Conheça sete formas eficientes para fugir da repetição de palavras.

A repetição de palavras é um problema que empobrece seu texto.  Além de tornar a escrita desinteressante, também indica pobreza vocabular do redator. Por isso, neste artigo, você vai conhecer sete técnicas para não repetir vocábulos. Vamos lá!

1) Sinonímia

Essa é uma das mais conhecidas ferramentas para combater a duplicação dos termos. Trata-se do processo de substituir determinada palavra por um sinônimo.

ex: O policial saiu correndo atrás do bandido e um menino decidiu acompanhar o policial.

Veja agora usando a sinonímia:

ex: O policial saiu correndo atrás do bandido e um menino decidiu acompanhar o oficial.

Um outro recurso seria substituir o substantivo “policial” por um pronome. Essa estratégia, porém, criaria uma ambiguidade. Veja:

ex: O policial saiu correndo atrás do bandido e um menino decidiu acompanhá-lo.

Note que não fica claro se o pronome se refere ao policial ou ao bandido.

DICA: recomendo muito o dicionário de sinônimos – uma ferramenta muito útil para redatores e jornalistas.

2) Hiperonímia

Nós já falamos aqui sobre os hipônimos e hiperônimos. A hiperonímia consiste em usar palavras que possuem um significado mais amplo do o da substituída.

ex: Maria tomou um remédio que não lhe fez muito bem. Parece que a medicação estava vencida.

Note que “remédio” é um tipo de medicação. Este termo abrange mais itens do que aquele.

3) Hiponímia

A hiponímia é o contrário da hiperonímia. Ela consiste em trocar um termo mais abrangente por outro mais específico.

ex: Rui estava muito nervoso e precisou de um remédio. Depois de tomar o calmante, porém, ele se acalmou.

Perceba que o elemento “calmante” é apenas um dos que compõe a classe dos remédios.

Continue reading

Compartilhe este texto: