Clube do Português

Língua Portuguesa, Literatura e Alfabetização

Pai Nosso x Pai-Nosso – tem hífen?

A forma correta de escrever o nome da oração é pai-nosso, com hífen. Neste artigo, vamos explicar qual regra se aplica a essa palavra. Vejamos!

Hífen

Na língua portuguesa, em geral, as locuções substantivas são escritas com hífen. É o caso do nome das orações Pai-Nosso e Ave-Maria.

ex: Antes de dormir, sempre rezo um pai-nosso.

Vale destacar, contudo, que, durante a oração, temos um simples encontro do substantivo “pai” com o pronome possessivo “nosso”. Assim, não devemos usar o hífen.

ex: Pai nosso que estais no céu, santificado seja o vosso nome.

Continue reading

Caminhoneiro x Camioneiro – qual a forma correta?

No português do Brasil, a única forma aceita é “caminhoneiro“, com “nh”. Contudo, no português de Portugal, também são aceitas as formas “camioneiro” e “camionista“. Neste artigo, vamos fazer uma análise completa da palavra. Vejamos!

Origem e significado da palavra

As três formas estão corretas: caminhoneiro, camioneiro e camionista.

A palavra caminhoneiro (também escrita camioneiro ou camionista) vem do francês camion e designa o dono ou o condutor de um caminhão.

De acordo com os estudiosos do campo da etimologia, a palavra camion foi aportuguesada inicialmente em Portugal como camião. Por isso, a palavra derivada passou a ser camioneiro , sem “nh”, ou camionista.

Contudo, ao chegar ao Brasil, a palavra passou a ser relacionada com o termo caminhos, em uma alusão às estradas percorridas pelos condutores. Assim, surgiu a grafia caminhão e, consequentemente, caminhoneiro.

Em resumo, os três termos estão corretos e existem na língua portuguesa: caminhoneiro, camioneiro e camionista. Porém, no Brasil, a forma mais aceita é caminhoneiro.

Vale destacar que essa diferença na grafia também se aplica a outros termos derivados da palavra caminhão/camião (ex: caminhonete x camionete).

Continue reading

Chimpanzé x Chipanzé – qual a forma correta?

As duas formas estão corretas. Tanto chimpanzé quanto chipanzé estão de acordo com as regras ortográficas da língua portuguesa. Neste artigo, vamos explicar melhor essa questão. Vejamos!

Significado

As palavras chimpanzé ou chipanzé, segundo o dicionário Aulete, denominam os grandes macacos antropoides da família dos pongídeos, encontrados nas florestas equatoriais da África, de corpo peludo e braços longos.

O termo tem origem em um dialeto congolês e chegou ao português por meio da língua francesa.

O vocábulo é um substantivo epiceno. Isso significa que ele possui apenas um gênero. Em geral, esse tipo de substantivo refere-se a animais. A distinção dá-se pelo designação macho ou fêmea.

ex: Chimpanzé/Chipanzé macho e chimpanzé/chipanzé fêmea.

Continue reading

Prévia x Previa – quando usar cada palavra?

As palavras “prévia” e “previa” existem na língua portuguesa. Contudo, elas pertecem a classes gramaticais diferentes e possuem significados distintos. Neste artigo, vamos mostrar quando usas cada uma. Vejamos!

Quando usar prévia?

Prévia é um substantivo feminino que, segundo o dicionário Priberam, possui dois significados:

  1. Apresentação breve de algo (um filme, um álbum de música, etc.) antes do seu lançamento oficial.

ex: A banda fez uma prévia da apresentação para os integrantes do fã clube.

  1. Sondagem antes das eleições para se ter uma ideia das tendências dos eleitores.

ex: Aquele candidato saiu vitorioso das prévias do partido.

O vocábulo prévia também pode exercer a função de adjetivo (feminino de “prévio”). Nesse sentido, o termo tem o sentido de algo feito com antecipação, antes de outra coisa.

ex: Para tirar boas notas, é fundamental ter uma boa preparação prévia.

Continue reading

Laje x Lage – qual a forma correta?

A palavra correta é “laje”, com “j”. O termo “lage”, com “g”, está incorreta e não deve ser utilizada. Neste artigo, vamos fazer uma análise deste vocábulo.

Laje ou Lage: qual a forma correta de escrever a palavra?

Significado e classificação

O termo “laje” (ou “lajea”) é um substantivo feminino, que denomina um tipo de pedra de superfície plana, quadrada ou retangular de pouca espessura, que serve para cobrir diferentes pavimentos.

A origem da palavra é incerta. A versão mais aceita é que ela veio do vocábulo espanhol lagena, que, por sua vez, originou-se de uma palavra celta sobre pedras.

Continue reading

Pose x Posse – quando usar cada palavra?

Na língua portuguesa, é muito comum a confusão entre palavras que têm “s” e “ss”. Neste artigo, vamos analisar um caso desses. Vamos mostrar quando utilizar os vocábulos pose e posse. Vejamos!

Quando usar pose?

A palavra “pose” (pronuncia-se “poze”) é um substantivo feminino que indica o ato de posar ou a postura do corpo. Vejamos alguns exemplos de uso desse termo:

  • A menina fez pose na hora de tirar a foto.
  • As modelos fazem várias poses durante os ensaios fotográficos.
  • Quando se sentem ameaçados, os gatos fazem pose de ataque.

O vocábulo também representa a conjugação do verbo posar na 1ª e na 3ª pessoa do singular do presente do subjuntivo e na 3ª pessoa do imperativo afirmativo:

  • Presente do subjuntivo:
    • que eu pose
    • que tu poses
    • que ele pose
    • que nós posemos
    • que vós poseis
    • que eles posem
  • Imperativo afirmativo:
    • posa tu
    • pose ele
    • posemos nós
    • posai vós
    • posem eles

Vale destacar que há uma diferença na pronúncia de acordo com a classe gramatical do termo. Como substantivo, o termo é pronunciado com “o” fechado (“pôse”). Já como verbo, ele é pronunciado com “o” aberto (“póse”).

Continue reading

Qual a ordem certa para estudar português?

Você já deve ter reparado na infinidade de conteúdos que existem de língua portuguesa, não é mesmo? Pontuação, crase, regência, concordância, acentuação, interpretação, análise sintática…

E você, que precisa estudar o nosso idioma, certamente já fez os seguintes questionamentos:

Por qual conteúdo devo começar a estudar?

E depois, o que vem? 

O que de fato importa?

O que posso pular?

Essas dúvidas são muito comuns, mas este artigo do Clube do Português veio para sanar todas elas!

Continue reading

Por que todo mundo precisa estudar gramática?

Todo processo de aprendizado de uma língua ocorre, primeiramente, de forma natural, longe das formalidades escolares. Tanto a comunicação verbal por meio da fala quanto a comunicação não verbal podem ser aprendidas no decorrer do dia a dia de um ser humano.

Mas por que então frequentamos a escola?

Bom, quando passamos a frequentar a escola é para aprendermos uma outra parte da comunicação verbal que não nos é natural e necessita de regras: a escrita. Ademais, todo idioma possui um sistema de regras que dita o bem falar e o bem escrever, e a escola necessita nos ensinar esse sistema, o qual se chama gramática normativa.

Contudo, engana-se quem pensa que só existe esse tipo de gramática e que só ela é estudada nas escolas. A gramática descritiva também tem ganhado o seu espaço nas salas de aula devido à sua abordagem sociolinguística. Hoje, ela é amplamente abordada em avaliações importantíssimas, como o ENEM e as provas de concurso.

Logo, a educação formal tem duas grandes funções na área da linguagem:

  1. nos ajudar a elevar o nosso nível de comunicação por meio do aprendizado da norma culta;
  2. nos mostrar que cada contexto exige um nível de formalidade comunicativa.

Portanto, apesar de até mesmo uma pessoa com pouco ou nenhum grau de instrução ser capaz de se comunicar, uma boa comunicação só é atingida a partir de muito estudo gramatical.

Continue reading

Processamento fonológico e alfabetização – qual a relação?

O processamento fonológico está conectado ao aprendizado da leitura e escrita. Ele é composto por três habilidades: consciência fonológica, memória de curto prazo fonológica e nomeação rápida

Neste artigo, vamos conhecer mais sobre essas habilidades e a importância que possuem no desenvolvimento escolar. Confira!

Consciência fonológica

É a habilidade da manipulação de sons, ou seja, a percepção sonora de uma palavra. Por meio da consciência fonológica, podemos fragmentar as palavras, isto é, dividi-las em sílabas ou fonemas. 

Quando a criança adquire a capacidade de manipular os sons das palavras, ela descobre que pode, também, trocar a ordem das sílabas, formando novas palavras, como é o caso da palavra “pata”, por exemplo. Ao inverter as sílabas, teremos “tapa”, um novo vocábulo. 

Por intermédio da consciência fonológica, os alunos conseguem notar a infinidade de possibilidades que podem ser trabalhadas com as letras, logo passam a ter a noção da leitura e da escrita. 

Continue reading

Trouxe, Trousse ou Trouce – qual a forma correta?

A palavra correta é trouxe, com o “x”. As formas trousse, com “ss, e trouce, com “c”, estão erradas e não existem na língua portuguesa. Neste artigo, vamos fazer uma análise completa da palavra. Vejamos!

Verbo

O vocábulo é a conjugação do verbo trazer na 1ª e na 3ª pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo:

  • Eu trouxe
  • Tu trouxeste
  • Ele trouxe
  • Nós trouxemos
  • Vós trouxestes
  • Eles trouxeram

Vale destacar que o verbo trazer é um irregular. Isso significa que ele apresenta alterações nos radicais e nas terminações quando conjugado. Assim, o radical traz- transforma-se em trag-, trar- e troux-: que eu traga, eu trarei, eles trouxeram.

Continue reading
« Older posts

© 2022 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑