Uma mão com um caneta de pena escreve em um papel. Em cima está escrito: "à caneta x a caneta".
Tem ou não tem crase?

O correto é a caneta ou à caneta? Neste artigo, vou te explicar se a expressão tem ou não crase. Vamos lá!

O que é crase?

Antes de avançarmos, é importante relembrar rapidamente o que é a crase afinal.

Ela ocorre quando há o encontro de vogais iguais => a + a = à. Acontece, em geral, em três casos:

a) Encontro da preposição “a” com os artigos definidos “a” ou “as”;
b) Encontro do pronome demonstrativo “a” com a preposição “a”;
c) Encontro dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo com a preposição “a”.

Quando isso ocorre, devemos usar o acento grave em cima da letra “a”.

Locução adverbial

Nas locuções adverbiais de instrumento com núcleo feminino, sempre se deve utilizar a crase. É exatamente o caso da expressão em análise.

ex: O autor escreveu o texto todo à caneta.

A crase neste caso também tem um papel semântico, de evitar uma potencial ambiguidade. Compare as frases abaixo:

  • Risquei a caneta. (aqui o sentido é que eu fiz um risco na própria caneta)
  • Risquei à caneta. (aqui o significado é de que risquei algo usando uma caneta)

Já falamos aqui de um outro caso semelhante: a mão x à mão. Vale muito a pena conferir.

A lapis ou À lápis

A expressão a lápis não tem crase. Ela não segue a mesma regra de à caneta, porque, apesar de também ser uma locução adverbial de instrumento, o núcleo é uma palavra masculina.

ex: Ele escreveu o texto a lápis.

*

Se você gostou deste texto, aprofunde seus conhecimentos com nosso guia completo da crase.

*

Assista também ao vídeo que fizemos sobre os casos de crase facultativa: