Por Pedro Valadares

Tag: predicado nominal

Quando “estar” não é verbo de ligação?

O verbo estar, na maioria das vezes, funciona como um verbo de ligação. Há, contudo, uma situação específica em que ele será um verbo intransitivo. Neste artigo, vamos explicar quando isso acontece.

Intransitivo

Quando o verbo estar vier acompanhado de um adjunto adverbial de lugar, ele funcionará como verbo intransitivo, ou seja, aquele que tem sentido completo e não demanda objeto direto nem indireto. Vejamos alguns exemplos:

  • Paulo estava no trabalho.
  • O carro está na loja.
  • João esteve aqui ontem.

Perceba que, em todas as orações acima, temos predicados verbais.

Verbo de ligação

Na maioria das vezes, entretanto, o verbo estar vai exercer o papel de verbo de ligação.

Verbos de ligação são aqueles que ligam o sujeito da oração ao seu predicativo e têm a função de indicar estado ou mudança de estado. Por vezes, também são chamados de verbos copulativos, relacionais ou não nocionais.

Nesses casos, teremos, em geral, um predicado nominal. Vejamos alguns exemplos:

  • O dia hoje está lindo.
  • Ontem à tarde, Marta estava muito preocupada com a situação da empresa.
  • Júlio está atrasado para seu compromisso.

*

Gostou do texto? Então, vale a pena ler também esses outros artigos:

Predicado – conceito, classificações e exemplos

O predicado é o conjunto de todos os termos da oração, com exceção do sujeito e do vocativo. Neste artigo, vamos ver como identificar e classificar os predicados. Vejamos!

Identificação

É importante lembrar que normalmente uma oração é constituída pela seguinte estrutura na sua ordem direta:

SUJEITO + VERBO + COMPLEMENTO + ADJUNTO (S V C A)

Dessa forma, podemos identificar o predicado da seguinte forma:

– Os jogadores da seleção se classificarão para a próxima Copa do Mundo este ano.

Os jogadores da seleção: sujeito

se classificarão: verbo

para a próxima Copa do Mundo: complemento verbal

este ano: adjunto adverbial

Como no exemplo não há vocativo, apenas retiramos o sujeito e, com a soma dos demais elementos (V C A), já temos o predicado “se classificarão para a próxima Copa do Mundo este ano.” 

Veja outro exemplo:

– O paciente acordou, doutor.

O paciente: sujeito

acordou: verbo

doutor: vocativo

Identificado cada termo da oração, retiramos o sujeito e o vocativo e encontramos o predicado “acordou”, desta vez constituído apenas de verbo, visto que complementos e adjuntos não são termos essenciais da oração.

Portanto, podemos afirmar que a condição essencial para a constituição de um predicado é o verbo, pois é a única classe de palavras as quais podem constituir um predicado sozinhas.

Continue reading

© 2021 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑