Clube do Português

Por Pedro Valadares

Qual o plural de gravidez?

A imagem mostra uma mulher grávida deita na grama. Em cima, está escrito: "gravidez tem plural?"
Qual é o plural da palavra?

Afinal de contas, qual o plural de gravidez? Neste artigo, vamos resolver essa dúvida explicar qual regra se aplica à palavra. Vejamos!

Plural de substantivos terminados em Z

Em geral, os substantivos que terminam com a letra “Z” tem o plural formado pela adição de “-es” ao final da palavra. Por isso, o plural de gravidez é gravidezes.

Ex: Minha mãe passou por duas gravidezes.

Veja abaixo outros exemplos de termos que seguem a mesma regra de plural:

  • Avestruz – Avestruzes;
  • Arroz – Arrozes;
  • Raiz – Raízes;
  • Capaz – Capazes.
Continue reading

Peça x Pessa – qual a forma correta?

A forma correta é peça, com “ç”. A palavra pessa, com “ss”, não existe. O termo peça pode ser usado de duas formas: como substantivo e como verbo. Neste artigo, vamos detalhar cada um dos casos. Vejamos!

Verbo pedir

Peça representa a conjugação do verbo pedir em três situações diferentes:

1) Primeira pessoa do singular do presente do subjuntivo:

(Que eu) peça
(Que tu) peças
(Que ele) peça
(Que nós) peçamos
(Que vós) peçais
(Que eles) peçam

Ex: Ele não fará nada a menos que eu peça.

2) Terceira pessoa do singular do presente do subjuntivo:

(Que eu) peça
(Que tu) peças
(Que ele) peça
(Que nós) peçamos
(Que vós) peçais
(Que eles) peçam

Ex: Tomara que ela peça para eu ficar mais um tempo, pois estou adorando a companhia dela.

3) Terceira pessoa do singular do imperativo:

(Eu) —
(Tu) pede
(Ele) peça
(Nós) peçamos
(Vós) pedi
(Eles) peçam

Ex: Peça desculpas agora mesmo!

OBS: Quer entender melhor qual a diferença entre subjuntivo, imperativo e indicativo? Leia nosso artigo sobre modos verbais.

Continue reading

Xingar ou Chingar – qual a forma correta?

A forma correta é xingar, com X. A palavra é sinônima de insultar, ofender, difamar, maldizer. Já o termo chingar, com CH, não existe na língua portuguesa, ou seja, é a grafia incorreta.

Derivados do verbo xingar

Todas as palavras derivadas do verbo xingar devem ser escritas também com X.

Ex1: Nos estádios de futebol, ouvimos muitos xingamentos.

Ex2: Durante a discussão, houve muita xingação.

Ex3: A professor colocou o xingador de castigo.

Continue reading

Bem-estar x Bem estar – tem hífen?

Afinal de contas, a forma correta é bem-estar ou bem estar? Neste artigo, vamos resolver essa dúvida e mostra qual regra se aplica a esse caso. Vejamos.

Combinação

Bem-estar é um substantivo composto formado por combinação, mais especificamente por justaposição.

Nesse processo de formação de palavras, como explicam Celso Cunha e Lindley Cintra, ambos os termos mantêm sua integridade, ou seja, não há perda de letras.

Outros exemplos de expressões originadas por esse caminho são: beija-flora, couve-flor, tira-teima, bem-te-vi.

Continue reading

Anáfora – o que é isso?

Afinal de contas, o que é uma anáfora? O termo pode indicar uma figura de linguagem ou um processo de coesão. Neste artigo, vamos explicar o que é e quando utilizar cada um dos casos. Vejamos!

Figura de linguagem

A anáfora é a repetição de vocábulos ou expressões no início de cada frase ou verso. O professor Fernando Pestana traz dois exemplos do uso desse recurso estilístico:

ex1: Quando não tinha nada, eu quis/ Quando tudo era ausência, esperei/ Quando tive frio, tremi… (Chico César).

ex2: Era uma estrela tão alta!/ Era uma estrela tão fria! / Era uma estrela sozinha… (Manuel Bandeira).

Público-alvo x Público alvo – tem hífen?

Afinal de contas, a forma correta é público-alvo ou público alvo? A expressão tem ou não tem hífen? Neste artigo, vamos acabar com essa dúvida e também vamos mostrar qual o plural desse substantivo composto. Vejamos!

Formação da palavra

O termo público-alvo tem hífen, porque se trata de um substantivo composto formado por composição e justaposição.

Como explicam Celso Cunho e Lindley Cintra:

A composição consiste em formar uma nova palavra pela união de dois ou mais radicais. A palavra composta representa sempre uma ideia única e autônoma, muitas vezes dissociada das noções expressas pelos seus componentes.

Nova Gramática do Português contemporâneo, 5ª ed., p. 119

Os gramáticos explicam que uma das formas de composição é a justaposição. Ela ocorre quando os elementos são simplesmente justapostos, conservando cada qual sua integridade.

Perceba que a expressão público-alvo possui um significado próprio, diferente do das palavras que a formam. O termo indica um segmento específico dentro de um conjunto de pessoas.

Ex: O público-alvo daquela campanha era composto de mulheres com idade entre 25 e 45 anos que moravam em São Paulo.

Outros exemplos de palavras formas por combinação e justaposição são: beija-flor, matéria-prima, pé-de-meia, bate-papo, bem-me-quer, segunda-feira.

Continue reading

Lobo Guará x Lobo-Guará – tem hífen?

Em breve, teremos a nota de R$200 e o animal que vai estampá-la será o lobo-guará. Ou seria lobo guará? Afinal, o nome tem ou não tem hífen? Neste artigo, vamos resolver essa dúvida e mostrar qual regra se aplica a esse caso. Vejamos!

Acordo Ortográfico

Segundo a Reforma Ortográfica, os termos que indicam espécies botânicas ou zoológicas devem ser escritos com hífen, independentemente de terem ou não preposição.

É exatamente o caso de lobo-guará. Outros exemplos são: couve-flor, onça-pintada, mico-leão-dourado, erva-doce.

Continue reading

Teletrabalho ou Tele-trabalho – tem hífen?

Afinal de contas, o correto é teletrabalho ou tele-trabalho? Tem ou não tem hífen? Neste artigo, vamos acabar com essa dúvida. Vejamos!

Reforma Ortográfica

Com o Acordo Ortográfico, só devemos usar o hífen com o prefixo “tele” quando ele estiver acompanhado de palavras iniciadas com as letras “e” e “h”.

Ex: Tele-entrega, tele-educação, tele-hamburger.

Nos demais casos, não se usa o hífen. É exatamente esse o caso do substantivo compostoteletrabalho“. Nessa situação, a prefixo se acopla ao vocábulo seguinte.

Ex: Em tempos de isolamento social, muitas pessoas fazem teletrabalho.

Outros casos que se encaixam nesta regra: telepizza, teleconferência, telecomunicação, entre outros.

Vale ressaltar que, quando a segunda palavra começar com “r” ou “s”, essas letras devem ser dobradas.

Ex: telesserviço e telerreserva.

Continue reading

Plato x Platô – tem acento?

A crise do coronavírus popularizou uma série de termos. Com isso, surgem dúvidas sobre a grafia de determinadas palavras. Afinal de contas, o correto é plato ou platô? Devemos ou não devemos usar o acento?

Neste artigo, vamos resolver essa questão. Vejamos!

Oxítona

As palavras oxítonas – aquelas que tem a última sílaba como tônica – são acentuadas quando terminam:

  1. Em vogal que venham seguidas de outra vogal com pronúncia distinta (baús, Tuiuiú, Piauí);
  2. Em “EM” e “ENS” (alguém, ninguém, parabéns);
  3. Com as vogais “E” e “A” abertas, nas formas verbais seguidas de hífen (dá-la, qué-lo, trá-lo-ia);
  4. Com as vogais “A”, “E” e “O”, seguidas ou não de S. (chaminé, pés, cajá, platô).

Pronto! Agora já matamos a charada. O vocábulo platô é sim acentuado.

Ex: Em alguns locais, a curva de contaminação da Covid19 atingiu um platô.

Continue reading

Usucapião, Usocapião ou Uso capião – qual a forma correta?

A grafia correta da expressão é usucapião, usocapião ou uso capião? Neste artigo, vamos mostrar como se escreve e qual a origem e o significado da palavra. Vejamos!

Como se escreve?

A forma correta é usucapião. A palavra tem origem no latim usucapio, que significa “adquirir pelo uso”.

De acordo com a Constituição Federal e o Código Civil, o termo indica a aquisição de determinado bem móvel ou imóvel por meio da posse pacífica e ininterrupta. Para que essa situação seja caracterizada, são necessários dois pré-requisitos básicos:

a) A posse, por um determinado lapso de tempo, do bem móvel ou imóvel;
b) A posse contínua e ininterrupta.

Continue reading
« Older posts

© 2020 Clube do Português

Theme by Anders NorenUp ↑