A forma correta é criptomoeda, sem hífen. Neste artigo, vamos analisar esse vocábulo e explicar qual regra de formação de palavra se aplica a ele. Vejamos!

Hífen

A palavra criptomoeda é formada pelo prefixo grego “cripto-“, que indica algo secreto ou oculto, e pelo substantivo feminino “moeda”. A origem do termo também está relacionada com a criptografia, uma ciência que estuda e práticas, princípios e técnicas para comunicação segura, muito utilizada no campo da programação.

De acordo com as regras da Reforma Ortográfica, em regra, não se usa o hífen quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento começa com consoante. É exatamente o caso de criptomoeda. Vejamos outros exemplos:

ex: antinatural, contracheque, geopolítica, semicircunferência.

Continue reading