Verbos de ligação são aqueles que ligam o sujeito da oração ao seu predicativo e têm a função de indicar estado ou mudança de estado. Por vezes, também são chamados de verbos copulativos, relacionais ou não nocionais.

Veja alguns exemplos que expressam as principais funções do verbo de ligação:

– Márcia ficou feliz após a aprovação.

O verbo ficar indica uma mudança de estado em relação ao estado original, ou seja, Márcia não estava feliz, Márcia ficou feliz.

– Márcia é uma pessoa feliz.

Agora, o verbo ser indica a constatação de um estado permanente do sujeito.

O oposto do verbo de ligação é o verbo nocional, também chamado de significativo, o qual expressa ação ou fenômeno da natureza normalmente.

Os verbos nocionais podem ser intransitivos, transitivos diretos, transitivos indiretos e transitivos diretos e indiretos ao mesmo tempo.

Lista de verbos de ligação

Os verbos de ligação mais frequentes são:

  • ser;
  • estar;
  • ficar;
  • parecer;
  • permanecer;
  • continuar;
  • tornar-se.

Esses verbos podem expressar: estado permanente, estado transitório, estado continuativo, estado aparente, estado simulado ou mudança de estado.

No entanto, é importante frisar que a predicação do verbo depende do contexto, o que significa que um verbo de ligação pode se tornar um verbo nocional em alguns casos.

– André estava triste. (estar é verbo de ligação, pois indica estado mutatório)

– André estava em Paris nas férias. (estar é verbo nocional, pois indica a ação de realizar uma visita)

– André parece apático. (parecer é verbo de ligação, pois indica estado aparente)

Parece que vai chover. (parecer é verbo nocional, pois indica a forma como algo aparenta ser)

Verbo de ligação e contexto

O contrário também pode ocorrer. Verbos comumente nocionais se transformam em verbos de ligação em certos contextos, como é o caso dos verbos andar, virar e bancar nos exemplos abaixo:

– André anda rapidamente. (andar é verbo nocional, pois indica a ação de se deslocar de um lugar a outro)

– André anda empolgado. (andar é verbo de ligação, pois indica estado continuativo)

– André virou a mesa. (virar é verbo nocional, pois indica a ação de girar um objeto)

– André virou professor. (virar é verbo de ligação, pois indica mudança de estado)

– André bancou o filho na faculdade. (bancar é verbo nocional, pois indica a ação de bancar financeiramente alguém)

– André bancou o alegre. (bancar é verbo de ligação, pois indica um estado simulado)

Verbo de ligação e o predicado

Diferentemente dos verbos nocionais, o verbo de ligação não pode exercer a função de núcleo do predicado. Em orações com esse tipo de verbo, o núcleo do predicado será sempre um nome.

Dessa forma, verbo de ligação + nome (núcleo do predicado) formam o predicado nominal, sendo esse nome o predicativo do sujeito. Exemplo:

– Nós estamos felizes.

Sujeito: Nós;

Predicado: estamos felizes;

Verbo de ligação: estamos;

Núcleo do predicado: felizes;

Predicativo do sujeito: felizes.

Outros exemplos de predicativo do sujeito com verbo de ligação:

– Ela parece triste.

– João é muito esforçado.

– Joana continua doente.

– Patrícia anda empolgada ultimamente.

Mas não se esqueça: o predicativo do sujeito também pode ocorrer com verbos nocionais.

*

Inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e para receber dicas para te deixar afiado na língua (link para uma nova página do site) .