cumulativo x acumulativo – quando usar cada uma?

Cumulativo e acumulativo são adjetivos sinônimos. Dessa forma, um pode ser usado no lugar da outro.

ex¹: A crise tem efeitos cumulativos.

ex²: A crise tem efeitos acumulativos.

Diferenças no uso

O uso, contudo, criou algumas leves diferenças entre as duas palavras. Assim, acumulativo é utilizado mais para caracterizar o ato de acumular coisas e cumulativo é usado para expressar efeitos sobrepostos em uma escala.

Contudo, gramaticalmente, os termos são intercambiáveis. A mesma regra se aplica aos verbos acumular e cumular.

Biforme

Cumulativo e acumulativo são adjetivos biformes. Isso significa que eles podem ser usados nos dois gêneros – masculino e feminino:

  • Taxa cumulativa/acumulativa;
  • Imposto cumulativo/acumulativo.

Formação

As duas palavras são formadas por derivação sufixal, por meio da junção de um verbo com o sufixo -tivo (ou -ivo), que é utilizado para transformar verbos em adjetivos (ex: chamativo, conclusivo, argumentativo).

  • Cumulativo: cumular + -tivo;
  • Acumulativo: acumular + -tivo.

Formas gráficas variantes

Existem termos na língua portuguesa que possuem mais de uma grafia correta, como ocorre com a dupla de palavras que analisamos neste artigo.

A esse fenômeno, damos o nome de formas gráficas variantes ou formas variantes. Todas as grafias estão corretas, mas umas são mais usadas pelos falantes do que outras. Vejamos alguns exemplos:

Não-cumulativo x Não cumulativo

De acordo com a Reforma Ortográfica, não se usa mais hífen em palavras formadas com “não”. Assim, a forma correta é não cumulativo, sem o hífen.

ex: A reforma visa criar um sistema de impostos não cumulativos.

Gostou do texto, então vale a pena assistir ao vídeo sobre a diferença entre tapar e tampar:

Faça parte do clube do português gratuitamente e receba dicas para te deixar ninja na língua (link para outro site)