Língua Portuguesa e Literatura

Tag: mas

5 erros de português que você não pode mais cometer

Há erros que são muito comuns na língua portuguesa e que prejudicam a clareza do texto e a credibilidade do autor. Por isso, neste artigo, vamos listar cinco deslizes recorrentes que você não pode mais cometer na sua escrita. Vejamos!

1) Trocar A GENTE por AGENTE

A gente é um pronome. Já agente é um substantivo.

ex¹: A gente foi junto ao show ontem.

ex²: O agente da polícia federal prendeu o suspeito.

Ademais, vale ressaltar que agente é um termo comum de dois gêneros. Isso significa que a distinção entre feminino e masculino acontece pelo uso do artigo (o agente x a agente).

2) Escrever MAIS no lugar de MAS

Mais é um advérbio de intensidade (é o contrário de “menos”). Já mas é conjunção adversativa (sinônimo de porém, contudo, entretanto, todavia).

ex¹: Ele é mais forte do que eu.

ex²: Eu ia correr, mas começou a chover.

3) Confundir por que, porque, por quê e porquê

Cada uma dessas expressões deve ser usada em ocasiões distintas.

Por que – é sinônimo de “por qual motivo” ou “pelo qual”. Esse termo é muito utilizado nas perguntas:

  • Por que ele não veio ontem?
  • Esse é o caminho por que passeio hoje pela manhã.

Porque – é sinônimo de “pois”. Em geral é utilizado nas respostas.

  • Ele não veio ontem, porque estava doente.

Por quê – é um pronome interrogativo utilizado, em geral, no final das perguntas, seguido de um sinal de pontuação:

  • Ele não veio ontem por quê?

Porquê – é um substantivo. Em regra, é sempre acompanhado por um artigo, por um numeral ou por um pronome adjetivo:

  • Eu quero saber o porquê de ele não ter vindo ontem.

Veja um resumo do uso dos porquês no vídeo abaixo:

Continue reading

3 dicas para melhorar seu texto imediatamente

Neste artigo, darei três dicas práticas e imediatamente aplicáveis para você melhorar seu texto. Vamos lá!

1) Evite parágrafos com mais de cinco linhas

Em parágrafos muito longos, você corre o risco de ser prolixo e também de cometer mais erros.

Além disso, esteticamente, é desagradável para o leitor ler um bloco enorme de texto. O ideal é um parágrafo para cada ideia ou argumento.

2) Evite começar frases com ‘mas’ e ‘e’

As conjunções mas e são utilizadas para conectar frases. Assim, não é recomendável que elas iniciem as orações.

Isso não é uma regra absoluta. Há sim casos nos quais é possível que esses dois elementos venham no início da sentença. Se você tiver concluído a frase anterior e tiver iniciando um novo argumento, você pode sim utilizar mas e logo de cara.

Contudo, isso não é lá muito comum e, na norma culta, o ideal é que se evite esse artifício.

No caso do mas, você pode optar por outras conjunções como contudo, porém e todavia.

Continue reading

Vírgula com “mas” – quando utilizar?

Na maior parte dos casos, a vírgula antes “mas” é obrigatória. No entanto, há situações em que a vírgula é facultativa e até mesmo proibida. Neste artigo, vamos explicar todas as regras. Vejamos!

Quando a vírgula com “mas” é obrigatória?

O uso da vírgula é obrigatório quando “mas” assume a função de advérbio ou de conjunção adversativa.

“Mas” como conjunção adversativa

Quando “mas” é uma conjunção adversativa — ou seja, quando expressar uma ideia de oposição ou contraste —, deve ser precedido de vírgula.

  • Ele chegou atrasado, mas conseguiu entrar;
  • João não disse, mas estava, sim, com fome;
  • Nós fomos premiados, mas não estamos felizes;
  • Gostaria de ir ao shopping, mas estou sem dinheiro.

Além de “mas”, existem outras conjunções e locuções conjuntivas adversativas. Entre elas, podemos citar: contudo, porém, entretanto, todavia, ainda assim, apesar disso, no entanto, etc. Todas devem ser precedidas de vírgula.

  • Nós fomos passar o fim de semana na praia, mas o sol não apareceu;
  • Nós fomos passar o fim de semana na praia, contudo o sol não apareceu;
  • Nós fomos passar o fim de semana na praia, porém o sol não apareceu;
  • Nós fomos passar o fim de semana na praia, no entanto o sol não apareceu.

Mas como advérbio

A vírgula também deve ser empregada quando “mas” for um advérbio, usado para reforçar o que já foi dito.

  • Fiquei desapontada, mas muito desapontada com o seu comportamento;
  • Ele é tão, mas tão carinhoso comigo!;
  • A comida estava gostosa, mas gostosa em um nível absurdo!
Continue reading

5 erros bobos de português que te farão pagar mico

A era da comunicação digital deixou tudo mais dinâmico. Contudo, muitas vezes, vacilamos na escrita e acabamos fazendo papel de bobo. Neste artigo, listamos aqui 5 erros recorrentes que você deve evitar de qualquer maneira.

1) Confundir “mas” com “mais”

Mas = porém, contudo, entretanto, todavia.

Ex: Eu queria ir à festa, mas estou sem dinheiro.

Mais = oposto de menos.

Ex: Hoje está mais frio que ontem. Continue reading