Por Pedro Valadares

Tag: partícula expletiva

Funções e usos do “como”

O vocábulo como, da mesma forma que diversos outros vocábulos da língua portuguesa, apresenta muitas classificações morfológicas e sintáticas.

Para identificar corretamente a sua classificação, é indispensável analisar o contexto em que está inserido. Portanto, veja abaixo as classificações possíveis para o vocábulo como, além de suas variações semânticas.

1. Substantivo

O como será substantivo sempre que aparecer acompanhado de algum determinante (artigo, adjetivo, pronome ou numeral). Neste caso, poderá exercer todas as funções sintáticas próprias de substantivo.

– Já sabemos tudo sobre o como. Estamos prontos para a prova!

– Este “como” está ambíguo.

Continue reading

Funções do ‘que’ (parte 1)

menino negro

Veja algumas funções da palavra QUE

É impossível escrever sem utilizar a palavra “que”. Ela tem uma variedade de funções na língua portuguesa e, nesse texto, vou falar sobre elas. Vamos lá!

Substantivo

O que é substantivo quando está acompanhado de um artigo. Nesse caso, ele sempre será acentuado.

ex: Ela tem um quê de cozinheira.

Pronome adjetivo

Nessa situação, ele pode ser interrogativo, exclamativo ou indefinido.

ex¹: Que horas ela chega? (interrogativo).

ex²: Que beleza de cidade é Brasília. (exclamativo).

ex³: Que situação complicada estamos vivendo. (indefinido).

Leia mais sobre a classificação dos pronomes AQUI.

Pronome relativo

Já falamos muito do pronome relativo aqui no Clube do Português. O que exerce essa função, quando retoma um termo citado na oração anterior. Nesse sentido, ele introduz uma oração adjetiva restritiva ou explicativa.

ex¹: Esses são os jogadores que vão a campo hoje. (restritiva).

VEJA: Esses são os jogadores. Os jogadores vão a campo hoje.

ex²: A executiva, que estava licenciada, voltou ao trabalho para salvar a empresa. (explicativa).

VEJA: A executiva estava licenciada.

Preposição

O ocorre quando o QUE substitui o DE entre verbos.

ex: Tenho que sair amanhã bem cedo, porque tenho uma reunião.

VEJA: Tenho de sair amanhã bem cedo…

Continue reading

Todas as funções do ‘se’ (parte 2)

Panda

Veja as funções do ‘se’ como conjunção e partícula expletiva.

Este texto é a continuação de outro, no qual expliquei as funções do ‘se’ como pronome. Vale a leitura!

Este post tem como objetivo descrever as funções do ‘se’ como conjunção e partícula expletiva.

Conjunção

Como conjunção subordinativa, o ‘se’ tem as seguintes classificações:

a) Conjunção causal

Ocorre quando podemos substitui por ‘visto que’, ‘porque’ ou ‘já que’. É utilizada quando a oração subordinada apresenta uma causa da oração principal.

ex: Se não chegou, tivemos que jantar sem você.

VEJA: Visto que não chegou, tivemos que jantar sem você.

b) Conjunção condicional

Apresenta uma condição da oração principal.

ex¹: Se você não guardar dinheiro, não conseguirá se aposentar.

ex²: Se chover, teremos que cancelar a festa de formatura. Se não, o planejamento deve ser seguido normalmente.

Continue reading

O que é partícula expletiva?

partícula expletiva, partícula de realce, expressão expletiva, expressão de realce

Quando utilizar a partícula expletiva?

Pergunta do leitor: Qual o correto: “são durante os meses de janeiro e fevereiro que mais se viaja” ou “é durante os meses de janeiro e fevereiro que mais se viaja”?

Resposta:

Esse caso é bem interessante. Antes de respondê-lo, vale fazer uma breve explicação. No exemplo que o leitor citou, a expressão “é…que” é chamada de partícula expletiva.

Ela não tem valor sintático. É apenas um artifício de estilo. Se você retirá-la da frase, o sentido não se altera.

Veja: É durante os meses de janeiro e fevereiro que mais se viaja.

Agora sem a partícula expletiva: Durante os meses de janeiro e fevereiro, viaja-se mais.

Dito isso, a forma mais correta é no singular (“É durante os meses de janeiro e fevereiro que mais se viaja”).

Vale destacar que a partícula expletiva também é chamada de partícula de realce, expressão expletiva ou expressão de realce.

Tipos de partículas expletivas

Existem cinco tipos mais comuns de expressões expletivas. Vejamos.

1) Que

Como partícula de realce, normalmente “que” aparece depois de advérbios, expressões ou conjunções.

Ex1: Quase que eu caí.

Ex2: Desde de ontem que Maria esperava notícias.

Ex3: Enquanto que eles conversavam, Maurício terminava a tarefa.

2) Pronomes oblíquos átonos: se, me, te, nos, vos

Os pronomes oblíquos serão expressões expletivas sempre que acompanharem verbos intransitivos e puderem ser retirados da frase sem alterar os sentido.

Ex1: Vão-se os anéis, ficam-se os dedos.

Ex2: Vou-me embora agora mesmo.

3) Vocábulos: cá, lá e só

Esses termos podem exercer função de realce dos verbos.

Ex1: Tenho meus questionamentos sobre esse projeto.

Ex2: Veja como fala com as crianças.

Ex3: Olhe que bagunça!

4) Verbo Ser

Exerce a função de partícula expletiva quando acompanha outro verbo e não funciona como auxiliar.

Ex1: Você fez foi piorar a situação.

Ex2: Eles queriam era ganhar o jogo.

Ex3: Maria deseja é ser promovida este ano.

5) Expressões: é que, é onde, é quando

É o caso que vimos no início deste artigo. Vejamos mais alguns exemplos.

Ex1: Os cidadãos é que devem defender a democracia.

Ex2: No Nordeste é onde há as maiores festas de São João.

Ex3: Durante o verão é quando as pessoas mais vão à praia.

Vírgula

Atenção! No exemplo trazido pelo leitor, quando se retira a partícula expletiva da frase, é necessário utilizar a vírgula. Veja:

Durante os meses de janeiro e fevereiro, viaja-se mais.

Isso ocorre, porque há o deslocamento do adjunto adverbial de tempo “durante os meses de janeiro e fevereiro”. Isso configura uma inversão da ordem direta (Sujeito – Verbo – Complemento verbal). Nesse contexto, a vírgula é obrigatória.

Vale destacar também que, nesse caso, “se” atua como índice de indeterminação do sujeito e deve vir após o verbo, porque temos um caso de ênclise.

Quer saber mais? Então, leia nosso guia completo da vírgula:

Guia completo da vírgula

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e receber dicas para te deixar afiado na língua.

© 2021 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑