Ministério da Educação (MEC), tem força de lei e precisa ser cumprida.

A Língua Portuguesa na BNCC

A Língua Portuguesa é um dos componentes da área de Linguagens da BNCC, que também conta com Educação Física, Arte e Língua Estrangeira Moderna. Quando falamos de linguagem, falamos de comunicação, a qual pode se dar de forma oral e escrita, mas também por meio de linguagem corporal, linguagem de sinais, linguagem artística etc.

Por essa razão, a BNCC propõe um ensino de Língua Portuguesa centrado no texto, pois por meio dele é possível trabalhar todos os eixos da esfera linguística. Agora, as aulas de Língua Portuguesa devem contemplar novos gêneros textuais, como os gêneros digitais, e os campos de atuação possuem práticas de linguagem.

As práticas da linguagem são:

– Oralidade;

– Leitura/escuta;

– Produção de texto;

– Análise linguística/semiótica.

Continue reading

Sem crase antes de pronome indefinido

crase + indefinido

A crase é, via de regra, o encontro entre o artigo definido ‘a’ e preposição ‘a’.  Dessa forma, antes de pronomes indefinidos (algum, muitos, pouco, pouca, nenhum etc) NÃO há crase.

Ex1: Fui a algum restaurante em São Paulo.

Ex2: Não assisti a nenhuma partida da última rodada do campeonato brasileiro.

Gostou deste post? Aprofunde ainda mais seus conhecimentos com nosso guia completo da crase.

Veja mais:

O que é um pronome indefinido?

Costumar x Acostumar

Costumar-x-acostumar

Apesar de serem muito parecidas e serem usadas (erroneamente) como sinônimas, as palavras costumar e acostumar possuem significados distintos. Pode-se dizer que elas descrevem partes de um mesmo processo, que é adquirir e conviver com um hábito. Vejamos!

Acostumar

Significa adquirir um hábito.

ex¹: Com o tempo, acostumei-me a caminhar todos os dias.

Perceba que aqui falamos de um processo que foi se consolidando no decorrer do tempo.

ex²: Não me acostumo a esse clima frio.

Observe que a frase fala sobre a recusa de desenvolver um hábito ou gosto.

Continue reading

Adjunto adverbial deslocado deve ser separado por vírgula

Descrição da imagem: fundo de liso onde está escrito:

Descrição da imagem: fundo de liso onde está escrito: “Vírgula: adjunto adverbial deslocado”.

Quando o adjunto adverbial de longa extensão está deslocado de sua posição normal na frase, devemos usar a vírgula. Neste artigo, vamos explicar melhor como funciona essa regra de pontuação. Vamos lá!

Ordem direta

Antes de avançarmos, vale relembrar que a ordem direta segue a seguinte sequência:

  • Sujeito + Verbo + Complemento Verbal;
  • Sujeito + Verbo de ligação + Predicativo. 

Em geral, quando há alguma alteração nessa ordem natural da frase, ela deve ser marcada por vírgula.

ex: Ontem no final da tarde, saímos para jantar.

Continue reading

Adjetivos: uniformes x biformes

De acordo com a flexão de gênero, os adjetivos dividem-se em uniformes e biformes. Neste artigo, vamos explicar esses dois conceitos e dar exemplos. Vejamos.

Uniformes

São aqueles que não flexionam indiferentemente do substantivo que qualificam.

ex: O menino estava alegre.

ex¹: A menina estava alegre.

__

ex²: O rapaz estava doente.

ex³: A moça estava doente.

Continue reading

Reveses x Revezes

Reveses-x-Revezes

Parônimos são palavras que têm grafia ou som igual ou similar, mas significados diferentes. Um exemplo é o par reveses e revezes. Nesse caso,  temos um caso de parônimos homófonos, ou seja, possuem pronúncia idêntica, mas são escritas de maneira distintas. Vejamos o significado de cada uma.

Reveses

Trata-se do plural de revés.

ex: Na vida, precisamos saber superar os reveses e seguir em frente.

Fonte: https://www.priberam.pt/dlpo/reveses

Fonte: https://www.priberam.pt/dlpo/reveses

Continue reading

Continuidade x Continuação

Muita gente utiliza os vocábulos continuidade e continuação como sinônimos. Contudo, eles possuem sentidos distintos e devem ser utilizados em contexto diferentes.

Para acabar com as dúvidas, preparei um infográfico exclusivo.

Continuidade x Continuação 1

Veja mais:

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Conheça os benefícios de uma boa revisão de texto –https://clubedoportugues.com.br/revisao-de-texto/

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidashttps://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

 

Agente x A gente – qual a diferença?

Agente x A gente

Um erro comum, que vem se proliferando pelas redes sociais, é a confusão entre os termos agente e a gente. A primeira palavra é um substantivo e a segunda um pronome.

Neste artigo, vamos explicar como e quando usar cada uma das expressões.

A gente

A gente é uma locução pronominal que equivale a pronome reto nós. Contudo, a concordância verbal deve ocorrer na terceira pessoa do singular.

Exemplos:

  • A gente tem que decidir o melhor caminho a seguir.
  • Se a gente quiser, podemos sair mais cedo amanhã.
  • Você pode ir com a gente para a festa.

Continue reading

As milhares ou os milhares de pessoas?

Os milhares ou as milhares?

Os milhares ou as milhares?

Afinal de contas, milhares é feminino ou masculino? De acordo com o dicionário Houaiss, “milhar” é um substantivo masculino. Logo a forma correta do plural é “os milhares”.

Ex¹: Os milhares de pessoas que estavam lá assistiram à cena com espanto.

Ex²: Os milhares de meninas que sofrem com machismo devem contar com suporte especializado.

Veja mais:

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua
http://eepurl.com/b5exUr

Conheça os benefícios de uma boa revisão de texto –https://clubedoportugues.com.br/revisao-de-texto/

Veja mais no nosso canal do Youtubehttps://goo.gl/VhBR7o

Envie suas dúvidashttps://clubedoportugues.com.br/tire-suas-duvidas-2

« Older posts

© 2021 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑