Por Pedro Valadares

Tag: substantivo (Page 1 of 2)

Bem-feito, bem feito e benfeito – quando usar cada um?

Bem-feito, bem feito e benfeito: as três formas estão corretas, mas cada uma deve ser utilizada em um contexto específico. Neste artigo, vamos mostrar quando e como usar cada termo. Vejamos!

Benfeito

De acordo com o Vocabulário Oficial da Língua Portuguesa (Volp), benfeito, junto e sem hífen, é um substantivo, sinônimo de benfeitoria e de benefício. Vejamos alguns exemplos de uso dessa palavra:

  • O benfeito da administração contribuiu para o bem-estar dos moradores do bairro.
  • Para recuperar essa praça, a prefeitura terá que fazer muitos benfeitos.
  • Esse benfeito vai deixar a fachada do prédio muito mais bonita.
Continue reading

Descanso x Descanço – qual a forma correta?

A forma correta é descanso, com “s”. Assim, a palavra descanço, com “ç” não existe na língua portuguesa. Por isso, não deve ser utilizada. Neste artigo, vamos analisar melhor este termo. Vejamos!

Classificação morfológica

Descanso é um substantivo masculino formado por derivação regressiva do verbo descansar. Ademais, vale ressaltar que se trata também de um substantivo uniforme, ou seja, só possui um gênero.

Além disso, destaca-se que o termo também pode funcionar como verbo, sendo a conjugação do verbo descansar na 1ª pessoa do singular do presente do indicativo.

ex: Em geral, eu descanso aos domingos.

Continue reading

Auxilio x Auxílio – qual a forma correta?

Auxilio e auxílio: as duas palavras existem, mas têm significados diferentes. Neste artigo, vamos explicar o sentido de cada um dos termos e quando utilizá-los. Vamos lá!

Auxílio

Auxílio, com acento agudo, é um substantivo masculino que é sinônimo de amparo, colaboração, amparo ou ajuda. Vejamos alguns exemplos de uso desse termo:

  • Preciso de um auxílio para resolver esse problema.
  • Ele subiu os materiais de construção com auxílio de cordas.
  • Vários auxílios são direcionados para a parcela mais pobre da população.
Continue reading

Avô, avó e avo – quando usar cada um?

As palavras avô, avó e avo existem na língua portuguesa. Contudo, elas possuem significados diferentes. Neste artigo, vamos explicar quando e como utilizar cada um dos termos. Vejamos!

Avô

Avô é um substantivo masculino que indica o pai da mãe ou pai do pai de alguém. O termo vem do latim aviolus.

Trata-se de uma palavra com duas sílabas (a-vô), sendo a última a tônica. Nesse sentido, ela recebe o acento circunflexo por ser uma oxítona termina com a letra “o”. Vejamos alguns exemplos de uso dessa expressão:

  • Meu avô materno mora em outro estado.
  • Eu sou muito próximo do meu avô paterno.
Continue reading

As 10 classes gramaticais

Devido a uma semelhança morfológica, as palavras de nossa língua são divididas em dez classes gramaticais, também chamadas de classes de palavras.

Essas classes são: substantivo, artigo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição, conjunção e interjeição. Vejamos uma por uma a seguir.

Flexão das palavras

Quanto à flexão, as dez classes gramaticais se dividem em variáveis e invariáveis:

  1. Variáveis – são as palavras que variam em:
  • gênero e número: substantivo, adjetivo, artigo e numeral;
  • pessoa, gênero e número: pronome;
  • pessoa, número, modo, tempo e voz: verbo.
  1. Invariáveis – são as palavras que não apresentam flexões: advérbio, preposição, conjunção e interjeição.

1. Substantivo

O substantivo é a palavra que nomeia tudo o que existe ou o que imaginamos existir. 

Quanto à forma, pode ser classificado em:

a) primitivo: pedra, motor, trovão.

b) derivado: pedreira, motorista, trovoada.

c) simples: fruta, pão, granjeiro, chuva, pedra.

d) composto: fruta-pão, hortifrutigranjeiro, chuva-de-pedra.

Quanto à significação, pode ser classificado em:

a) comum: homem, mulher, rio, remédio, cidade.

b) próprio: Jonas, Vanessa, São Francisco, Neosaldina, São Paulo.

c) abstrato: ódio, amor, beijo, toque, fé.

d) concreto: chuva, relógio, luz, Deus, Diabo.

e) coletivo: boiada, rebanho, tropa, vara, horda.

Quanto à flexão, pode apresentar:

a) Flexão em gênero: o substantivo pode ser masculino ou feminino. Exemplos: 

– gato, gata / homem, mulher / o jacaré macho, o jacaré fêmea.

b) Flexão em número: o substantivo pode ser singular ou plural. Exemplos:

– gato, gatos / homem, homens / mulher, mulheres.

Quanto à variação em grau, pode apresentar:

a) grau aumentativo: homem grande, homenzarrão, casa gigante, casarão.

b) grau diminutivo: homem miúdo, homenzinho, casa pequena, casinha.

Continue reading

Substantivo: conceito, classificação, flexão e funções

O substantivo é a classe gramatical que utilizamos para designar ou nomear os seres e as ações em geral.

De acordo com Celso Cunha e Lindley Cintra, os substantivos podem ser:

  1. os nomes de pessoas, de lugares, de instituições, de um gênero, de uma espécie ou de um de seus representantes (ex: homem, cidade, Senado, animal, cavalo, Maria, Lisboa, etc.);
  2. os nomes de noções, ações, estados e qualidades – quando tomados como seres (ex: justiça, colheita, velhice, otimismo, doçura, limpeza, opinião, etc.).

Neste artigo, vamos detalhar as classificações, as flexões e as funções dessa classe gramatical. Vejamos!

Classificação

Os substantivos podem ser classificados em:

Continue reading

Substantivos próprios e comuns: qual a diferença?

Os substantivos podem ser classificados como comuns ou próprios. No primeiro caso, eles atuam de forma mais genérica; no segundo, de forma mais específica. Neste artigo, vamos detalhar melhor esses dois conceitos. Vamos lá!

Substantivos comuns

Os substantivos comuns, segundo Celso Cunha e Lindley Cintra, são aqueles que designam a totalidade dos seres de uma espécie (animais, pessoas, lugares, fenômenos, frutas, plantas, etc.). Eles fazem a chamada designação genérica.

Esses termos devem sempre ser grafados com letra minúscula. Vejamos alguns exemplos de substantivos comuns:

ex: homem, país, cidade, homem, bairro, maçã, vaca, cachorro, mulher, menino, árvore, capim, chuva, sol.

Continue reading

Qual o plural de amém?

A palavra amém pode exercer duas funções. Como interjeição, a expressão aparece no âmbito religioso para indicar a aprovação a um texto de fé. Nesse caso, estamos diante de um termo invariável, que só pode ser utilizado no singular.

Como substantivo, o vocábulo tem um sentido mais amplo. Ele indica o ato ou ação de concordar com algo. Nesse contexto, a palavra pode ser flexionada para o plural – améns.

ex: Não preciso dos seus améns para seguir em frente com meu projeto.

Continue reading

Analista judiciário: qual é o feminino?

Afinal de contas, qual o feminino de analista judiciário? Neste artigo, vamos resolver essa questão por meio da análise de cada um dos termos da expressão. Vejamos!

Analista

O substantivo analista é comum de dois gêneros. Isso significa que ele possui somente um gênero para feminino e masculino, sendo a distinção entre um e outro feita pelo uso dos artigos (a, o, um, uma).

ex1: Júlio é um ótimo analista.

ex2: Márcia é uma ótima analista.

Continue reading

Segmento x Seguimento – qual a diferença?

Afinal de contas, qual a diferença entre as palavras seguimento e segmento? Neste artigo, vamos tirar essa dúvida e mostrar a definição de cada um dos termos. Vamos lá!

Homônimos homófonos

Existem palavras que possuem o som igual, mas grafia diferente. Esse grupo de vocábulos é chamado de homônimos homófonos. O termo homófono vem do grego homo (igual, similar) e fono (som).

É exatamente o que acontece com as palavras seguimento e segmento. Apesar da pronúncia ser idêntica, elas possuem significados distintos. Vejamos!

Continue reading
« Older posts

© 2021 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑