Devido a uma semelhança morfológica, as palavras de nossa língua são divididas em dez classes gramaticais, também chamadas de classes de palavras.

Essas classes são: substantivo, artigo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição, conjunção e interjeição. Vejamos uma por uma a seguir.

Flexão das palavras

Quanto à flexão, as dez classes gramaticais se dividem em variáveis e invariáveis:

  1. Variáveis – são as palavras que variam em:
  • gênero e número: substantivo, adjetivo, artigo e numeral;
  • pessoa, gênero e número: pronome;
  • pessoa, número, modo, tempo e voz: verbo.
  1. Invariáveis – são as palavras que não apresentam flexões: advérbio, preposição, conjunção e interjeição.

1. Substantivo

O substantivo é a palavra que nomeia tudo o que existe ou o que imaginamos existir. 

Quanto à forma, pode ser classificado em:

a) primitivo: pedra, motor, trovão.

b) derivado: pedreira, motorista, trovoada.

c) simples: fruta, pão, granjeiro, chuva, pedra.

d) composto: fruta-pão, hortifrutigranjeiro, chuva-de-pedra.

Quanto à significação, pode ser classificado em:

a) comum: homem, mulher, rio, remédio, cidade.

b) próprio: Jonas, Vanessa, São Francisco, Neosaldina, São Paulo.

c) abstrato: ódio, amor, beijo, toque, fé.

d) concreto: chuva, relógio, luz, Deus, Diabo.

e) coletivo: boiada, rebanho, tropa, vara, horda.

Quanto à flexão, pode apresentar:

a) Flexão em gênero: o substantivo pode ser masculino ou feminino. Exemplos: 

– gato, gata / homem, mulher / o jacaré macho, o jacaré fêmea.

b) Flexão em número: o substantivo pode ser singular ou plural. Exemplos:

– gato, gatos / homem, homens / mulher, mulheres.

Quanto à variação em grau, pode apresentar:

a) grau aumentativo: homem grande, homenzarrão, casa gigante, casarão.

b) grau diminutivo: homem miúdo, homenzinho, casa pequena, casinha.

2. Artigo

O artigo é a palavra que antecede o substantivo para o definir ou indefinir, particularizando-o de alguma forma. 

Classificação dos artigos:

a) artigo definido: define, individualiza um substantivo na sentença. São eles:

– o, a, os, as.

b) indefinidos: indefinem, generalizam um substantivo na sentença. São eles:

– um, uma, uns, umas.

Flexões de número e gênero dos artigos:

– o/um – singular e masculino

– a/uma – singular e feminino

– os/uns – masculino e plural

– as/umas – feminino e plural

3. Adjetivo

O adjetivo é a palavra que caracteriza um substantivo (normalmente), pronome, numeral ou oração substantiva. Pode ser classificado em:

a) primitivo: amarelo, bom, lindo.

b) derivado: amarelado, bondoso, lindeza.

c) simples: amarelo, brasileiro, mudo, científico.

d) composto: amarelo-canário, luso-brasileiro, surdo-mudo, científico-literário.

e) pátrio/gentílico: americano, afegão, capixaba, mineiro, espanhol, indígena, branco, negro.

Quanto à flexão, pode apresentar:

a) Flexão em gênero: o adjetivo pode ser masculino ou feminino. Exemplos: 

– amarelo, amarela / bom, boa / brasileiro, brasileira.

b) Flexão em número: o adjetivo pode ser singular ou plural. Exemplos:

– amarelo, amarelos / boa, boas / brasileira, brasileiras.

Quanto à variação em grau, pode apresentar:

a) grau comparativo: 

– de inferioridade: menos… (do) que.

– Mara é menos inteligente (do) que Francisca.

– de igualdade: tão… quanto.

– Mara é tão inteligente quanto Francisca.

– de superioridade: mais… (do) que.

– Mara é mais inteligente (do) que Francisca.

b) grau superlativo:

– absoluto analítico:

– Mara é muito linda.

– Mara é linda demais.

– absoluto sintético:

– Mara é inteligentíssima.

– Mara é lindíssima.

– relativo: 

– de superioridade: o mais… de/dentre.

Mara é a mais inteligente dentre os funcionários.

– de inferioridade: o menos… de/dentre.

– Mara é a menos inteligente dentre os funcionários.

4. Numeral

O numeral é a palavra que acompanha ou substitui o substantivo, dando a ele noção de quantidade absoluta, fração, multiplicação ou ordem. 

Classificação do numeral:

a) numeral cardinal: expressa uma quantidade.

– um, dois, três, quatro, dez, vinte e cinco, cem…

b) numeral ordinal: expressa uma ordem.

– primeiro, segundo, terceiro, décimo, vigésimo, centésimo…

c) numeral multiplicativo: expressa multiplicação.

– dobro, triplo, quádruplo, décuplo, cêntuplo…

d) numeral fracionário: expressa uma divisão.

– meio, terço, quinto, onze avos, noventa avos, ducentésimo…

Quanto à flexão, pode apresentar:

a) Flexão em gênero: alguns numerais podem ficar no masculino e no feminino. Exemplos: 

– um, uma / dois, duas / duzentos, duzentas

b) Flexão em número: alguns numerais podem ficar no singular e no plural. Exemplos:

– primeiro, primeiros / segunda, segundas / milésimo, milésimos

5. Pronome

O pronome também é uma palavra que acompanha ou substitui o substantivo e possui vários sentidos, dentre eles: posse, indefinição, questionamento, apontamento, afetividade etc.

Classificação e flexão dos pronomes

a) pronomes pessoais retos:

– eu, tu, ele, ela, nós, vós, eles, elas.

b) pronomes pessoais oblíquos:

– me, nos, te, vos, o(s), a(s), lhe(s), mim, comigo, ti, contigo, si, consigo, etc.

c) pronomes pessoais de tratamento:

– Você, Vossa Senhoria, Vossa Excelência, Vossa Alteza, etc.

d) pronomes possessivos:

– meu(s), minha(s), nosso(s), nossa(s), teu(s), tua(s), vosso(s), vossa(s), seu(s), sua(s).

e) pronomes demonstrativos:

– este(s), esta(s), esse(s), essa(s), isso, isso, aquele(s), aquela(s), aquilo.

f) pronomes indefinidos:

– algum, alguns, alguma(s), todo(s), toda(s), bastante(s), muito(s), muita(a), qualquer, quaisquer, etc.

g) pronomes interrogativos:

– que, quem, qual, quais, quanto(s), quanta(s).

h) pronomes relativos:

– que, quem, cujo(s), cuja(s), quanto(s), quanta(s), onde, como, quando.

6. Verbo

O verbo é a palavra que situa no tempo ações (correr, trabalhar), estados (ser, estar), mudanças de estado (tornar, ficar, virar) ou fenômenos da natureza (ventar, chover, trovejar).

Flexão dos verbos:

a) Flexão em número: singular (amo) e plural (amamos);

b) Flexão em pessoa: 1ª pessoa (eu amo, nós amamos), 2ª pessoa (tu amas, vós amais) e 3ª pessoa (ele ama, eles amam);

c) Flexão em modo: indicativo (certeza – eu amo), subjuntivo (hipótese – que eu ame) e imperativo (ordem – ama tu);

d) Flexão em tempo:

– Presente: amo.

– Pretérito perfeito, imperfeito e mais-que-perfeito: amei, amava e amara.

– Futuro do presente e do pretérito: amarei e amaria.

e) Flexão em voz:

– Voz ativa: Ele apresentou isso.

– Voz passiva analítica: Isso foi apresentado por ele.

– Voz passiva sintética: Apresentou-se isso.

7. Advérbio

O advérbio é um modificador de sentido do verbo, do adjetivo, de outro advérbio ou de uma oração inteira.

Classificação dos advérbios:

a) advérbio de afirmação: sim, certamente, efetivamente, claramente, realmente…

b) advérbio de negação: não, jamais, tampouco, absolutamente…

c) advérbio de modo: bem, mal, melhor, pior, rapidamente…

d) advérbio de tempo: hoje, já, agora, depois, antes, amanhã, nunca…

e) advérbio de lugar: ali, aqui, lá, cá, ali, acolá, abaixo, acima…

f) advérbio de dúvida: talvez, será, tomara, quiçá, oxalá, acaso, porventura…

g) advérbio de intensidade: muito, pouco, mais, menos, bastante, demais…

8. Preposição

A preposição é um conectivo exigido pela sentença devido à regência nominal ou verbal.

Classificação das preposições

a) Preposições essenciais: a, ante, após, até, com, contra, de, desde, para, per, perante, por, em, entre, sob, sobre, trás.

b) Preposições acidentais: como, conforme, segundo, consoante, durante, mediante, menos, salvo, exceto, afora, fora, tirante, senão, inclusive, visto, malgrado, mesmo, que, etc.

9. Conjunção

A conjunção é um conectivo que tem por função ligar elementos de mesma natureza em uma sentença.

Classificação das conjunções:

a) Conjunções coordenativas

– aditivas: e, nem… nem, tanto… quanto, tanto… como, bem como…

– adversativas: mas, porém, todavia, contudo, no entanto, entretanto

– alternativas: ou, ou… ou, ora… ora, quer… quer, seja… seja…

– conclusivas: logo, pois, portanto, por conseguinte, por isso, assim…

– explicativas: que, porque, pois, porquanto…

b) Conjunções subordinativas:

– causais: porque, pois, porquanto, pois que, já que, uma vez que, visto que…

– concessivas: embora, conquanto, ainda que, mesmo que, posto que…

– condicionais: se, caso, contanto que, salvo se, desde que…

– finais: para que, a fim de que, porque…

– temporais: quando, antes que, depois que, até que, logo que…

– consecutivas: tão… que, tanto… que, tamanho… que, de modo que…

– comparativas: tal qual, tal como, qual, como, assim como…

– integrantes: que, se

– conformativas: conforme, como, segundo, consoante…

– proporcionais: à medida que, ao passo que, à proporção que…

10. Interjeição

A interjeição é uma palavra ou grupo de palavras que expressa um estado emotivo momentâneo. Pode apresentar muitos valores, dentre eles temos:

Alegria, surpresa ou admiração:

– Ah! Oh! Eh! 

Empolgação ou entusiasmo:

– Oba!

Alívio:

– Ufa! Arre!

Chamamento, apelo:

– Alô! Olá! Ó! Oi! Eh! Psiu!

Desculpa:

– Opa!

Dor, surpresa ou animação:

– Ai! Ui!

Despedida:

– Tchau!

Desejo:

– Queira Deus! Quem me dera! Raios o partam!

Silêncio:

Psiu! Cala a boca! Bico calado!

*

Gostou do texto? Então, inscreva-se para fazer parte do clube de português gratuitamente e para receber dicas para te deixar afiado na língua (link para uma nova página do site).