Por Pedro Valadares

Tag: pronome relativo

O que, o quê e oque – quando utilizar cada um?

Antes de tudo, vale dizer que a expressão oque, escrita junta, não existe na língua portuguesa e, por isso, está errada. Dito isso, neste artigo, vamos mostrar quando utilizar as estruturas o que e o quê. Vejamos!

O que

Usamos a expressão o que em duas situações.

1) Encontro do pronome interrogativo “que” com o pronome expletivo “o”.

Nesse caso, “o” exerce somente uma função de realce. Dessa forma, pode ser retirado da frase sem prejudicar o sentido, como se pode ver nos exemplos abaixo:

  • O que você vai fazer hoje à noite?
  • Que você vai fazer hoje à noite?

2) Combinação do pronome demonstrativo “o” com o pronome relativo “que”.

Nesse contexto, “o que” corresponde a “aquele que”, conforme pode ser visto nos casos abaixo.

  • Este é o termo que usei no casamento e esse o que usei na formatura.
  • Este é o termo que usei no casamento e esse aquele que usei na formatura.
Continue reading

Funções do ‘que’ (parte 1)

menino negro

Veja algumas funções da palavra QUE

É impossível escrever sem utilizar a palavra “que”. Ela tem uma variedade de funções na língua portuguesa e, nesse texto, vou falar sobre elas. Vamos lá!

Substantivo

O que é substantivo quando está acompanhado de um artigo. Nesse caso, ele sempre será acentuado.

ex: Ela tem um quê de cozinheira.

Pronome adjetivo

Nessa situação, ele pode ser interrogativo, exclamativo ou indefinido.

ex¹: Que horas ela chega? (interrogativo).

ex²: Que beleza de cidade é Brasília. (exclamativo).

ex³: Que situação complicada estamos vivendo. (indefinido).

Leia mais sobre a classificação dos pronomes AQUI.

Pronome relativo

Já falamos muito do pronome relativo aqui no Clube do Português. O que exerce essa função, quando retoma um termo citado na oração anterior. Nesse sentido, ele introduz uma oração adjetiva restritiva ou explicativa.

ex¹: Esses são os jogadores que vão a campo hoje. (restritiva).

VEJA: Esses são os jogadores. Os jogadores vão a campo hoje.

ex²: A executiva, que estava licenciada, voltou ao trabalho para salvar a empresa. (explicativa).

VEJA: A executiva estava licenciada.

Preposição

O ocorre quando o QUE substitui o DE entre verbos.

ex: Tenho que sair amanhã bem cedo, porque tenho uma reunião.

VEJA: Tenho de sair amanhã bem cedo…

Continue reading

Guia do pronome: relativo, indefinido, reto, oblíquo, adjetivo e substantivo

Pronome

Os pronomes são termos que substituem ou acompanham um substantivo. No primeiro caso, eles são chamados de pronomes substantivos; no segundo, de pronomes adjetivos. Veja o exemplo abaixo:

ex: Paulo saiu de casa hoje cedo. Ele esqueceu sua chave em cima da mesa.

O pronome ele é substantivo, pois substitui Paulo. Já o pronome seu é adjetivo, porque acompanha o substantivo chave.

Os pronomes ainda podem ter outras classificações. Vejamos algumas abaixo:

1) Pronomes relativos

Utilizados para retomar substantivo citado anteriormente e introduzir uma oração adjetiva.

Pronomes relativos: o que são?

2) Pronomes pessoais

Pronomes pessoais são aqueles que tomam o lugar dos substantivos que representam as pessoas do discurso. Eles se dividem em retos e oblíquos.

Pronome do caso reto x pronome do caso oblíquo

Continue reading

Função sintática das orações adjetivas

Entenda a função sintática das orações adjetivas

Função sintática

Pergunta do leitor: Olá! Minha dúvida é a seguinte: Na frase “é o mesmo problema que temos com os outros meios de comunicação”, que função sintática exerce a oração “que temos com os outros meio de comunicação”?

Resposta

Vamos analisar o período com calma.

É o mesmo problema que temos com os outros meios de comunicação.

Primeiramente, vemos que são duas orações:

  1. É o mesmo problema;
  2. que temos com os outros meios de comunicação.

Elas estão conectadas pelo pronome relativo ‘que’.

Descomplicando o pronome relativo

O pronome relativo é um instrumento de coesão textual, que é utilizado para evitar a repetição e palavras. Assim, ele retoma um vocábulo da oração anterior. Ele também introduz uma oração adjetiva restrita (sem vírgula) ou explicativa (com vírgula).

Continue reading

Oração subordinada adjetiva restritiva e explicativa – como diferenciar?

Restritiva x Explicativa

Como diferenciar as orações subordinadas adjetivas?

Qual a diferença entre uma oração subordinada adjetiva restritiva e uma explicativa? Essa é uma dúvida comum em muita gente que estuda a língua portuguesa.

Neste artigo, vamos te mostrar as características de cada uma e quando usá-las.

Antes, porém, vamos entender o que são orações subordinadas adjetivas.

Pronome relativo

Esse tipo de oração é caracterizada pela presença de um pronome relativo, que vem sempre após um termo substantivado (na maioria das vezes, um substantivo ou um pronome) e tem a função de retomar um termo anteriormente mencionado.

Exemplos de pronomes relativos: que, o qual, onde, cujo, no qual.

Continue reading

Descomplicando o pronome relativo

Como identificar o pronome relativo na frase? Neste artigo, vamos mostrar uma dica prática para resolver essa questão. Vejamos!

Substantivo

O pronome relativo sempre virá depois de  um substantivo ou de um termo substantivado (por exemplo, oração subordinada subjetiva).

Exemplificando:

1 – Dizem que faz mal.

O “que” vem depois de um verbo, então não pode ser pronome relativo. Nesse caso, o “que”é uma conjunção integrante.

2 – Este estudo, que fala sobre direitos humanos, é revelador.

Veja que o “que” vem antecedido por um substantivo (“estudo”). Então, é pronome relativo.

Continue reading

© 2021 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑