Muitas pessoas têm dúvidas sobre como usar a vírgula antes de gerúndio. Embora não existam regras gramaticais claras sobre a utilização do sinal de pontuação nesta circunstância, neste artigo, vamos pontuar os principais casos em que ele é empregado. Vejamos!

Quando usar a vírgula antes de gerúndio?

A inserção da vírgula antes de gerúndio é correta à medida em que o gerúndio faz parte de uma oração reduzida, na qual se inicia com o verbo no gerúndio. Veja a seguir os exemplos: 

  • Falando nisso, ela não veio hoje.
  • Sabendo disso, ele terminou com ela.
  • Pensando assim, somos todos inocentes.

Nas orações destacadas acima, temos a utilização da vírgula, pois o verbo no gerúndio está antecedendo à oração principal. Assim, estamos diante de uma oração reduzida de gerúndio que faz as vezes de adjunto adverbial deslocado. 

Entretanto, também devemos inserir a vírgula antes do gerúndio, quando ele é colocado após a oração central, equivalente a uma oração coordenada iniciada com “e” ou “e isso”. Confira abaixo novos exemplos:

  • Em 2020, mudou-se para o Rio, deixando mais uma vez os estudos para trás;
  • Ela reuniu todas as provas necessárias, garantido a sua inocência;
  • Ele contou toda a verdade, acabando com toda a farsa.

Nota-se que, nas orações em destaque, podemos substituir a vírgula antes de gerúndio pela conjunção “e”. Observe:

  • Em 2020 mudou-se para o Rio, e deixou mais uma vez os estudos para trás.
  • Ela reuniu todas as provas necessárias, e garantiu a sua inocência.
  • Ele contou toda a verdade, e acabou com toda a farsa.

O tempo verbal, nesses casos, é definido pela oração principal. 

Quando não usar a vírgula antes de gerúndio?

Não se utiliza da vírgula antes do gerúndio quando a oração indica modo, meio ou instrumento. Veja os exemplos:

  • Ele saiu do espetáculo correndo.
  • A escola ensina brincando.
  • Ela trabalha ouvindo música.

Ademais, também não se admite vírgula antes de gerúndio quando a oração está na sua ordem correta: nem anteposta, nem intercalada.

Geralmente, isso ocorre quando a oração gerundial indica uma finalidade, respondendo a uma pergunta. Confira os exemplos:

  • Ligou para o tio informando que não iria visitá-lo.
  • Enviou um e-mail ao chefe solicitando um aumento.
  • Telefonou para a filha pedindo carona ao trabalho.

Também não se deve empregar a vírgula antes de gerúndio quando a oração tem a função de adjetiva restritiva. Observe os exemplos:

  • Devemos emitir uma nota alertando sobre o possível risco de incêndio.
  • Vi uma mulher brincando com fogo.
  • Assisti a uma matéria falando sobre a crise.

Por fim, sabemos que cada caso é um caso e, por isso, devemos nos atentar às regras gramaticais para transmitir uma informação com coerência.  

*

Quer aprofundar seus conhecimentos na língua portuguesa? Então, continue seus estudos com o Guia Completo da Vírgula!