As duas formas estão corretas e existem na língua portuguesa. Neste artigo, vamos mostrar quando usar vim e vir. Vejamos!

Quando usar “vim”?

A palavra vim representa a conjugação do verbo vir na primeira pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo. Vamos conferir alguns exemplos do uso desse termo:

  • Eu vim aqui ontem à noite para comprar uma panela.
  • Hoje eu vim trabalhar de ônibus, porque meu carro estragou.
  • No dia em que eu vim, você não estava.

Vale ressaltar que o pretérito perfeito é utilizado para indicar uma ação eventual ou momentânea ocorrida e finalizada em algum momento do passado.

Quando usar “vir”?

Já o termo vir pode ser usado em duas situações, com sentidos bem distintos. Vamos conferir cada uma delas.

1) Infinitivo

Vir é a primeira e terceira pessoa do singular do infinitivo impessoal. O termo é usado, em geral, em locuções verbais (quer vir, vai vir, pode vir) e quando o verbo tiver regência de uma preposição (tem de vir, é para vir, etc.). Vejamos alguns casos de uso desse vocábulo:

  • João quer vir aqui hoje à noite.
  • O advogado vai vir amanhã de manhã.
  • Você tem de vir aqui em casa para colocarmos a conversa em dia.

É importante acrescentar que o infinitivo nesses casos é utilizado para indicar uma ação futura.

2) Verbo ver

Vir também pode indicar a primeira e a terceira pessoa do singular, do futuro do subjuntivo, do verbo ver.

  • Se ele vir você conversando com essa pessoa, vai ficar muito irritado.
  • Quando eu vir a Joana, eu aviso que você passou por aqui.
  • Só vou ser feliz, quando eu vir todos os meus filhos formados.

Para finalizar, destacamos que o modo subjuntivo é utilizado para indicar uma possibilidade ou uma dúvida.

*

Quer aprofundar seus conhecimentos na língua portuguesa? Então, continue seus estudos com a Gramática On-line do Clube do Português.