Língua Portuguesa e Literatura

Tag: substantivo sobrecomum

Qual o feminino de monstro?

O termo monstro é um substantivo masculino sobrecomum, ou seja, possui apenas uma versão para ambos gêneros gramaticais.

Dessa forma, ele é empregado tanto para o masculino e quanto para o feminino sem nenhuma alteração. Portanto, podemos afirmar que o feminino de monstro é monstro.

Significado

A palavra monstro vem do latim monstrum e possui diversos significados e sentidos. Entre eles, podemos destacar:

Fisiologia

  • Ser de dimensão descomunal originado em fantasias ou mitos, com variadas formas e aspectos. Normalmente, apresenta um comportamento ameaçador e violento;
  • Animal que destoa, de forma total ou parcial, da conformação ou estrutura natural da espécie a qual pertence.

Figurado

  • Pessoa feia, horrível;
  • Algo colossal e gigantesco;
  • Pessoa perversa, desumana, feroz, cruel.
  • Pessoa que possui uma habilidade ou característica admirável.

Adjetivo

  • Algo enorme, gigantesco, colossal.
Continue reading

Não existe a neném, só o neném – entenda o que é substantivo sobrecomum

Por que não se pode dizer “a neném“? Neste artigo, vamos explicar, porque esse termo só pode ser utilizado no masculino. Vejamos!

Substantivo sobrecomum

O substantivo neném é sobrecomum. Isso significa que ele não apresenta  flexão de gênero. Então, sempre será utilizado no masculino.

ex: Minha filha é um neném muito lindo.

ex: Aquele neném é uma menina linda.

O bebê x A bebê

Já o substantivo bebê é comum de dois gêneros, ou seja, apresenta uma só forma para o masculino e para o feminino e a variação de gênero é indicada pelo artigo.

ex: Minha filha é uma bebê muito linda.

ex: Meu filho é um bebê muito lindo.

Esquematizando

  • Neném: substantivo sobrecomum – apresenta somente um gênero (masculino).
  • Bebê: substantivo comum de dois gêneros – a variação de gênero é indicada pelo artigo (a, o, um e uma).

Gostou do texto? Então, vale a pena ver o vídeo que fizemos sobre a diferença entre TAPAR e TAMPAR:

Aprofunde seus estudos e conheça os principais casos de concordância verbal e nominal: